Seg03082021

Last update04:06:58 PM

 

Back Você está aqui: Home Brasil

Brasil

ID Jovem: saiba quem tem direito e como solicitar

(Foto Banco de Imagens/Internet)

Documento incentiva acesso de jovens de baixa renda no acesso a eventos culturais e esportivos

Foto: Banco de imagens/Internet

Jovens de baixa renda de todo o Brasil contam com o Governo Federal para ter acesso com meia-entrada a eventos e viagens interestaduais gratuitas voltadas à cultura ou ao esporte. Para conseguir esses benefícios, eles devem emitir o ID Jovem, uma iniciativa da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

Em 2020, quase 1 milhão de carteirinhas foram emitidas. De acordo com a titular da SNJ, Emilly Coelho, é importante que os jovens conheçam a ID Jovem para que possam exercer direitos previsto no Estatuto da Juventude.

"O estatuto estabelece que o jovem tem direito à cultura, incluindo a livre criação, o acesso aos bens e serviços culturais e a participação nas decisões de política cultural, à identidade e diversidade cultural e à memória social. É isso que nós estamos garantindo com a ID Jovem", afirmou.

Saiba mais sobre o benefício:

Quem tem direito a ID Jovem?

A ID Jovem pode ser solicitada por jovens com idade de 15 a 29 anos que pertençam a famílias com renda mensal de até dois salários mínimos e que estejam inscritos no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico). Não é necessário que a pessoa tenha matrícula em instituição de ensino.

Como solicitar o benefício?

A ID Jovem pode ser solicitada por meio do aplicativo oficial ID jovem 2.0 ou por meio do site pelo site do benefício. O benefício tem prazo de validade de seis meses, mas por meio do aplicativo é possível renovar o documento de maneira simples e rápida.

O que é preciso para realizar o cadastro?

Para realizar o cadastro e emitir o documento, é necessário que o CadÚnico esteja atualizado e que o número de Identificação Social (NIS) esteja em mãos. O jovem também deverá inserir o nome completo, o nome da mãe e a data de nascimento. Depois disso, a carteirinha estará disponível e é só imprimir ou, se preferir, poderá mantê-la em seu celular em formato digital no aplicativo ID Jovem.

Como utilizar a ID Jovem?

Os jovens precisam apresentar a carteira ID Jovem impressa ou no celular juntamente com documento de identificação oficial com foto nos pontos de venda de ingressos e guichês de passagens para usufruir dos benefícios.

Quais as condições para utilizar os benefícios nas passagens?

Para fazer uso das vagas gratuitas ou com desconto de 50%, o beneficiário deverá solicitar um único bilhete de viagem do jovem, nos pontos de venda da transportadora, com antecedência mínima de três horas em relação ao horário de partida do ponto inicial da linha do serviço de transporte, podendo solicitar a emissão do bilhete de viagem de retorno, observados os procedimentos da venda de bilhete de passagem.

O beneficiário não poderá fazer reserva em mais de um horário para o mesmo dia e mesmo destino ou para horários e dias em que viagem seja impraticável e caracterize 
domínio de reserva de lugares em detrimento de outros beneficiários.

Quais eventos aceitam a ID Jovem?

A carteira ID Jovem poderá ser utilizada em exibições em cinemas, cineclubes e teatros, espetáculos musicais, de artes cênicas e circenses, eventos educativos, esportivos, de lazer e de entretenimento, promovidos por quaisquer entidades e realizados em estabelecimentos públicos ou particulares mediante cobrança de ingresso.

Quais tipos de transporte posso utilizar?

O jovem poderá utilizar os serviços de transporte convencional nas modalidades rodoviário, ferroviário e aquaviário interestaduais em linhas regulares.

E se a empresa de transporte se recusar a emitir a passagem?

São asseguradas duas vagas gratuitas ou com desconto de cinquenta por cento no sistema de transporte coletivo interestadual. Quando o benefício não for concedido, as empresas prestadoras dos serviços de transporte deverão emitir ao solicitante documento que indicará a data, a hora, o local e o motivo da recusa.

Com esse documento em mãos, o jovem poderá registrar sua reclamação em um posto de atendimento da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) localizado nos terminais rodoviários ou entrar em contato no Telefone 166, no e-mail 
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou WhatsApp da agência, no número (61) 99688 4306.

Também, é possível registrar denúncia ou reclamação à ANTT no sistema de ouvidoria do Governo Federal Fala BR.

A ID Jovem está prevista no decreto 8.537/2015. O benefício atende aos direitos de milhões de jovens pelo Estatuto da Juventude (Lei nº 12.852/2013).

Butantan irá produzir vacina sem depender de insumos da China, garante Doria

O Instituto Butantan vai produzir a CoronaVac sem depender de insumos importada da China ainda em dezembro deste ano. É o que garantiu o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa na sede do Instituto nesta terça-feira (23). Atualmente, o Butantan importa o insumo e fica responsável pelo envase, que é a etapa final de produção.


De acordo com o governador, a obra da fábrica que permitirá a produção nacional do imunizante será finalizada em outubro. Por isso, após a aprovação do espaço e transferência da tecnologia, o Butantan tem condições de assumir a produção industrial do imunizante. Doria estima que o processo seja concluído até o final do ano.

VACINAS CONTRA COVID
Doria acompanhou o carregamento dos caminhões com 1,2 milhão de doses da vacina, que serão entregues nesta terça ao Ministério da Saúde. Para 25, 26 e 28 de fevereiro ainda estão previstas liberações de 600 mil doses diárias. Desta forma, de hoje até domingo, São Paulo fornecerá um total de 3,9 milhões de doses ao PNI.

Logo no início de março, o Instituto vai disponibilizar mais 1,7 milhão de vacinas para a imunização do país, estando previstas remessas de 600 mil doses no dia 2 de março, de 500 mil em 4 de março e de mais 600 mil para 5. Na soma total, serão 5,6 milhões de frascos de hoje até 5 de março.

Ainda durante a coletiva desta terça (23), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, explicou que só que após finalizar a entrega das 100 milhões de doses ao Ministério da Saúde, o instituto terá condições de entregar as 20 milhões de doses exclusivas solicitadas pelo governo paulista para vacinar toda a população de São Paulo.

Butantan salvou a saúde pública no Brasil

Foto: Divulgação/Instituto Butantan

Referência nacional na produção de soros e vacinas para o SUS, instituto completa 120 anos nesta terça-feira (23)

O Butantan é uma instituição dedicada à pesquisa em saúde pública e produção de imunobiológicos desde o início do século 20

Desconhecido por muitos brasileiros até assumir o protagonismo no combate à pandemia da Covid-19, o Instituto Butantan, responsável pela produção da primeira vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) aplicada no Brasil, completa 120 anos de existência nesta terça-feira (23). 

O Butantan foi criado na virada dos séculos 19 e 20 para combater a epidemia de peste bubônica . O surto, que se propagava a partir do Porto de Santos, em São Paulo, levou a administração pública estadual a criar um laboratório de produção de soro antipestoso para combater a doença.

O laboratório estái instalado na Fazenda Butantan, na Zona Oeste da capital paulista, e iniciou os trabalhos de produção de soros antipestosos e antiofídicos.

Durante a pandemia de gripe espanhola, responsável pela morte de mais de 50 milhões de pessoas em todo o planeta, o Instituto Butantan passou a oferecer, em parceria com a Casa Armbrust (empresa especializada em venda e comércio de produtos diversos), uma série de medicamentos para combater a gripe. Em 1918, também foi desenvolvida uma vacina contra a gonorreia, infecção sexualmente transmissível.

A primeira vacina contra a gripe foi desenvolvida pela Universidade de Michigan, em 1944. Quatro anos depois foi lançada no Brasil, pelo Instituto Butantan. Nos anos seguintes, também foram produzidas a vacina bivalente (contra o H1N1 e o Influenza B) e, posteriormente, a trivalente (contra o Influenza H1N1 e H2N3 e o B).

Em 1949, a instituição apostou na vacina contra a raiva e, e, 1953, contra a febre amarela.

Em 1961 a vacina oral contra a poliomielite (VOP) foi introduzida no Brasil, com a realização de campanhas de vacinação em municípios de SP e do RJ, e após uma década foi implantado o Plano Nacional de Controle da Poliomielite. Uma marca importante para a campanha de vacinação contra a Poliomielite foi a criação do Zé Gotinha, personagem símbolo da campanha pela erradicação da doença no Brasil, com o objetivo de tornar as campanhas de vacinação mais atraentes para as crianças.

Em 2002, por meio do estabelecimento de uma parceria para transferência tecnológica com a Sanofi Pasteur, o Instituto Butantan começa a produzir vacina contra Influenza.Já em 2009, é a vez da vacina Influenza Trivalente, contra o vírus H1N1, causador da gripe suína, e outros dois tipos de gripe.
Principal produtor de imunobiológicos do Brasil, o Butantan é responsável por grande porcentagem da produção de soros hiperimunes e grande volume da produção nacional dos antígenos vacinais que compõem as vacinas utilizadas no Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

Hoje, os laboratórios e fábricas do Instituto produzem 12 soros (contra o envenenamento por diversas espécies de cobras, escorpiões, aranhas e lagartas, e contra difteria, tétano, botulismo e raiva) e sete vacinas (contra raiva, HPV, Hepatite A, Hepatite B, Influenza Trivalente, H1N1 e DTPa).

Nos dias de hoje o Butantan é o responsável no Brasil pela vacina contra o novo cornavírus – a CoronaVac .

Futuro

O Instituto Butantan desenvolve uma vacina contra a dengue desde 2009, quando obteve licença para pesquisar os quatro tipos de vírus que causam a doença transmitida pelo Aedes Aegypti. O imunizante já está na última fase de testes, em que diferentes centros de pesquisa clínica no país participam da realização de ensaios clínicos, feitos com voluntários para comprovar a segurança e eficácia da vacina.

Em maio de 2020, o Instituto também fechou acordo com a farmacêutica Valneva para a produção de uma vacina de dose única contra chikungunya. A previsão é de que a vacina esteja pronta no início do ano de 2023.

“Romaria Do Terço Dos Homens” neste fim de semana em Aparecida


A programação da 13ª Romaria do Terço dos Homens de 2021 terá transmissão pela TV Aparecida entre hoje, sexta-feira (19/02), quando será a abertura, até o encerramento, no domingo (21). O evento, que no ano passado reuniu mais de 80 mil homens na Basílica de Aparecida (SP), este ano será virtual devido à pandemia da Covid-19.

A participação dos fiéis será feita através das redes sociais do Santuário Nacional (Youtube e Facebook) e pela Rede Aparecida de Comunicação. A peregrinação é considerada uma das maiores entre as romarias acolhidas na Capital Mariana da Fé. O tema da romaria deste ano é “Terço dos Homens: No Santuário da Palavra, com Maria e José, cuidar da vida”. A tônica das celebrações é chamar a atenção para o cuidado com a vida, com a fé de Nossa Senhora e inspirando-se no coração paterno de São José.

A Missa de Abertura da Romaria, na sexta-feira (19/02), às 18h00, será na Basílica Velha de Aparecida. Representantes de apenas alguns grupos do terço estarão na celebração, presidida por Dom Gil Antonio Moreira, arcebispo de Juiz de Fora (MG) e bispo referencial da CNBB para o Terço dos Homens. 

A realização da romaria prossegue no sábado (20), com a Missa Solene às 9h00, presidida pelo arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes (foto). Quem também estará na celebração é o padre Antonio Maria. O sacerdote foi o responsável pela composição do hino do movimento do Terço dos Homens.

Também no sábado, a partir das 14h00, acontecem o Terço Solene e a Consagração a Nossa Senhora, momento celebrativo coordenado pelo Padre Eduardo Catalfo, no altar do Santuário Nacional.  Também no sábado, (20), às 19h00, o Terço de Aparecida na Capela dos Apóstolos – Santuário Nacional - com Padre Antônio Maria e cinco representantes do Terço dos Homens de Aparecida.

E o encerramento da romaria virtual será no domingo (21/02), com uma missa às 8h00, rezada no altar central da Basílica e presidida pelo arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes.

As atividades da romaria serão transmitidas pelas redes sociais e Rede Aparecida de Comunicação (TV Aparecida, Rádio Aparecida e Portal A12).

COVID-19: CEPA DO AMAZONAS AVANÇA EMSÃO PAULO E LEVA CIDADES A 'LOCKDOWN'

(foto: JALAA MAREY/AFP)

O Estado de São Paulo registrou até essa segunda-feira (15/2), 25 casos da variante da COVID-19 do Amazonas, dos quais 16 são de transmissão local (autóctone). A maior parte dos casos (12) foi detectada em Araraquara, que decretou "lockdown" para conter a propagação da doença.
A preocupação tem se estendido entre prefeitos do interior do estado, onde as medidas de combate tem sido endurecidas diante do temor de colapso do sistema de saúde.

A Secretaria Estadual da Saúde informou que os casos da nova variante brasileira foram detectados em Araraquara (12), São Paulo (9), Jaú (3) e Águas de Lindoia (1).

Um caso relatado em Campinas ainda não foi confirmado pelo governo do estado. Há ainda outros sete relatos confirmados da variante britânica, todos de janeiro: cinco na capital e dois em Sorocaba. Todos também são de pessoas que tiveram contado com alguém de Londres, o que descarta, por ora, a transmissão comunitária.

A pasta diz que a confirmação de novas variantes ocorre por meio de sequenciamento genético, "além da investigação epidemiológica dos casos, como históricos de viagens e contatos".

Governo do Estado lança plataforma digital com informações detalhadas sobre os municípios paulistas


A Fundação Seade - Sistema Estadual de Análise de Dados, vinculada ao Governo de São Paulo, disponibilizou uma plataforma interativa de consulta de dados sobre as 645 cidades do Estado. Trata-se do Seade Painel, que pode ser acessado por meio do link: https://painel.seade.gov.br/municipios. Todas as informações estão dispostas em painéis com gráficos, tabelas e mapas, e agrupados em cinco tópicos: População, Economia, Emprego, Saúde e Educação. 

 No tema População, o Seade Painel abarca dados sobre a população total das cidades, a densidade demográfica, a população por sexo e por faixa etária, o grau de urbanização e o número de habitantes por domicílio. Já no item Economia, há informações sobre o Produto Interno Bruto (PIB) Municipal, o PIB per capita, a distribuição da riqueza material entre Indústria, Serviços e Agricultura, o valor das exportações e das importações, e a produção agropecuária local. 

Elementos acerca da evolução do emprego formal das cidades e do rendimento médio, segundo o grau de escolaridade e o setor de atividade, também podem ser acessados no portal da Fundação Seade, na aba Emprego. No campo Saúde, o internauta encontra o número de leitos hospitalares, de médicos e de enfermeiros que atuam em âmbito municipal, bem como o quantitativo do Sistema Único de Saúde (SUS) e do setor privado. 

Na temática Educação, há conteúdo sobre matrículas das redes municipal, estadual e particular; além de taxa de ocupação em creche, pré-escola e ensino fundamental e médio. Números alcançados pelas cidades no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) entre os anos de 2015 e 2019 também são facilmente encontrados no site.  

Para acessar o Seade Painel não há necessidade de cadastro. De fácil acesso, o portal é intuitivo e, também, de simples manuseio.

CARNAVAL SEM FERIADO EM SÃO PAULO

FOTO COELHO NETO


Vários Estados e municípios cancelaram a folga nos dias de Carnaval em 2021. A medida tenta evitar aglomerações, festas e viagens, comuns nesta época do ano, e diminuir a transmissão da Covid-19. As festas e desfiles carnavalescos de 2021 já vinham sendo cancelados desde 2020.

O governo federal resolveu manter o ponto facultativo. Os quase 600 mil servidores de órgãos e entidades da administração federal, autarquias e fundações do Executivo ficarão em casa na 2ª (15.fev) e 3ª feira (16.fev) e na 4ª feira (17.fev), até as 14h. A exceção fica com os serviços públicos essenciais, que continuam funcionando.

Legislativo e Judiciário federais têm independência para decidir sobre o assunto, e seguiram a mesma linha. Dispensarão servidores nos dias de Carnaval, com diferenças só na volta ao trabalho na 4ª feira.

O Carnaval não é um feriado nacional. Os governos precisam decretar ponto facultativo para não haver expediente no setor público.

EM SÃO PAULO

Em São Paulo não será feriado na segunda e terça de carnaval e o Estado ainda manteve aulas na segunda e terça-feira.

Apesar da decisão do Governo Estadual, as prefeituras têm a prerrogativa de conceder ou não ponto facultativo nos dias de Carnaval aos serviços municipais.

Selo de procedência da água envasada passa a ser obrigatório em São Paulo

Desde o dia 1º de fevereiro está em vigor a utilização do Selo Fiscal de Controle e Procedência da água comercializada no Estado de São Paulo. A Secretaria da Fazenda e Planejamento tornou obrigatório o uso do selo para toda embalagem de água mineral, natural ou potável de mesa, e adicionada de sais, com volume superior a 4 litros destinado à comercialização em território paulista - mesmo que seja proveniente de outro estado brasileiro.

O selo deverá vir afixado ao lacre do recipiente e o processo de aplicação pode ser realizado de forma manual ou automatizado. A medida visa garantir que o produto é procedente de estabelecimento envasador devidamente credenciado junto à Secretaria da Fazenda e Planejamento e aos demais órgãos de controle de procedência.

Qualquer pessoa consegue consultar o Selo de Procedência, basta acessar o site da Secretaria da Fazenda e Planejamento - https://portal.fazenda.sp.gov.br/servicos/selofiscalagua/Paginas/Sobre.aspx. Em todo o Estado de São Paulo, a Secretaria da Fazenda já registra 151 empresas do setor licenciadas com o Selo Fiscal.

A multa para o envasador que descumprir a medida ou o distribuidor que circular ou comercializar galões sem o selo é de quatro Unidades Fiscais do Estado de São Paulo - UFESPs para cada recipiente encontrado sem o selo fiscal, o que corresponde em 2021 a R$ 116,36.

O consumidor que encontrar alguma irregularidade pode fazer a denúncia por e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., detalhando o máximo de informações possíveis, tais como data da aquisição do produto, fotos da nota fiscal e da embalagem, código de barras e nome da empresa.

Líderes religiosos reforçam pressão por impeachment


Líderes evangélicos e católicos vão aumentar a pressão pela abertura de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro no Congresso. Em um movimento que será apresentado como uma “frente de fé”, um grupo de religiosos formalizará nesta terça-feira, 26, na Câmara dos Deputados, um pedido de afastamento de Bolsonaro, sob o argumento de que ele agiu com negligência na condução da pandemia de covid-19, agravando a crise. É a primeira vez que representantes desse segmento encaminham uma denúncia contra o presidente por crime de responsabilidade.

O pedido de impeachment é assinado por religiosos críticos ao governo. Na lista estão padres católicos, anglicanos, luteranos, metodistas e também pastores. Embora sem o apoio formal das igrejas, o grupo tem o respaldo de organizações como o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil, a Comissão Brasileira Justiça e Paz da Confederação Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) e a Aliança de Batistas do Brasil.

“Uma parcela da igreja deu um apoio acrítico e incondicional ao Bolsonaro independentemente do discurso que ele defendia. Queremos mostrar que a fé cristã precisa ser resgatada e que a igreja não é um bloco monolítico”, disse ao Estadão/Broadcast o teólogo Tiago Santos, um dos autores do pedido de impeachment.

As falhas do governo durante a crise do coronavírus, na esteira de idas e vindas sobre a importação de vacinas da China e da Índia, elevaram a temperatura política. Partidos de esquerda como PT, PDT, PSB, PSOL e PC do B, além da Rede, também vão protocolar na Câmara, amanhã, um outro pedido de afastamento de Bolsonaro, desta vez com o mote “Pelo impeachment, pela vacina e pela renda emergencial”. As siglas adiaram a formalização da denúncia, antes prevista para hoje, justamente a pedido dos religiosos, que temiam confusão entre os dois movimentos.

‘Danos irreparáveis’

No pedido que será formalizado hoje, os líderes religiosos acusam o presidente de agravar a crise do coronavírus e, consequentemente, o número de mortes. Para eles, Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade e desrespeitou princípios constitucionais e o direito à vida e à saúde. Mais de 200 mil pessoas já morreram em decorrência de covid-19.

Declarações de Bolsonaro durante a pandemia, como chamar o novo coronavírus de “gripezinha”, são citadas no pedido de impeachment a ser apresentado pelos religiosos. “As ações e omissões de Jair Bolsonaro, que seguem em repetição e agravamento, levaram e seguem levando a população brasileira à morte e geraram danos irreparáveis. Isso é crime de responsabilidade. Crime contra os direitos e os princípios constitucionais mais primários: à vida e à saúde”, diz a peça.

A posição desses líderes vai na contramão de pastores evangélicos que defenderam a eleição de Bolsonaro, em 2018, e integram a base de apoio ao governo. Entre os defensores do chefe do Planalto estão Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, José Wellington Bezerra da Costa, da Assembleia de Deus Belém, Edir Macedo, da Universal do Reino de Deus, e R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus. Durante a crise, Bolsonaro chegou a ser cobrado por esses aliados para reagir a decretos de prefeitos e governadores que determinaram o fechamento de igrejas, em função do isolamento social necessário para evitar a covid-19.