Seg10152018

Last update11:14:58 AM

 


Back Você está aqui: Home Brasil Arquidiocese do Rio: presépio que era alvo de críticas foi vandalizado

Brasil

Arquidiocese do Rio: presépio que era alvo de críticas foi vandalizado

O presépio composto por 72 peças em tamanho natural que tinha sido instalado diante da sede da Arquidiocese do Rio de Janeiro foi alvo de vândalos que roubaram a imagem do Menino Jesus e decapitaram outras figuras. Moradores de rua que se abrigavam no presépio informaram que um grupo de rapazes destruiu a obra. A Polícia Civil está investigando e usará imagens de câmeras de segurança da região para identificar os responsáveis.
Além das figuras tradicionais, o presépio destruído continha imagens que, segundo o autor, o Padre Wanderson José Guedes, procuravam representar a luta contra a corrupção.
Construída graças a doações e a recursos do próprio sacerdote, que é também escultor, a obra tinha despertado críticas diversas, a maioria por causa do conteúdo político, mas muitas também de católicos que não aprovaram o uso da cena da Natividade para destacar abordagens que não fossem a própria Encarnação do Filho de Deus.
A Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos (SEDHMI) colocou-se à disposição da Arquidiocese do Rio de Janeiro para acompanhar as investigações junto à Polícia Civil do presépio que foi depredado na madrugada de quinta-feira (04), no palácio São Joaquim, na Glória. Em agosto do ano passado, a SEDMHI criou o Disque Combate ao Preconceito, canal voltado para receber denúncias sobre todo o tipo de violação aos Direitos Humanos. Ele funciona de segunda a sexta-feira, de 9 às 16 horas, através do telefone (21) 2334 9551