Dom11292020

Last update03:08:08 PM

 

Back Você está aqui: Home Brasil A primeira igreja católica do mundo dedicada às pessoas surdas fica no Brasil

Brasil

A primeira igreja católica do mundo dedicada às pessoas surdas fica no Brasil


A igreja de Nossa Senhora do Silêncio, em Londrina, no Paraná, é a primeira igreja do mundo projetada especialmente para as pessoas surdas. A congregação Pequena Missão para Surdos, fundada na Itália há mais de 160 anos pelo pe. José Gualandi, adotou a missão de servir às pessoas surdas que, na época, viviam praticamente escondidas em casa por falta de escolas especializadas ou então acabavam abandonadas pelas ruas. A Pequena Missão começou com uma singela casa que acolhia dois surdos e os ajudava a integrar-se melhor à vida em sociedade.

O apostolado já nasceu ligado a Nossa Senhora do Silêncio, uma devoção representada pela imagem de Nossa Senhora com os braços no peito, em forma de cruz.

Em 1985, a Pequena Missão para Surdos chegou ao Brasil e logo começou a celebrar missas para surdos em Londrina. As missas foram celebradas durante anos na garagem do seminário dos padres da missão, até que, em 2012, foi iniciada a construção de um oratório dedicado a Nossa Senhora do Silêncio. É uma bela igrejinha de pedra, que os fiéis surdos visitam para fazer suas orações pessoais.

Segundo o Padre Heriberto, que trabalha na missão, o oratório mudou bastante a realidade dos frequentadores, dado que as pessoas surdas envolvidas no apostolado gostam de atividades dinâmicas em grupo, mas têm mais dificuldade com a realização de algo pessoal. Com o oratório, os fiéis surdos chegam para a missa e passam antes pelo oratório para rezar individualmente.

Depois do oratório veio a construção da primeira igreja do mundo para surdos, a igreja de Nossa Senhora do Silêncio, que se tornará no futuro o Santuário do Silêncio. Ela conta com iluminação especial para que o foco esteja no altar, no sacrário, no ambão, na cruz e em Nossa Senhora, além de possuir chão vibratório para que os fiéis surdos percebam o ritmo dos cantos.

O padre Heriberto afirmou -  “Com essa igreja projetada especialmente para os surdos, eles puderam ser incluídos na comunidade. Em outras paróquias encontramos um projeto feito para ouvintes com a presença dos surdos; aqui a Missa é pensada para o surdo com a presença dos ouvintes”.

O futuro santuário prevê participação maior ainda dos surdos como acólitos, ministros da Eucaristia e responsáveis pela liturgia, além de estarem sempre envolvidos nas decisões, já que tudo é pensado de acordo com a sua realidade.