Brasil

Latam pede recuperação judicial nos Estados Unidos

Grupo Latam Airlines entrou com pedido de recuperação judicial nos EUA por causa da crise do novo coronavírus. Em comunicado oficial, a empresa afirmou que "anuncia reorganização para garantir sustentabilidade no longo prazo".

O pedido inclui as afiliadas no Chile, Peru, Colômbia, Equador e EUA. Segundo a nota da empresa, Argentina, Brasil e Paraguai não estão incluídos no processo de reorganização pelo Capítulo 11, que faz parte da lei de falências dos EUA e permite um prazo para que as empresas se reorganizem financeiramente.

A nota da Latam diz que "no Brasil está em discussão com o governo brasileiro sobre próximos passos e suporte financeiro às operações brasileiras".

Nas últimas semanas, a Latam anunciou a destituição de 1.400 funcionários de suas filiais no Chile, Colômbia, Equador e Peru, que se somam ao programa de aposentadoria voluntária de 800 pessoas em todas as suas filiais. A maior companhia aérea da América Latina anunciou na última semana que retomaria em junho as operações de forma gradual.