Brasil

Guedes quer privatizar Correios e Eletrobras ainda este ano, diz jornal


O ministro da Economia, Paulo Guedes, planeja fazer quatro grandes privatizações este ano, incluindo Correios e Eletrobras na lista. A decisão teria sido tomada na última reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), na semana passada. As informações são do jornal O GLOBO .

Parte dessas privatizações , como a da Eletrobras, porém, precisa passar pelo Congresso Nacional, e há dúvidas sobre o apoio dos parlamentares à venda das estatais.

Guedes incluiu novas empresas na lista de privatizações, antecipando processos que estavam previstos para os próximos anos, para aumentar o caixa neste ano e minimizar os efeitos causados pela pandemia do novo coronavírus .

Além da Eletrobras e os Correios , o ministro inclui no plano de vendas o Porto de Santos e a Pré-Sal Petróleo S.A. Segundo a previsão, a Caixa Seguridade ainda deve abrir o capital por meio de uma oferta pública de ações.

As duas primeiras estatais já estão na lista de privatizações há mais tempo do que as demais. A decisão de vender a Eletrobras, maior empresa de energia da América Latina, foi tomada em 2017, pelo governo de Michel Temer (MDB). Os Correios, por sua vez, foram incluídos pelo governo de Jair Bolsonaro, no ano passado. Para vendê-lo, porém, também deverá ser preciso contar com apoio do Congresso, já que a Constituição prevê o monopólio estatal do serviço postal.

No caso do Porto de Santos , não é necessário contar com o aval de parlamentares. Segundo O GLOBO , o processo está sendo tocado pelo Ministério da Infraestrutura, que já contratou o BNDES para estudar a modelagem da venda.