Sex10232020

Last update06:34:10 PM

 

Back Você está aqui: Home Brasil

Brasil

9 mudanças na declaração do Imposto de Renda em 2020

Paolla Hauser, professora da Uninter e contadora, explica o que muda em relação ao ano passado

No dia 2 de março começou a corrida para a entrega da Declaração do Imposto de Renda 2020, referente aos rendimentos do ano de 2019. A obrigatoriedade de entrega continua a mesma do ano passado, já que não houve alteração na tabela progressiva.

A professora do curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário Internacional Uninter, Paolla Hauser, explica que as principais novidades estão relacionadas ao programa gerador do IR, que está com uma cara nova, mais detalhado do que nos anos anteriores.

“Entre as mudanças, podemos observar já na tela inicial que declarações novas estão separadas das já iniciadas e já transmitidas; dentro do programa, a ficha de bens e direitos, que há dois anos vem recebendo detalhamento maior de informações, inclui agora a obrigatoriedade de informar se o bem ou direito é do titular ou dependente daquela declaração”, explica a contadora.

Além disso, para as informações bancárias de conta corrente ou poupança foi incluído o campo de código bancário, o que não havia até o ano passado. Essa informação vai facilitar a identificação das contas para restituição ou débito automático em caso de imposto devido, pois o contribuinte poderá buscar os bancos cadastrados na ficha de bens e direitos, que já estiverem pré-cadastrados.

Outra novidade é para quem tem imposto a pagar e prefere que seja feito em débito automático desde a primeira parcela. Até o ano passado, o contribuinte deveria entregar a declaração até 30 de março para que a 1ª quota do IR fosse debitada diretamente da sua conta. Neste ano, é possível fazer isso até o dia 10 de abril. Para a entrega depois de 10 de abril, o débito automático será válido a partir da 2ª quota do imposto.

Aqueles contribuintes que quiserem destinar parte do seu imposto devido a alguma instituição, poderá fazer diretamente na ficha de “Doações Diretamente na Declaração”. Outra novidade é a doação também para o Fundo do Idoso e para o Fundo da Criança e Adolescente.

A ficha de rendimento recebido acumuladamente também aparece diferente, que é o preenchimento diretamente nessa ficha da parcela isenta para contribuintes com mais de 65 anos.

Com relação às deduções, os contribuintes não vão mais poder contar com a dedução do imposto de renda da parcela do INSS da empregada doméstica. Essa dedução não é mais permitida por falta de nova previsão legal.

Outro fator é que o fisco antecipou as restituições, o primeiro lote foi antecipado para o dia 29 de maio, no ano passado, a restituição começava em junho. Além disso, os valores serão restituídos até 30 de setembro, diminuindo assim o prazo que era até dezembro. Foram mantidas as prioridades para recebimento da parcela restituível.

Obrigatoriedade

Estão obrigados a apresentar a declaração anual aqueles que:

  • Receberam rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 28.559,70, e/ou em relação à atividade rural obtiveram receita bruta superior a R$ 142.798,50;
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;
  • Efetuaram doações, inclusive em favor de partidos políticos e candidatos a cargos eletivos — para esses casos, é possível utilizar, além do Programa Gerador da Declaração (PGD) IRPF2020, o serviço “Meu Imposto de Renda”;
  • Pessoas físicas residentes no Brasil que no ano-calendário de 2019, entre outros: obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00.

8 de março terá Corrida da Mulher e Orquestra Jazz Sinfônica no Parque Ibirapuera

(Foto Arquivo/Ilustração)

 

No dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, o Governo do Estado de São Paulo realiza a Corrida da Mulher SP para celebrar a data. No Parque Ibirapuera, além das provas esportivas e ações de saúde e solidariedade, a programação voltada às mulheres terá atrações culturais, com concerto da Orquestra Jazz Sinfônica - corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa - ao lado de nomes femininos da música brasileira.

Fafá de Belém e Orquestra Jazz Sinfônica abrem o concerto com o Hino Nacional, seguidas de AnaVitória com “Ai, Amor”, “Porque eu te amo” e “Trevo”. Bebé Salvego apresenta repertório com “All About That Bass”, “Cheek to Cheek” e “All of Me”; Luiza Possi canta sucessos como “Trem Bala” e “Me faz bem”; Leila Pinheiro leva “Anos Dourados” e “Valsa Brasileira”, entre outras, ao palco; Roberta Sá interpreta “Samba de um minuto”, “Mais alguém” e “Ela diz que me ama”; Elba Ramalho adiciona “Chão de Giz”, “Anunciação” e “Frevo Mulher” ao repertório; Paula Lima canta sucessos de Rita Lee como “Agora só falta você”, “Ovelha negra” e “Mania de você”; e Claudia Leitte encerra a programação musical com “Telegrama”, “Falando Sério”, “Magalenha” e “It Heart So Bad”.

As corridas terão início às 7h (5K Geral e ACD) e 7h30 (10K Geral e ACD), no Obelisco do Ibirapuera. Às 11h, o evento recebe a sexóloga Laura Müller para um bate-papo com o público. Os shows começam às 13h00, no palco da arena do evento.

São Paulo lança campanha “Gravidez na adolescência é para a vida toda”

Brasil está entre países com maior média de bebês nascidos de mães-adolescentes

O Governo do Estado de São Paulo lança a campanha “Gravidez na Adolescência é para a vida toda”, em alusão à Semana Nacional de Prevenção de Gravidez na Adolescência, instituída pela Lei nº 13.798 de 2019. A iniciativa conta com ações por meio das redes sociais, presenciais e concurso de YouTubers para estudantes da rede pública estadual. 

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil está entre os países latino-americanos com a maior média na região de bebês nascidos de mães adolescentes. No país, a cada mil jovens com idades entre 15 e 19 anos, nascem 68,4 bebês de mães adolescentes, enquanto na América Latina o índice é de 65,5 bebês de mães jovens a cada mil adolescentes. A média mundial é ainda menor: 46 nascimentos a cada mil.

 Apesar de o Estado de São Pauloterreduzido o número de adolescentes grávidas, em 46,59% entre os anos de 1998 e 2016, ainda são quase 80 mil nascimentos de crianças cujas mães possuem idade entre 10 e 19 anos. Os números mostram a urgência de se abordar a temática, com o envolvimento e a linguagem dos próprios adolescentes, além da participação da comunidade escolar, por meio das escolas públicas estaduais.

 Para o secretário da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti, os governos e a sociedade precisam falar sobre as causas e as consequências de uma gravidez não planejada nessa etapa da vida. “É fato que engravidar precocemente é um problema de saúde pública. Temos que pensar nas causas, que são os riscos à saúde da mãe e do bebê e as consequências, que têm impacto socioeconômico, uma vez que muitas jovens grávidas desistem de estudar e enfrentam dificuldades para conseguir emprego”, ressalta Paulo Dimas.

 A campanha, de caráterpermanente, começa na próxima semana com a veiculação de peças de publicidade nas redes sociais, em canais como Facebook, Instagram e Twitter. Também já estará no ar o site da campanha, hospedado no site da Secretaria da Justiça e Cidadania, no endereço eletrônico http://justica.sp.gov.br/index.php/gravidez-na-adolescencia/.

Talk Show 

Para o dia03 de março, às 10h, no auditório da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, na Barra Funda, na cidade de São Paulo, acontece um Talk Show, conduzido pelas jornalistas Mariana Kotscho e Roberta Manreza, apresentadoras do Programa Papo de Mãe na TV Cultura. Durante o evento, as jornalistas farão um círculo de conversa com especialistas e adolescentes-pais no palco e, de forma interativa, transitarão na plateia para que o público presente faça perguntas aos convidados.

 No dia do evento, a Dra. Albertina Duarte, médica ginecologista, obstetra, cirurgiã, coordenadora do Programa Saúde do Adolescente e coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres do Estado de São Paulo, fará o lançamento do livro “Maternidade e adolescência, histórias de adolescentes grávidas e mães do Brasil, Portugal e Guiné”, organizado por ela.

Concurso de YouTubers

 Entre as ações previstas estão ainda a realização do concurso “YouTubers Conscientes e a Gravidez na Adolescência”, destinado a alunos da rede pública estadual, e a veiculação do portal da campanha. 

No concurso “YouTubers Conscientes e a Gravidez na Adolescência”, estudantes das escolas públicas estaduais, com idades entre 12 e 20 anos incompletos, poderão criar e inscrever vídeos dentro do contexto da campanha “Gravidez na Adolescência é para a Vida Toda”. A finalidade é contribuir para o esclarecimento da população infanto-juvenil sobre a importância da prevenção da gestação nessa etapa da vida. 

O concurso consiste na apresentação de um vídeo (produto audiovisual), com duração máxima de 3 minutos (três minutos). Os adolescentes poderão abordar de forma interdisciplinar – sob os vieses da saúde, educação, sociologia, entre outros – a importância e necessidade de se prevenir a gravidez.

Campanha

A campanha “Gravidez na adolescência é para a vida toda” tem como objetivo principal conscientizar os adolescentes sobre os encargos, dificuldades e consequências envolvidos na gravidez na adolescência, destacando a responsabilização conjunta dos futuros pais jovens sobre a nova vida gerada e os direitos que ambos possuem antes, durante e após a ocorrência da gestação.

Serviço

Talk Show da campanha “Gravidez na adolescência é para a vida toda”

Data:terça-feira (03 de março), às 10h

Local: Auditório da Secretaria do Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Endereço: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 564, Portão 10, Barra Funda, São Paulo/SP

Este ano tem eleição. Eleitor tem até 6 de maio para regularizar título junto à Justiça Eleitoral

Quem perder o prazo não poderá votar nas eleições municipais

 

Os brasileiros que estão com o título de eleitor cancelado têm até 6 de maio para regularizar a situação perante à Justiça Eleitoral. Quem perder o prazo, não poderá votar nas eleições municipais, previstas para outubro deste ano. O pleito vai definir os prefeitos e vereadores nos mais de cinco mil municípios do país.

No ano passado, cerca de 2,4 milhões de eleitores tiveram seus títulos cancelados porque deixaram de votar e justificar a ausência por três eleições seguidas. Para a Justiça Eleitoral, cada turno é contabilizado como uma eleição.

Para regularizar o título, o cidadão deve ir ao cartório eleitoral próximo à sua casa, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Cada turno que o eleitor deixou de comparecer gera uma multa de R$ 3,51.

As pessoas devem ficar atentas, pois caso deixem de regularizar o documento, não ficam apenas impedidas de votar. Entre as restrições, por exemplo, estão: não poder tirar o passaporte, nem tomar posse em cargos públicos ou fazer matrícula em instituições públicas.

Cada eleitor pode consultar a própria situação no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Cerca de 146 milhões de pessoas estarão aptas a votar. 

Campinas recebe o maior Game Park do Interior Paulista

Apostando em um mercado que fatura alto, a CPSXP vai reunir fãs e profissionais de e-Sports e do universo gamer nos dias 4 e 5 de abril, no Expo D. Pedro

A CPSXP, primeiro e maior game park do interior de São Paulo, deve reunir mais de 15 mil fãs e profissionais de e-Sports e do universo gamer nos dias 4 e 5 de abril, em  Campinas, numa área de 7 mil m2 do Expo D. Pedro. O evento vai oferecer diversão para todos e será ponto de encontro de empreendedores deste mercado, que fatura alto no Brasil.

Estrutura
Para um público estimado em 15 mil visitantes nos dois dias do evento, serão instaladas duas arenas e outros locais para jogos, como LOL, FIFA, Fortnite e CSGO, nos 7 mil m2 do Expo D. Pedro. No site do evento será possível inscrever equipes para participar dos campeonatos que terão premiação para os melhores colocados.

Na área de Arcades, o game park vai disponibilizar consoles e fliperamas antigos, além de jogos da atualidade em computadores, que poderão ser testados pelos visitantes.

Na Academia Gaming haverá painéis, palestras e bate-papos com executivos, produtores, designers, roteiristas e empreendedores do mercado de e-Sports.

Na área Cosplay, teremos um espaço especial para os cosplayers se trocarem, fazerem e retocarem a maquiagem e se prepararem para o desfile. Sim! Haverá concursos Cosplay infantil e adulto com direito a premiações para os 3 primeiros colocados como melhor cosplay ao final do evento.

No espaço Chef Player, terão diversas opções para se alimentar do almoço até o jantar. Os visitantes poderão encontrar da pizza ao hambúrguer, do veggie ao vegan, da fritas ao temaki, do sorvete ao churros, atendendo todos os gostos!

Para gamers de 0 a 100 anos, para os fãs de e-sports e aos amantes do universo gamer: a CPSXP é imperdível! O evento para se divertir, conhecer os players pro e ainda ter a chance de descobrir como ingressar no mundo dos games.
Sem mencionar o show de encerramento, que não foi divulgado por ser uma surpresa.

 

Campinas recebe o maior Game Park do Interior Paulista

Apostando em um mercado que fatura alto, a CPSXP vai reunir fãs e profissionais de e-Sports e do universo gamer nos dias 4 e 5 de abril, no Expo D. Pedro

A CPSXP, primeiro e maior game park do interior de São Paulo, deve reunir mais de 15 mil fãs e profissionais de e-Sports e do universo gamer nos dias 4 e 5 de abril, em  Campinas, numa área de 7 mil m2 do Expo D. Pedro. O evento vai oferecer diversão para todos e será ponto de encontro de empreendedores deste mercado, que fatura alto no Brasil.

Estrutura
Para um público estimado em 15 mil visitantes nos dois dias do evento, serão instaladas duas arenas e outros locais para jogos, como LOL, FIFA, Fortnite e CSGO, nos 7 mil m2 do Expo D. Pedro. No site do evento será possível inscrever equipes para participar dos campeonatos que terão premiação para os melhores colocados.

Na área de Arcades, o game park vai disponibilizar consoles e fliperamas antigos, além de jogos da atualidade em computadores, que poderão ser testados pelos visitantes.

Na Academia Gaming haverá painéis, palestras e bate-papos com executivos, produtores, designers, roteiristas e empreendedores do mercado de e-Sports.

Na área Cosplay, teremos um espaço especial para os cosplayers se trocarem, fazerem e retocarem a maquiagem e se prepararem para o desfile. Sim! Haverá concursos Cosplay infantil e adulto com direito a premiações para os 3 primeiros colocados como melhor cosplay ao final do evento.

No espaço Chef Player, terão diversas opções para se alimentar do almoço até o jantar. Os visitantes poderão encontrar da pizza ao hambúrguer, do veggie ao vegan, da fritas ao temaki, do sorvete ao churros, atendendo todos os gostos!

Para gamers de 0 a 100 anos, para os fãs de e-sports e aos amantes do universo gamer: a CPSXP é imperdível! O evento para se divertir, conhecer os players pro e ainda ter a chance de descobrir como ingressar no mundo dos games.
Sem mencionar o show de encerramento, que não foi divulgado por ser uma surpresa.

 

Maior Romaria do ano chega ao Santuário Nacional no fim de semana

(Foto Thiago Leon-arquivo)

 

Romaria do Terço dos Homens vai refletir o tema  ‘Terço dos Homens: Fonte de graças!’  e o lema  ‘Confiantes como Maria’.

A Romaria do Terço dos Homens, maior peregrinação acolhida pelo Santuário Nacional deve atrair dezenas de milhares de homens à Aparecida no próximo fim de semana. Na peregrinação do último ano, foi contabilizada a participação de 78 mil romeiros de todas as regiões do país. Neste ano, a programação foi estendida, passando a contar com três dias de atividades e não mais dois, como nas edições anteriores. Além das orações, o encontro quer promover a caridade entre os grupos, com a doação de alimentos não perecíveis para as instituições de caridade auxiliadas pela Arquidiocese de Aparecida.

A programação se inicia na sexta-feira (14), com a Missa de Abertura, celebrada no Altar Central da Basílica Nova às 20h. Logo após, uma Procissão Luminosa pela Passarela segue até a Basílica Velha, onde acontece uma adoração campal ao Santíssimo Sacramento. Até às 0h, uma vigília reúne os grupos em oração no local. Após esse horário, tem início outra vigília ao longo de toda a noite na Capela do Santíssimo do Santuário Nacional.

No sábado (15), a programação começa cedo com a Missa Solene, considerada a principal da Romaria, às 7h30. Para acolher o grande número de fiéis, a celebração acontece do lado externo da Basílica Nova, na Tribuna Dom Aloísio Lorscheider. No mesmo dia, às 13h, no Altar Central da Basílica, homens testemunham suas vivências de fé a partir da oração do Rosário. O momento prepara os participantes para a oração do Terço Solene, às 13h45, no mesmo local. A tradicional Consagração à Nossa Senhora Aparecida, às 15h, encerra as atividades da tarde de sábado.

Já no período da noite, às 19h, uma Procissão Luminosa vai percorrer os pátios da Basílica, saindo da Tribuna Papa Bento XVI, em direção à Tribuna Dom Aloísio Lorscheider. No local, acontece um show às 20h00, onde participam da apresentação a cantora Mariângela Zan e os Padres Antônio Maria, Camilo Júnior e Reginaldo Carreira.

No domingo (16), a programação chega ao fim. Às 6h45, acontece um momento de formação no Altar Central. A atividade prepara os fiéis para a Missa de Encerramento, às 8h00, no interior da Basílica Nacional. Às 9h00, na Tribuna Dom Aloísio Lorscheider, o programa Terra da Padroeira será transmitido ao vivo pela TV Aparecida, com programação especialmente dedicada aos homens do terço.

Gesto concreto

Além das atividades religiosas, neste ano, os participantes da peregrinação são convidados a participarem do gesto concreto da Romaria, doando alimentos não perecíveis. A ação vai beneficiar 15 obras sociais que recebem auxílio da Arquidiocese de Aparecida.

Terço dos Homens

A Romaria do Terço dos Homens é uma das maiores acolhidas pelo Santuário Nacional ao longo do ano. Este será a 12° peregrinação deste movimento católico formado exclusivamente por homens.

O movimento, que iniciou tímido há alguns anos no Brasil, ganhou força com o passar do tempo. Atualmente, todos os estados brasileiros possuem grupos de homens dedicados à oração do rosário mariano. De acordo com Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo de Juiz de Fora (MG) e Referencial para o Terço dos Homens, já são mais de um milhão e quinhentos mil homens rezando o terço.

Pela primeira vez no Carnaval, monociclos elétricos vão invadir o Sambódromo

A escola de samba Sociedade Rosas de Ouro, uma das mais tradicionais do carnaval paulistano, vai inovar no desfile em 2020. A escola vai levar para o Sambódromo do Anhembi o enredo “Tempos Modernos”, misturando diferentes experiências digitais interativas desenvolvidas em parceria com grandes empresas de tecnologia e centros acadêmicos, como a Poli – USP, o Centro Universitário FEI e o Instituo Mauá de Tecnologia. A ideia é unir arte, cultura e tecnologia num desfile inovador, destacando o que há de mais moderno atualmente, como a realidade aumentada, os aplicativos e os gadgets especiais. Dentro desse conceito inovador, uma das atrações mais surpreendentes da Rosas de Ouro neste ano será o grupo cênico chamado de “Future-se!”, no qual vão desfilar 20 monociclistas conduzindo monociclos elétricos de última geração. Eles estarão vestindo fantasias e representarão uma nova proposta de mobilidade urbana para a sociedade. Será a primeira vez que esse tipo de veículo participará do Carnaval no Brasil. O desfile da Rosas de Ouro vai dar visibilidade a uma tecnologia e uma proposta de mobilidade urbana que vem conquistando um número cada vez maior de usuários, sobretudo nas grandes cidades.

“As pessoas que estão trocando o uso diário do automóvel ou do transporte coletivo pelo monociclo elétrico fazem parte de um perfil de público voltado para um novo propósito de vida, mais econômico, divertido e eco-friendly. É uma nova tendência dentro da mobilidade urbana dos grandes centros, na qual a qualidade de vida (sem congestionamentos, por exemplo), o tempo gasto para se locomover e os custos envolvidos formam um pacote que atrai um número cada vez maior de consumidores”, afirma Márcio Canzian, sócio da Eletricz, distribuidora com sede em São Paulo (SP), empresa referência no transporte. 

Associação de servidores considera reforma da previdência paulista mais nociva do que a federal


AFPESP e outras entidades entregarão nesta segunda-feira (10) ofício para pleitear diálogo com o Governo do Estado


“A reforma da previdência estadual é muito mais nociva do que a realizada pelo Governo Federal e coloca em risco direitos adquiridos pelos servidores paulistas.” 
Com estas palavras, o médico Álvaro Gradim, presidente da Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo (AFPESP), resume o sentimento da entidade, que conta com mais de 250 mil associados, diante da Proposta de Emenda à Constituição do Estado de São Paulo (PEC) nº 18/2019 e do Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 80/2019, que tratam de reforma da previdência para os servidores paulistas. Gradim entregará nesta segunda-feira (10), juntamente com entidades parceiras, um ofício pleiteando a abertura de diálogo com o governo estadual. 
Programada para as 11 horas, a entrega será feita no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, e terá como objetivo alertar a população e a opinião pública para o impacto negativo da aprovação de propostas contidas na reforma da previdência estadual. 
Caso aprovado, o pacote de medidas pode impactar 1,2 milhão de servidores públicos ativos, inativos e pensionistas, além de seus familiares, totalizando mais de seis milhões de pessoas atingidas direta ou indiretamente. 
Um dos objetivos da AFPESP é alertar para os efeitos colaterais do texto proposto, que pode gerar ainda mais gastos para o governo. 

O dirigente destaca ameaça atrelada à supressão de direitos adquiridos, conforme artigo 3º da PEC 18/2019. “O direito adquirido não é benesse ou liberalidade, pois se trata de cláusula pétrea constitucional. Caso não seja garantido expressamente na PEC 18/2019, nos moldes da Emenda Constitucional Federal, as consequências serão catastróficas, havendo aposentadorias em massa, diante da insegurança jurídica, e premente necessidade de reposição, o que onerará indevidamente o erário estadual”, alerta Gradim. 
Outro ponto que pode estimular o aumento do número de pedidos, pressionando ainda mais o Estado, é a ausência de um dispositivo nesta PEC que obrigue o pagamento de abono de permanência aos servidores que já cumprem os requisitos para aposentadoria, mas decidem permanecer na ativa. “Ao oferecer incentivos para que esses funcionários permaneçam trabalhando, o Estado economiza recursos importantes, já que deixa de realizar novas contratações”, diz. 
Além disso, o presidente da AFPESP aponta como possível causa de graves prejuízos medida que poderá obrigar o servidor a permanecer mais tempo na ativa do que o período exigido por lei. Atualmente, o trabalhador poder cessar o exercício da função 90 dias após protocolizar seu pedido no órgão em que trabalha, mas, com a nova norma, esse prazo só passará a contar após entrada do procedimento na São Paulo Previdência (SPPrev), entidade que gere as aposentadorias estaduais. Como não há prazo determinado pela Constituição Estadual para a apreciação do pedido, o trabalhador não terá qualquer controle sobre o dia em que o procedimento aportará na SPPrev. Há casos em que o resultado chega a levar dois anos. 
“O risco é de ajuizamento de grande número de ações contra o Estado, gerando indenizações em razão de se obrigar indevidamente as pessoas a trabalharem além do tempo exigido em lei”, ressalta Gradim. 

Diálogo 
Na ocasião, o presidente da AFPESP, Álvaro Gradim, e os integrantes das demais associações presentes entregarão um ofício solicitando uma audiência com o governador João Doria, para que sejam debatidos pontos que apresentam inconstitucionalidades, equívocos e injustiças, colocando em risco as contas do próprio Estado, que poderá sofrer com elevado número de ações e pedidos de aposentadoria em massa. 
“Trata-se de reforma mais dura do que a realizada pelo Governo Federal, sobretudo pela criação de burocracias desnecessárias e que fogem ao controle do servidor. Não podemos aceitá-las da forma como estão sendo apresentadas. Por isso, pleiteamos a comunicação com o governador, para que possamos apresentar soluções positivas para os dois lados”, conclui o dirigente. 
Atualmente, a Reforma da Previdência estadual está com sua tramitação suspensa pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Propostas pelo governador Doria, as mudanças constam da PEC 18 (Proposta de Emenda à Constituição do Estado) e PLC 80 (Projeto de Lei Complementar). 
A Reforma Administrativa deve ser apreciada pela Assembleia Legislativa ainda neste primeiro semestre.