Qui02202020

Last update03:16:31 PM

 


Back Você está aqui: Home Brasil

Brasil

Edital Cidades +Recicleiros abre inscrições para municípios mudarem a realidade do lixo

Até 1º de setembro, todos os municípios brasileiros com população superior a 20 mil habitantes poderão se inscrever gratuitamente no edital Cidade+Recicleiros (cidademais.recicleiros.org.br/). Asegundaedição do edital, uma parceria entre o Instituto Recicleiros e a empresa SIG Combibloc, contemplará até 12 cidades com assessoria técnica especializada para o desenvolvimento e implantação de seus programas de coleta seletiva de resíduos. As cidades que se destacarem nessa fase poderão ainda receber Unidades de Processamento de Materiais Recicláveis (UPMR), assessoria técnica de longo prazo, campanhas de conscientização para os moradores, e os recursos necessários para que os Programas de Coleta Seletiva funcionem de forma qualificada, independente, sustentável e economicamente viável.

O objetivo da iniciativa é contribuir para o avanço da coleta seletiva e reciclagem de resíduos pós-consumo em todo Brasil, por meio da implementação e disseminação de modelos inovadores e de alta eficiência em algumas regiões, pois para vencer o desafio do lixo em nível nacional é preciso começar.

Erich Burger, sócio fundador da ONG Recicleiros, ressalta que as cidades não têm custo para receber e implementar o Programa. “O compromisso dos municípios será com a regulamentação da coleta seletiva por meio do plano que desenvolveremos em parceria com a administração municipal, e a realização da coleta e transporte dos resíduos descartados até a Unidade de Processamento de Materiais Recicláveis”. Burger também explica a origem dos recursos financeiros necessários ao sucesso da iniciativa. "Eles vêm de um fundo formado pelo Instituto Recicleiros com recursos captados em diversas fontes, como empresas que investem no Cidade+Recicleiros para cumprir com as metas de Logística Reversa das embalagens que colocam no mercado". Entre as mais de 700 empresas que já aderiram ao Cidade+Recicleiros estão BASF, Cargil, Royal Canin, Red Bull, Colgate Palmolive, Aurora, Mars, Guabí, Ceratti e JBS.

Os investimentos aportados no programa Cidade+Recicleiros não são repassados ao município, mas direcionados à implementação da UPMR (obras e equipamentos); 60 meses de assessoria técnica e apoio à gestão do Programa (prefeitura e cooperativa); formação e capacitação de cooperativa de trabalho para executar os serviços de separação, beneficiamento e destinação do material reciclável; e ações de comunicação para engajar e orientar a população sobre o descarte seletivo. A seleção dos contemplados, baseada em critérios técnicos, será conduzida por um comitê de avaliação composto por especialistas do Instituto Recicleiros e pelos parceiros do edital.

Além do meio ambiente
O Programa Cidade+Recicleiros é fundamentado em três pontos principais: meio ambiente, pessoas e políticas públicas. O programa visa reduzir efetivamente os impactos da má gestão do lixo no meio ambiente, mas não se restringe a isso: a questão social está no holofote assim como as ações de conscientização ambiental e a implantação da UPMR, que será operada por meio de organizações de catadores de materiais recicláveis assessoradas ou mesmo formadas pelo Instituto Recicleiros, gerando trabalho e renda para população em estágio de vulnerabilidade social.

O programa de formação e assessoria técnica para organizações de catadores é uma das especialidades da ONG Recicleiros, que projeta empreendimentos capazes de remunerar seus trabalhadores com pelo menos o equivalente a um salário mínimo, garantindo também férias remuneradas, condições de trabalho adequadas e um ambiente motivador. Planejados para serem sustentáveis do ponto de vista econômico, podem ainda oferecer diversas oportunidades, se bem geridos e, para esse fim, o Instituto Recicleiros oferecerá um programa de assessoria intensiva por 24 meses, além de outros 36 de acompanhamento à gestão dessas organizações.

O edital Cidade+Recicleiros 2019 acontecerá em quatro etapas – vale lembrar que a participação no edital é voluntária e gratuita, e não haverá cobrança de qualquer taxa antes, durante ou após o processo de seleção.

Centro Cultural Coreano é inaugurado na Avenida Paulista, neste domingo

Programação aberta ao público conta com shows de artistas coreanos, performances e exposições, com destaque para a bandaNamsadangpae e a cantora Minzy 

Depois das inaugurações da Japan House (2017), Instituto Moreira Salles (2017) e Sesc (2018), a avenida mais famosa de São Paulo recebe o Centro Cultural Coreano do Brasil. O projeto da sede, localizada em um prédio dos anos 1970 da av. Paulista, abrigará atividades culturais e educacionais, distribuídas em três pavimentos de 900 m².

De endereço e “cara” novos, o Centro Cultural Coreano será reinaugurado neste domingo, dia4 de agosto, em São Paulo. A programação conta com apresentações e shows gratuitos, acrobacias em cordas eperformanceinédita da artista coreana Mukwon Kim. O evento acontece na nova sede do Centro, que foi realocado para Avenida Paulista, 460, em uma construção inovadora, assinada pelo premiado designer coreano Kira Kim, que trouxe para o projeto elementos que simbolizam a arquitetura tradicional coreana. A obra foi executada pela Empresa Temon Serviços.

Entre os convidados com presença confirmada no evento está o vice-ministro da Cultura, Esportes e Turismo da República da Coréia, Roh Tae Kang.  Nodomingo, dia da abertura, será instalado um palco externo em uma travessa da Avenida Paulista, com apresentações musicais das 12 às 15h00. O tradicional grupo Namsadangpae realizará apresentações de “Pungmul”, música folclórica coreana e acrobacias em cordas. A programação contará ainda apresentações de música clássica do Ensemble de Cordas, da Orquestra Jovem do Estado, e a cantora Minzy. Para Alegria dos fãs deK-pop.

Dentro do Centro Cultural Coreano haverá uma performance de “Live Drawing” da artista Mukwon Kim. Ela realizará apresentação com jogos de luzes ao ritmo de música tradicional coreana. No primeiro andar, os visitantes poderão ver a exposição “A verdadeira DMZ”, realizada pela primeira vez fora da Coréia. São instalações, fotos, vídeo artes, entre outras obras de artistas renomados como Hyosang Seung e Gyeong-a Ham.

Sobre o Centro Cultural Coreano

Fundado em 2013, o Centro Cultural é um importante elo cultural entre Brasil e Coréia. Para o diretor da instituição no Brasil, Young Sang Kwon, a mudança de endereço, no ano em que se comemoram 60 anos de relações diplomáticas entre Brasil e Coréia, é uma afirmação da existência de um estreitamento de laços entre os dois países.

Sobre a construção

O Centro Cultural Coreano que ocupa área aproximada de 900m2. Contou com a participação do premiado designer coreano Kira Kim, cujo projeto traz elementos que simbolizam a arquitetura tradicional coreana. Em parceria, os escritórios Padovani Arquitetos e Oliveira Cotta Arquitetura venceram o concurso para a sede do Centro Cultural Coreano do Brasil. A empresa Temon Serviços foi responsável pela execução da obra.

O primeiro andar tem capacidade para 100 lugares, um salão de exposições e a cozinha na qual serão realizadas as aulas de culinária coreana. No local, estão instaladas telas de alta tecnologia para exposições de artes digitais, na qual serão mostradas obras de artistas coreanos e brasileiros, tais como recriações de clássicos da era Joseon, paisagens naturais brasileiras feitas em estilo coreano e muitas outras. 

 O segundo andar, além da biblioteca e das salas de aula, conta com uma estrutura digital na qual os visitantes poderão aprender sobre a cultura coreana. Está instalada uma mesa com uma biblioteca digital composta por filmes, webtoons, vídeos de k-pop, entre outros. O visitante poderá tirar fotos com roupas tradicionais e também aprender sobre as casas e a escrita coreanas. Tudo por meio de telas touch screen.

Mesmo sem viajar para a Coréia, será possível visitar alguns dos locais turísticos mais famosos eteruma experiência única com os óculos de realidade virtual disponíveis no lobby do segundo andar. Todas estas instalações digitais fazem parte da área experimental digital da cultura coreana, que foram feitas na Coréia com tecnologia ICT, e enviadas para o Brasil para que as pessoas tenham a oportunidade de “vivenciar” a cultura coreana de uma forma totalmente nova.

Serviço:

Inauguração

Dia 04: A partir das 12 horas

Local: Avenida Paulista, 460

Evento gratuito

 

Cadastramento para atualizar dados de clientes de celular prépago


De acordo com cronograma iniciado em abril, pelo projeto piloto na área de DDD 62 (GO), as operadoras de telefonia móvel começam hoje, dia  31 de julho, asegundaetapa do processo de atualização cadastral dos clientes do serviço pré-pago em dez Estados: Acre, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Tocantins e Santa Catarina. Os clientes com pendências cadastrais receberão uma mensagem (SMS), informando que precisam fazer seu recadastramento.

Para atualizar seus dados, o consumidor que receber a mensagem de aviso deverá entrar em contato com a central de atendimento telefônico da sua operadora e estar preparado para informar nome completo, número de CPF (no caso de pessoa física) e o endereço completo, com CEP.

A atualização é obrigatória para todos os consumidores que possuam pendências cadastrais e quem não fizer o recadastramento no prazo estipulado pela operadora
terá a sua linha bloqueada enquanto o cadastro não for atualizado.

O objetivo do projeto Cadastro Pré-Pago é dar mais segurança e transparência para os usuários e a sociedade. A iniciativa atende ao que foi determinado pela Lei 10.703/2003 e pela resolução 477/2007, da Anatel, para que as operadoras mantenham o cadastro atualizado de seus clientes na modalidade pré-paga.

O projeto Cadastro Pré-Pago começou no dia
18 de abrilpela área atendida pelo DDD 62, na região de Goiás. Agora, está sendo estendido para todos os municípios goianos e para outros 9 Estados e, em2 de setembro, será ampliado para todo o Brasil.

A atualização do cadastro dos clientes que utilizam o serviço pré-pago é a primeira fase do projeto. Numa
segundafase, que se inicia em março de 2020, as empresas passarão a adotar um novo modelo de cadastro para novas ativações de celulares pré-pagos.

Para mais informações, os clientes podem consultar o site de sua operadora e os endereços:
http://www.anatel.gov.br/dados/cadastro-pre-pago
http://www.sinditelebrasil.org.br/cadastroprepago

Gasto com auxílio-mudança pagaria 10 prêmios da Mega

*foto Edilson Rodrigues

A política antiga e as regalias continuam mesmo após os brasileiros renovarem 47% das vagas parlamentares na Câmara. Dados obtidos peloCongresso em Focopor meio da Lei de Acesso à Informação (LAI) mostram um gasto com auxílio-mudança de R$ 218,92 milhões em 14 anos. O benefício é concedido ao deputado eleito, na mudança do estado onde foi eleito para Brasília, sede do Congresso Nacional, ou ao deputado em fim de mandato, no trajeto contrário – do Distrito Federal para a unidade da Federação.

O valor usado para a mudança dos deputados daria para comprar 4.865 carros populares ou para pagar quase dez prêmios da Mega-Sena no valor de R$ 21,9 milhões. Uma aposta de São Paulo (SP) levou sozinha o prêmio no concurso 2.171 da Mega-Sena, realizado na noite de sábado (20).

Entre 2018 e 2019,foram desembolsados R$ 34,09 milhõescom ajuda de custo para 540 parlamentares realizarem a mudança do estado natal para a capital ou para o caminho inverso. A soma é maior do que o número efetivo de 513 deputados, por dois motivos: os suplentes têm direito ao recurso após 30 dias no exercício do mandato e a conta leva em consideração os recém-chegados e os derrotados nas urnas.

33,7 MIL

Cada deputado federal recebeu R$ 33,7 mil – o correspondente a um mês de salário – para "compensar as despesas com mudança e transporte". O benefício é garantido por um decreto de 2014, que não distingue o local de origem do político e não exige que os parlamentares declarem como gastaram o dinheiro.

Nesse período (2006-2019), lideram o ranking de gastos os anos de2015, com R$ 31,80 milhões de desembolso com essa rubrica, e2011, com R$ 28,06 milhões. Foram anos subsequentes às eleições realizadas em 2014 e 2010, o que justifica o aumento por causa da alteração na composição da Câmara. Os anos com menores gastos, por outro lado, foram 2014 (R$ 240.508,17) e 2017 (R$ 675.260,00)

Gasto ano a ano:

2006: R$ 13.707.962,40

2007: R$ 15.477.863,25

2008: R$ 17.783.520,93

2009: R$ 17.338.795,30

2010: R$ 17.313.376,40

2011: R$ 28.061.067,98

2012: R$ 27.245.121,76

2013: R$ 13.254.672,48

2014: R$ 240.508,17

2015: R$ 31.800.330,17

2016: R$ 1.924.491,00

2017: R$ 675.260,00

2018: R$ 17.556.760,00

2019: R$ 16.537.750,46

MTur reabre inscrições para curso gratuito de atendimento ao turista

Trabalhadores que já atuam ou pretendem ingressar no setor turístico terão uma nova chance de aprimorar conhecimentos, melhorar o currículo e contribuir para o desenvolvimento do mercado de viagens no país. O Ministério do Turismo reabriu nesta semana as inscrições para o curso de atendimento a visitantes oferecido pelo Canal Brasil Braços Abertos (BBA), plataforma online totalmente gratuita. A capacitação, aberta a qualquer pessoa com mais de 15 anos, pode ser feita a partir de equipamentos conectados à internet, como computadores, tablets e smartphones. O prazo de cadastro termina em 31 de dezembro e o aluno deve concluir o curso até 30 de março de 2020.

O curso, com um total de 80 horas-aula, se divide em quatro módulos: Introdução, Atendimento, Comunicação e Temas Transversais. A capacitação usa linguagem simples e engloba conteúdos como noções de inglês, ética e marketing, transmitidos por meio de jogos e vídeos.

A conclusão do curso exige que o inscrito some um total de 696 pontos no sistema. Ao final da capacitação, o próprio aluno pode emitir um certificado, chancelado pelo MTur e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), que é válido como curso de extensão. A plataforma do BBA também oferece atendimento direto aos alunos, pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone gratuito 0800 200 8484.

QUALIFICADOS

O BBA formou 2.349 pessoas na sua última edição (2018/2019), concluída em 30 de abril deste ano. Uma delas foi Gladys Dinah, secretária de Turismo de Pomerode (SC), cidade conhecida como ‘a mais alemã do Brasil’. Ela conta que a qualificação permitiu uma melhor orientação da própria equipe. “O curso me subsidiou para orientar nossos recepcionistas, como em museus. A questão da gentileza, de ser prestativo, foi apresentada no curso de uma forma muito didática e prática. Essa é uma base para o primeiro contato com os turistas, o que pode deixar uma ótima impressão”, aponta.

Já a guia de turismo Alcimari Franco, coordenadora da Associação Turística da Rota da Uva de Jundiaí (SP), que reúne vinícolas da região, frisa que a capacitação aprimorou a recepção de estrangeiros. “O curso abrange coisas básicas, que você necessita diariamente, como a questão do inglês. A capacitação me orientou principalmente sobre, por exemplo, como o ferecer um cardápio em inglês a um estrangeiro. O turista já se sente acolhido, e no nosso caso tem muito turista chinês, que geralmente fala inglês”, comenta.

AVALIAÇÃO

De acordo com uma pesquisa promovida pelo MTur com alunos da última edição do curso, 95% dos que responderam apontaram a flexibilidade de horário e local para estudar como a principal motivação da qualificação. Outros 90% citaram a chance de aperfeiçoamento profissional. A coordenadora-geral de Qualificação do Ministério do Turismo, Neuza Portugal, afirma que o curso busca atender às necessidades dos interessados e também de qualificação do mercado.


Segundo a pesquisa, 84% citaram a possibilidade de obter um certificado como motivação, e 80% elegeram a facilidade de acesso às aulas. Já 77% indicaram a ampliação das oportunidades de inserção no mercado de trabalho. A pesquisa, realizada entre 16 de maio e 4 de junho deste ano, consultou um total de 480 voluntários.

Prova teórica para carteira de habilitação já pode ser agendada pelo site do Detran.SP

Novo serviço online representa ganho de tempo para o aluno de autoescola

Os alunos de autoescolas que estão se preparando para obter sua primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) já podem agendar a prova teórica pelo site do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP).  Antes, o agendamento tinha de ser feito em uma unidade do órgão, pela autoescola ou pelo próprio candidato.  

O novo serviço está disponível em todas as cidades do Estado de São Paulo. Ao finalizar as aulas teóricas na autoescola, o candidato à CNH pode acessar o portaldetran.sp.gov.bre escolher dia e horário para agendar sua avaliação teórica. Trata-se do 43º serviço online oferecido pelo Detran.SP.

O serviço é gratuitoe estará disponível após a autoescola emitiro certificado de conclusão do curso teórico. É preciso pagar apenas a taxa da prova de R$ 36,48 nointernet bankingou nos caixas eletrônicos das agências bancárias pelo número do CPF.

Confira o passo a passo do serviço:

1 -Após a autoescola emitiro certificado de conclusão do curso teórico, pague a taxa de R$ 36,48 na rede bancária ou via internet banking pelo número do CPF;

2 -Faça login no portaldetran.sp.gov.bre acesse “Agendamento”>”Agende seu exame teórico” na área de Serviços Online, no topo da página inicial;

3 -No dia marcado, vá até a unidade do Detran.SP e faça a prova. 

Outros serviços eletrônicos

No portal do Detran.SP, o cidadão pode realizar 43 serviços de trânsito relacionados a Carteira Nacional de Habilitação (como 2ª via e CNH definitiva), veículos (pesquisa de débitos e restrições) e infrações (consulta de multas e solicitação de recurso de penalidade), entre outros.

O Detran.SP oferece, ainda, três aplicativos gratuitos para tablets e smartphones, com diversas funcionalidades, como: solicitar 2ª via da CNH e acompanhar a emissão do documento; consultar multas do próprio veículo; treinar para a prova teórica; além do jogo educativo do Clube do Bem-te-vi. Os aplicativos estão disponíveis para as plataformas Android e iOS

Proibição de telemarketing de operadoras começa nesta terça

Entra em vigor nesta terça-feira (16) a lista “Não Perturbe” para as operadoras de telecomunicações. Os clientes incluídos nesse grupo não poderão ser objeto de ligações de telemarketing de empresas para a venda de serviços, como pacotes de telefonia, acesso à internet e TV paga. A medida foi uma determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

As pessoas que não desejarem receber esse tipo de chamada podem incluir seu nome no site criado para a iniciativa, no ar a partir desta terça-feira (16). A lista vai ser única e atingirá as principais empresas do setor: Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, TIM e Vivo. Essas empresas também deverão, nesse prazo, criar e divulgar amplamente um canal por meio do qual o consumidor possa manifestar o seu desejo de não receber ligações.

Segundo a Anatel, se uma pessoa solicitar a sua inclusão e continuar recebendo ligações de oferta de bens e serviços de telecomunicações, ele pode ligar para o número 1331 e fazer uma reclamação. As sanções podem variar de advertência a multa de até R$ 50 milhões.

Outra decisão da Anatel é que essas empresas não poderão mais efetuar ligações telefônicas com o objetivo de oferecer seus pacotes ou serviços de telecomunicações para os consumidores que registrarem o número na lista nacional a ser criada.

*Com informações da Agência Brasil

Dia do Comerciante – 16 de julho


No dia 16 julho é comemorado o Dia do Comerciante no Brasil. Para celebrar a data, o Centro de Memória Bunge, um dos mais ricos acervos de memória empresarial do país, destacou entre seus mais de 1,5 milhão de itens, documentos que marcaram a história destes trabalhadores no Brasil.

Considerada uma das atuações mais antigas do mundo, o comerciante tem o papel fundamental de desenvolvimento econômico de uma sociedade, região, estado ou país. Não é possível precisar o momento da história em que a atividade teve início, uma vez que existem registros de troca de objetos sem o uso de moeda, conhecida como escambo, desde a antiguidade. De acordo com a Casa da Moeda do Brasil, os primeiros valores comerciais foram trocados na Lídia, onde atualmente se localiza a Turquia, no século VII a.c.

No Brasil, o Dia do Comerciante foi instituído em16 de julhode 1953 pelo Governo Federal, em homenagem ao Visconde de Cairu, Patrono do Comércio Brasileiro, responsável pela criação das primeiras leis que beneficiaram a atividade. O Patrono também teve destaque por sua atuação em prol da abertura dos portos brasileiros ao comércio exterior em28 de janeirode 1808, quando foi assinada a Carta Regia pelo rei português D. João VI.

Os documentos do Centro de Memória Bunge mostram que, no Brasil, a Bunge passou aterrelevância no setor comercial quando instalou sua primeira fábrica de moagem de trigo, inicialmente na cidade de Santos (1905), expandindo suas atividades gradativamente pelo país. A empresa inovou o setor ao criar casas comerciais, locais onde era possível a venda aos consumidores finais diretamente da fábrica.

O acervo também mantém o "Livro de Hypotecas", da década de 20, utilizado por comerciantes e grandes companhias da cidade de São Paulo para controlar empréstimos de valores ou de mercadorias. No documento é possívelterum panorama geral das movimentações e relações comerciais da época.

Outro item do acervo, o "Livro de Registro dos Clientes", reúne informações sobre as casas comerciais, comerciantes e distribuidoras de alimentos do País no início do século XX. Nele estão contidas informações como o nome dos responsáveis por cada negócio, a companhia que representavam e suas cidades e regiões de atuação.

A figura dos caixeiros viajantes também marca a celebração da data. Para a venda de produtos longe de seus locais de fabricação, ou seja, grandes capitais, estes profissionais cruzavam o país comercializando roupas, joias e tecidos, fazendo com que a atividade comercial começasse a ganhar peso no interior do país.

A trajetória do setor até aqui passou por diversos avanços nas décadas subsequentes ehojecom a evolução de produtos, sistemas de compras, consumo e de atividades o setor emprega cerca de 10,2 milhões de pessoas. O dado foi divulgado pelo IBGE em sua Pesquisa Anual do Comércio que trouxe dados do setor de 2017 e aponta que no Brasil já são mais de 1,5 milhão de empresas do ramo comercial.

Crianças menores de 5 anos agora também fazem coleta biométrica na hora de tirar o RG


Tirar o RG de crianças de até 5 anos ficou mais fácil, graças a uma mudança no procedimento de coleta das impressões digitais. Até recentemente, o Instituto de Identificação de São Paulo (IIRGD) não aceitava a coleta biométrica de crianças com idade inferior a cinco anos, e o procedimento para elas precisava ser feito com tinta nos dedos carimbados no papel, como era antigamente para todos os cidadãos, antes da introdução da coleta biométrica digital.

Agora, com a disposição do Governo de São Paulo de eliminar o uso de papel em todos os órgãos públicos estaduais, o Instituto de Identificação baixou uma nova orientação técnica que já está sendo seguida em todas as 73 unidades do Poupatempo no Estado de São Paulo. A nova norma estabelece que as crianças, independentemente da idade,terão a coleta eletrônica padrão das digitais na hora de tirar o RG. Em 2017 e 2018, mais de 820 mil crianças de até 5 anos tiraram o RG no Estado de São Paulo, segundo dados do Instituto de Identificação (IIRGD).

O RG de bebês e crianças é um documento que proporciona segurança em todos os casos em que a identificação é necessária - em hospitais, escolas ou na hora de abrir uma caderneta de poupança, por exemplo. O RG, diferentemente da Certidão de Nascimento, tem foto e impressões digitais, além de ser mais fácil de carregar que a Certidão de Nascimento. A primeira via do RG é gratuita, e asegundavia tem uma taxa de R$ 39,80.

Se antes de pedir a emissão do RG os pais providenciarem o CPF da criança, a Carteira de Identidade játerá impresso o número do cadastro de pessoa física que valerá durante toda a vida para assuntos ligados à Receita Federal. Atualmente as Certidões de Nascimento já trazem o CPF, mas o número também pode ser gerado no Poupatempo na hora de emitir o RG.

As Carteiras de Identidade das crianças pequenas trazem, no espaço da assinatura, o aviso de que o portador está “impossibilitado de assinar”.

O uso de tinta para coletar as digitais vai continuar sendo usada também para os casos raros de adultos, em geral idosos, com pele muito fina a ponto de impossibilitar a leitura pelo sistema eletrônico. A exceção também vale para atendimentos em domicílio realizados eventualmente pelo Poupatempo para cidadãos que não podem se deslocar por motivos de saúde. Em todos os demais casos a coleta já é feita digitalmente em todas as unidades do Poupatempo.

O Poupatempo destaca que atende com hora marcada, para garantir conforto a todos. O agendamento pode ser feito no portal do Poupatempo (www.poupatempo.sp.gov.br),inclusive pelo celular. Outra opção é o aplicativo SP Serviços. Ou pelos telefones (11) 4135-9700 - para ligações da Capital e Grande São Paulo ou 0300 847 1998 - para os demais municípios do estado de SP. Para ligações de celulares, o número para todos os municípios do Estado de São Paulo é o (11) 4135-9700.