Ter12012020

Last update03:03:51 PM

 

Back Você está aqui: Home Cidades

Cidades

Saúde de Águas da Prata investiga caso de Coronavírus


 

Paciente procurou a Unidade de Saúde da vizinha Estância nesta quinta-feira, 27 de feverero, no período da manhã, apresentando sintomas semelhantes ao quadro de Coronavirus. Pelo boletim da assessoria de comunicação é uma mulher, pois a nota oficial fala em A PACIENTE, que teria estado recentemente na Itália, país europeu que tem numerosos casos da doença.

Por precaução, os funcionários da Unidade de Saúde estão usando material de proteção – máscaras, jalecos e luvas. A Secretaria de Saúde de Águas da Prata entrou em contato com a DRS - Direção Regional de Saúde que  enviou o kit para coleta de mateiral para o exame que será realizado no Instituto Adolf Lutz, em São Paulo.

Depois de medicada, a paciente foi para casa e orientada a permanecer na residência até o resultado dos exames – prova e contra-prova.

A Prefeitura de Águas da Prata informou por meio de sua assessoria que foi solicitado urgência no exame da paciente ao Instituto Adolpho Lutz e que TODAS AS MEDIDAS CABÍVEIS FORAM TOMADAS de acordo com a orientação do Ministério da Saúde.

Nova turma do PROERD tem início no dia 27 de fevereiro

 

O Prefeito Carlos Henrique e o Chefe de Gabinete, Rafael Dezena, estiveram reunidos com o Sub Tenente Antonio Carlos Bueno e o Cabo Celso Brunharo. Na pauta, a renovação do PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência para alunos da cidade. Em novembro de 2019, o programa formou 80 alunos do 5º ano da rede municipal na cidade. O prefeito aproveitou o encontro para solicitar aos representantes da Polícia Militar a a expansão do PROERD para alunos do Ensino Médio da rede Estadual do município. O pedido foi levado ao comando da Polícia Militar Regional.

Mas para este ano, uma nova turma do curso já tem data marcada para começar: dia 27 de fevereiro para 75 alunos do 5º ano das EMEBs Felippe Urtado, José Marcello Almeida e Áurea Soares.

 

PROERD

Criado pela Policia Militar do Estado de São Paulo na década de 1990, o PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência o objetivo de prevenir o uso e abuso de drogas, através da orientação e conscientização dos efeitos provocados pela dependência de substâncias químicas, sejam elas lícitas ou ilícitas.

O PROERD desenvolve um conjunto de ações preventivas contra as drogas e a violência, apoiando iniciativas com a família, estudantes e professores, sendo aplicado aos alunos de forma dinâmica e divertida, além de oferecer várias atividades interativas, participação de grupos e aprendizado cooperativo, que foram projetados para estimularem os estudantes a resolverem os principais problemas na sua vida, como autoconhecimento e autogerenciamento, tomada de decisão segura, responsável e saudável, compreensão dos outros (alteridade), habilidades de comunicação e relacionamento interpessoal e habilidade de lidar com desafios e responsabilidades. 

O intuito é encorajar as crianças, em idade escolar, a ampliar suas alternativas positivas para evitarem o uso de drogas e a prática da violência. Oferece ainda estratégias para desenvolvimento da competência social, noções de cidadania, habilidades de comunicação, autoestima, tomada de decisões, resolução de conflitos e objetivo de vida. 

DENGUE: País já está em alerta e você?

Autoridades no Brasil estão em alerta por causa dos registros de casos de dengue em 2020. Isso porque foram notificados 94.149 ocorrências suspeitas da doença somente nos dois primeiros meses do ano, além de 14 mortes confirmadas, segundo o Ministério da Saúde.

Sobre as incidências prováveis, houve um aumento de 72% em relação ao mesmo período do ano passado. Naquela época, cinco mortes haviam sido registradas.

A dengue foi considerada pelos órgãos públicos como uma endemia diante do cenário atual, uma vez que é uma doença infecciosa com incidência significativa em território brasileiro.:

Dengue pode matar!!!

Os 14 óbitos por dengue em 2020 foram registrados nos seguintes locais:
Mato Grosso do Sul: 4
Paraná: 3
Acre: 2
São Paulo: 2
Distrito Federal: 2
Minas Gerais: 1

Outros 62 falecimentos seguem em investigação. Além disso, Acre, Mato Grosso do Sul e Paraná se encontram em estado de alerta. Na
terça-feira (18), a Secretaria de Saúde do Paraná divulgou uma nota atualizada com 26.692 casos notificados e 23 mortes somente na região. Porém, as informações ainda não foram confirmadas pelo Ministério da Saúde.

Além disso, a taxa de mortalidade pela doença tem crescido. Em 2019, foram registrados 754 óbitos por dengue em todo o país ao longo do ano. O número é bastante superior aos de anos anteriores: em 2018, foram 155 óbitos; enquanto que, em 2017, foram 185 falecimentos.


Por que a dengue voltou a se espalhar

Ainda não foram definidas oficialmente as causas que levaram os casos de dengue a crescerem tanto a partir de 2019.
Contudo, muito se tem falado sobre um novo subtipo do vírus da dengue: o vírus 2, que tem ocasionado a dengue hemorrágica - tipo mais grave da doença, que leva o paciente rapidamente a óbito após o aparecimento dos primeiros sintomas 

Além disso, houve um grande reporte de casos no Brasil de pessoas que já foram infectadas anteriormente pela dengue e voltaram a apresentar a doença. Pesquisas indicam que a
segundainfecção pela patologia tende a ser muito mais grave do que a primeira, tendo um menor espaço de tempo entre os primeiros sintomas e o óbito.

CASOS

Comunicado oficial da Prefeitura Municipal de Águas da Prata desta quarta-feira, dia 19, apontou que na vizinha Estância que 26 casos foram notificados, destes 19 deram negativos, 4 aguardam resultados de exames e 3 casos foram confirmados como positivos. Vale lembrar ainda que no dia 17 de janeiro, a Prefeitura de Águas da Prata divultou o registro do primeiro caso de Dengue Tipo 2. O paciente era um homem de 30 anos que reside no Bairro Paiol, mas trabalha em São João da Boa Vista.

Isso siginifca que na região circula o vírus da Dengue Tipo 2, considerada mais nociva pois sinaliza que o paciente pode evoluir para uma situação mais grave.

MEDIDAS PARA ELIMINAR CRIADOUROS

Evite o acúmulo de água em pneus velhos, garrafas e potes;
Lave as vasilhas dos animais de estimação regularmente;
Mantenha a caixa d'água e piscinas cobertas;
Coloque telas em portas e janelas;
Aplique areia em vasos de plantas;
Descarte corretamente o lixo;
Mantenha latas de lixo sempre bem tampadas;
Coloque desinfetante nos ralos de cozinhas e banheiros;
Limpe as calhas com frequência;
Utilize inseticidas e larvicidas;
Use repelentes, principalmente durante viagens ou em locais com muitos insetos.

Trio Elétrico Auê com Silmara Cruz no carnaval de Aguaí

A Prefeitura de Aguaí preparou uma programação especial de Carnaval. Na Avenida Interlagos nos dias 21,22, 24 e 25 de fevereiro, a partir das 21h00, o público poderá se divertir ao som do Trio Elétrico Auê Show com banda e a cantora Silmara Cruz (foto). A festa de Momo na vizinha cidade começa na noite de sexta-feira.

A banda tem grande experiência nos carnavais, inclusive com diversas apresentações em São Paulo, reunindo multidões pelas ruas. No último sábado estiverem na Mooca no pré-carnaval e esse ano estarão em Aguaí para animar os presentes. A Prefeitura realizará um novo modelo de Carnaval, aberto ao público, com seguranças no local.

No domingo não haverá trio elétrico, pois é o dia reservado para o Desfile das Escolas de Samba.

Grupo de alunos apresentam o Bloco do Guri

Divulgação Projeto Guri

 

Faltam poucos dias para o início do Carnaval e você ainda não definiu como pretende curtir a folia? Uma dica é aproveitar os blocos espalhados pelas cidades do interior paulista. Neste ano, onze municípios contarão com a presença doBloco do Guri, grupo formado por alunos e educadores do Projeto Guri. As apresentações acontecerão entre os dias 15 e 22 de fevereiro. A programação é gratuita.

Fundado em 2011, o Bloco do Guri tem o objetivo de trabalhar a temática do Carnaval e suas influências populares junto aos alunos. Neste ano, em celebração ao aniversário de 25 anos doProjeto Guri– maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o grupo interpretará uma canção inédita, aBloco do Guri,escrita pelo compositor Paulo Padilha.

Ao todo, 570 alunos e educadores dos naipes de percussão, canto coral, violão e sopro participarão do cortejo pelas cidades com marchinhas temáticas. Na região, tem Bloco do Guri na vizinha Espírito Santo do Pinhal.

O desfile do Bloco do Guri está marcado para o dia 19 de fevereiro a partir das 14h00 na Praça da Independência, no centro de Espírito Santo do Pinhal. No repertório da apresentação dos alunos do Projeto Guri será apresentado a marchinha de carnaval de Paulo Padrilha que anuncia num trecho da música - “Tem Lugar pra Todo Mundo!” A composição do Padilha tem sua introdução no ritmo caipira do cururu, o tema principal numa marchinha, uma segundaparte no ritmo do funk e finaliza com uma batida do Zé Pereira, dos antigos carnavais. Porém, não há nenhum compromisso com um ritmo definido. Na própria letra, a canção sugere “Vale catira, umbigada, samba-lenço e caiapó!… Vale congada, samba, marcha, moçambique e até forró!

Carnaval de Poços de Caldas tem programação diversificada

O carnaval poços-caldense tem shows nas praças, Charanga dos Artistas, blocos de rua, concurso Banho à Fantasia e várias outras atrações nos quatro dias de folia. 

A festa começa no dia 21 de fevereiro às 16h00 com a entrega da Chave ao Rei Momo e em seguida tem o Cortejo com a Charanga dos Artistas

Além dos desfiles de blocos nos dias 22, 23, 24 e 25, a Folia de Momo em Poços de Caldas terá o CarnaBebê e o Carnaval Alternativo.

Este ano, pais e crianças vão ter mais espaço nas matinês do CarnaBebê. A atração voltada a crianças de 0 a 5 anos vai acontecer na rua São Paulo, centro da cidade, no quarteirão entre a Praça Pedro Sanches e rua Assis Figueiredo. A animação será com a Cia Brincanto, grupo que promove atividades lúdicas que visam estimular a integração entre os pais e as crianças. Junto a brincadeiras, há um repertório musical com intuito de estimular a coordenação e a criatividade dos pequenos. O Carnabebê vai acontecer de sábado a terça-feira a partir das 16h30.

CARNAVAL ALTERNATIVO

O Carnaval Alternativo de Poços de Caldas chega à quinta edição. Fãs de blues e rock vão poder pular carnaval ao som de nomes como Giba Byblos, Netto Rockfeller e Yuri Apsy. Os shows vão acontecer no Parque José Affonso Junqueira, atrás do Palace Cassino, a partir das 19h00, de sábado a terça-feira de Carnaval. 

Entre os destaques da programação 2020 tem o guitarrista carioca Otávio Rocha, uma das atrações do domingo (23). Mestre da guitarra slide, é integrante da famosa banda Blues Etílicos. Ele vai se apresentar com Netto Rockfeller, da cena paulistana. 

O paulistano Giba Byblos (foto), que toca na terça (25), é guitarrista, cantor e compositor. Acompanhou a filha de BB King, a cantora Shirley King, em sua primeira turnê pelo Brasil, em 2011. Em 2015, na onda do álbum “Tomorrow”, passou por várias cidades no Brasil, Argentina e Itália e foi destaque em publicações internacionais. 

A programação completa do carnaval poços-caldense está no link http://pocosdecaldas.mg.gov.br/evento/carnaval/ 

 

Curso de Bordado gratuito: inscrições abertas

Foto Helder Santana

 

 

O Fundo Social de Solidariedade de Águas da Prata está com inscrições abertas para o curso “Bordado e Tecendo a Arte no Meio Rural”. O curso é gratuito e as vagas para interessados a partir de 18 anos. O material utilizado no curso também é gratuito, e as aulas começam no dia 3 de março, e ocorrerão às terças, quartas e quintas-feiras, sempre das 13h00 às 17h00 no Fundo Social, localizado na Rua Gabriel Rabello de Andrade no centro da Estância.

O curso tem duração de seis meses e outras informações e inscrições podem ser obtidas no telefone 3642 1973.

Viaduto central de Aguaí foi liberado ao tráfego de veículos


O viaduto na área cnetral de Aguaí estava interditado desde 2018 por ordem judicial, e depois das reformas foi liberado ao tráfego de veículos na manhã desta quarta-feira, dia 11 de fevereiro. A obra foi finalizada com o último e mais complexo serviço, o macaqueamento, ou seja, a troca do material de apoio por meio de um dispositivo. Para a realização da recuperação do viaduto foram realizadas quatro licitações, o que dificultou e reatardou a execução do serviço que teve um custo total de R$ 421.611,37, recursos estes da própria arrecadação municipal.

INDERDIÇÃO

A Prefeitura de Aguaí recebeu no mêsde outubrode 2018, uma decisão do Poder Judiciário determinando imediata interdição total do Viaduto da Rua Joaquim José. A notificação foi embasada em Ação Pública ajuizada pela Promotoria, conforme Inquérito Civil iniciado em 2012 e baseada em laudos visuais do Ministério Público. A atual administração, mesmo antes da decisão judicial de interdição fez estudos sobre a segurança do viaduto, e após a interdição também realizou diversos contatos com o governo estadual e recebeu visita da Companhia Paulista de Obras e Serviços - CPOS, empresa do governo de São Paulo especializada em execução de projetos, que enviou seus engenheiros de estrutura para realização de laudo que afirmou que o mesmo não sofria nenhum risco iminente de queda. Mesmo assim o Poder Judiciário manteve a decisão baseada no laudo visual apresentado pelo Ministério Público, com interdição e afirmando o risco de queda. Sendo assim, a Prefeitura realizou todo o processo licitatório e reformou o viaduto.

Outro viaduto          
A Prefeitura realizará também a manutenção do outro viaduto. O processo licitatório está marcado para o dia 18 de fevereiroe o valor da obra corresponde a R$ 328.426,02, sendo recursos próprios do município, com execução de quatro meses. Durante os serviços, o trânsito ficará impedido em alguns períodos apenas, sem necessidade de interdição total.

Garotas de 10 a 18 anos podem criar aplicativos na USP São Carlos e participar de desafio internacional

Crianças e garotas entre 10 a 18 anos que querem ingressar no mundo da tecnologia, não pode perder esta oportunidade: a USP oferecerá uma escola de verão gratuita para garotas aprenderem a criar aplicativos para celular, aTechnovation Summer School for Girls. As atividades serão realizadas no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), em São Carlos, durante cinco sábados, das 9 às 18 horas, começando dia7 de março. Em todos os encontros serão oferecidos lanches e refeições a todas as inscritas.

O objetivo é ensinar as garotas a transformarem ideias em aplicativos, apresentando métodos inovadores e estimulando habilidades relacionadas a empreendedorismo, trabalho em equipe e à arte de falar em público. Voltada a todas as interessadas, a iniciativa é destinada, preferencialmente, para quem está na rede pública de ensino.

Para participar, não é precisoternenhum conhecimento prévio sobre computação, basta se inscrever a partir destasegunda-feira,10 de fevereiro, no formulário disponível neste link:icmc.usp.br/e/b8253. Este ano será asegundaedição do evento, que aconteceu pela primeira vez em 2019, quando as 200 vagas disponíveis se esgotaram em menos de 24 horas.

Outra meta da escola de verão é possibilitar que os projetos desenvolvidos pelas garotas no ICMC sejam inscritos em um desafio internacional, oTechnovation Challenge. Voltado a estudantes do ensino fundamental e médio, o desafio estimula as garotas a criarem aplicativos que solucionem um problema social.

Além disso, as participantes da escola de verão concorrerão a prêmios: as equipes que criarem os melhores projetos ganharão cursos por um ano na Yadaa, uma escola de ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática que apoia o evento.

 “Cadasábadoé destinado ao aprendizado de uma temática. Assim, as garotas poderão compreender novos conceitos durante as apresentações das especialistas e, logo depois,terão tempo hábil para colocar em prática os conhecimentos adquiridos”, esclarece a professora Kalinka Castelo Branco, que coordena oGrupo de Alunas nas Ciências Exatas (GRACE). Criado em 2018, o grupo de extensão é ligado ao ICMC e tem como objetivo desenvolver atividades na área de tecnologia e ciências exatas voltadas para o público feminino. Fazem parte do GRACE, que coordena a escola de verão, estudantes de graduação e de pós-graduação da USP. São esses estudantes que darão apoio às garotas inscritas naTechnovation Summer School for Girls, as quais também contarão com a ajuda de mentores voluntários: profissionais de diversas áreas como tecnologia, engenharia e negócios que acompanharão de perto o trabalho das equipes ao longo dos sábados.

Com 16 anos, Sarah Piedade de Oliveira foi umas das 162 garotas que participou integralmente da primeira edição da escola de verão, realizada no ano passado: “Todas as atividades foram ministradas por mulheres que estão nesse meio, que é super restrito. Elas mostraram os exemplos delas e deram apoio para a gente seguir e sempre querer aprender mais”.

Tal como da primeira vez, este ano as participantes se dividirão em times, com até 5 colegas, para criar os aplicativos. Esses grupos, por sua vez, são separados em duas categorias: Sênior, voltado para meninas de 15 a 18 anos; e Júnior, destinado a quem tem de 10 a 14 anos.

Desafio internacional

Em 2019, as garotas que participaram da escola de verão no ICMC e se inscreveram no desafio globalTechnovation Challengeconseguiram emplacar três projetos entre os semifinalistas. Na categoria Sênior, o selecionado foi o aplicativofor-all-of-us; e na categoria Júnior, entre os classificados estavam os aplicativosPet HeroeSafU. “Provavelmente, se não houvesse a escola de verão, essas três equipes de São Carlos não conseguiriam chegar à semifinal da competição global”, conta Kalinka.