Sab01162021

Last update03:27:01 PM

 

Back Você está aqui: Home Cultura

Cultura

'Sunset dos Catioros Ao Vivo na Serra da Mantiqueira' estreia neste domingo

O ‘Sunset dos Catioros Ao Vivo na Serra da Mantiqueira’ estreia neste domingo (17), às 20h, no canal do Youtube Nego Moura Oficial, propondo um registro único com repertório selecionado que mescla músicas autorais do grupo com canções de artistas da nova cena da música brasileira. Viabilizada com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Poços de Caldas a proposta é uma produção conjunta da Carvalho Agência Cultural e Camará Records, com apoio institucional da Secretaria Municipal de Cultura e incentivo da empresa Ouro Mix Concreto Usinado. Inicialmente seria realizada em espaços públicos no ano de 2020, entretanto, devido a pandemia da Covid-19, foi adaptada para conteúdo digital. 

A proposta é apresentada por Nego Moura e sua banda Os Catioros, foi gravada no espaço cultural Vale Santo Mato com cenário de pôr do sol nas montanhas da Serra da Mantiqueira, e tem como objetivo proporcionar uma experiência diferenciada para amantes de brasilidades. 

Nego Moura e os Catioros estão em processo de produção do disco ‘Camará’, que será lançado no primeiro semestre de 2021, com produção musical de Fubá e Breno Oliani. Uma série de conteúdos estão sendo produzidos visando se consolidarem no cenário independente. 

O grupo explora gêneros regionais como o maracatu e o samba, enquanto também apresentam uma estética sonora mais moderna, com a mistura de novos elementos eletrônicos e do hip hop, onde o resultado é um ritmo pulsante com letras inspiradas na simplicidade, alegria e força do povo brasileiro para (sobre)viver, além de valorizar a diversidade religiosa, com exaltação a Orixás, remetendo às origens da cultura afro-brasileira, de forma atrativa a todas as pessoas. 

SERVIÇO 

Nego Moura e os Catioros ao Vivo na Serra da Mantiqueira

Dia: domingo17 de janeiro de 2021

Horário: 20h 

YouTube: https://www.youtube.com/negomouraoficial

FESTIVAL TENDAL É CIRCO


Celebrando a diversidade das linguagens artísticas compreendidas pelo circo, o Festival Tendal é Circo retorna no próximo dia 18 e segue até o dia 20 de dezembro com apresentações de espetáculos circenses online. Sim, respeitável público: palhaços, malabaristas, mágicos e contorcionistas entram em cena para levar ao público um pouco de alegria nesta quarentena, e o melhor, todos podem acompanhar de seu smartphone, computador ou Smart TV gratuitamente.

Para compor a programação foram convidadas companhias do circo tradicional, de rua e contemporâneas, que apresentam um total de sete espetáculos. O festival é organizado pelo Tendal da Lapa, que se destaca como um polo de produção artística, em especial circense, sendo considerado um ponto de referência na cidade de São Paulo por hoje abrigar o CAQ-LC (Centro de Qualificação de Apoio a Linguagem Circense).  

Todas as apresentações serão transmitidas nos canais https://facebook.com/cctendaldalapa e https://facebook.comcaqlcsp

Programação

18/12/2020 – SEXTA-FEIRA

19h00 – Abertura Oficial com o Secretário de Cultura Hugo Possolo e Circo Zanni
19h30 às 20h30 Espetáculo Circo Zanni

Um grande espetáculo de variedades que reúne o que há de melhor dos artistas que integram a companhia, formada por diferentes grupos circenses atuantes na cidade de São Paulo (La Mínima, Circo Amarillo, Artinerant's e Cia Barnabô).

19/12/2020 – SÁBADO
20h00 às 20h45 Espetáculo Cabaré dos Pretos 

20/12/2020 – DOMINGO
10h00 às 11h00 Espetáculo A La Carte - La Mínima

O espetáculo faz uma homenagem à arte do palhaço, apresentando dois personagens em um mesmo espaço, onde a realidade e a fantasia se misturam. Sem um texto como base da narrativa, o roteiro tem como base a magia, as técnicas circenses e os números musicais.

12h30 às 13h30 Espetáculo Circo Show – CircoShow

O espetáculo apresenta artistas de nível internacional em números de malabares, equilíbrio, mágica, palhaçaria, contorcionista e tecido aéreo.

15h00 às 16h00 Espetáculo Circolando - Los Circo Los  

Dirigido por Ésio Magalhães, o espetáculo propõe algumas combinações entre três virtuoses das artes circenses: malabarismo, acrobacia e a comicidade dos palhaços de picadeiro. O público saboreia diversas sensações como suspense, comédia, romance e o encanto, típico do cenário de circo.

17h30 às 18h30 Espetáculo O Circo Fubanguinho -Trupe Lona Preta

Inspirado nas charangas, farsas e bufonarias, o espetáculo traz à cena a história de dois palhaços que, apesar de expulsos do picadeiro e demitidos da trupe pelo dono do circo, tentam de todas as maneiras reconquistar seus empregos.

20h00 às 21h00 Espetáculo Magnific - Arena Circus

A trupe apresenta números clássicos do mundo do circo com toque de luxo e modernidade na sua produção e coreografias. Em cena, personagens e números clássicos do mundo do circo, como o equilibrista, malabaristas, perchista, palhaços, acrobatas e contorcionistas.

Orquestra de Violas tem apresentação com público neste sábado

Apenas 80 pessoas poderão assistir ao espetáculo musical

A Orquestra de Violas de São João da Boa Vista faz uma apresentação especial na noite deste sábado12 de dezembro, às 20h30, no Teatro Professora Lucila Martarello Astolfo, localizado na Cidade das Artes: Parque Urbano Municipal Espaço Jovem Osmar Garcia.

O show reúne a participação de 22 violeiros, sob a regência do maestro e professor Luís Filipini. Formada em maio de 2017, a orquestra tem um repertório marcante com obras tradicionais como “Romaria”, “Carro de Boi”, “Pagode em Brasília”, “Rio de Lágrimas”, entre outras canções enquadradas no estilo sertanejo raiz.

A abertura desta exibição terá a execução do Hino de São João, obra de autoria de Lucila Martarello Astolfo e Fábio Noronha.

Segundo o Departamento Municipal de Cultura, em razão da pandemia provocada pelo novo coronavírus, apenas 80 pessoas (40% da capacidade do Teatro da Cidade das Artes) poderão acompanhar o espetáculo musical, com base nos protocolos do Plano São Paulo. O acesso dos espectadores será permitido por ordem de chegada.

A Cidade das Artes está situada à rua Santo Antonio (antigas Ceagesp). 

Trio Parada Dura anuncia novo integrante

"As andorinhas voltaram porque não podem e não vão deixar o microfone mudo", charada fácil para os amantes da música sertaneja que, desde 1973 se acostumaram a ouvir não uma dupla, mas um trio - TRIO PARADA DURA. São quase cinquenta anos nos presenteando com a pura raiz sertaneja, colecionam alegrias, muitas conquistas e, infelizmente, algumas perdas, todas elas estarão sempre presentes na alma do Trio Parada Dura.

E com este sentimento Leonito se une a Creone e Xonadão para dar continuidade a uma das mais belas representações da música sertaneja. "Não vamos substituir o Parrerito, ele é insubstituível, como todos os companheiros de Trio, vamos dar continuidade a tudo que vivemos", enfatiza  Creone.

Temos a certeza de que nossos companheiros que partiram estão aplaudindo a escolha, aprovada também pela esposa de Mangabinha, fundador do Trio, Rosa Quadros. Leonito enxerga esta oportunidade como uma honra. Creone e Xonadão, ainda muito abatidos pela perda de Parrerito, falecido em setembro deste ano vítima de  COVID-19,  também entendem  que não podem  interromper o legado do Trio Parada Dura..

Em 2021 eles planejam brindar os companheiros, a vida e a música com dois grandes lançamentos, e participações que irão contar, ou melhor cantar os maiores sucessos do Trio para continuar embalando gerações e gerações por este Brasil.

Memorial da América Latina promove Mostra Latino-Americana de Curtas

O Festival gratuito começa hoje e segue até o dia 20

O Memorial da América Latina, a Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e a Secretaria de Relações Internacionais lançam a Mostra Latino-Americana de Curtas, que conta também com o apoio e realização da Organização Social Amigos da Arte. A proposta é exibir curtas metragens dos países latino-americanos para promover a divulgação da produção cinematográfica contemporânea da região. Os filmes serão exibidos pela plataforma www.culturaemcasa.com.br, de 1º a 20 de dezembro.  

Cada noite da Mostra será dedicada a um país latino-americano, com a exibição de até no máximo cinco títulos por país. Estão confirmadas as participações de curtas do Paraguai, Nicarágua, República Dominicana, Argentina, Equador, Uruguai, México, Cuba e Brasil. A seleção dos curtas latinos contou com a participação de embaixadas e consulados desses países.

Os filmes brasileiros que integram a Mostra são seleções de produções acadêmicas de alunos das universidades Unesp, UFMG, UFF, ESPM – RJ, UnB, USP, Senac, Ufscar, UFRB (Universidade Federal do Recôncavo Baiano) e Unicamp. Eles serão exibidos nos finais de semana ou em dias alternados com os demais países participantes.

A Mostra prevê também um Ciclo de Palestras, sempre às 14h, com temas voltados para a produção audiovisual e a cultura de cada país,  sob os cuidados do Centro Brasileiro de Estudos da América Latina (CBEAL), responsável pela organização do evento.

O festival, disponível pela plataforma virtual, surge como mais uma opção de lazer para a população.

Ponto MIS exibe “Orides, onde ninguém mais”


O Ponto MIS que em sua programação sempre traz uma sessão de cinema online seguida por bate-papo ao vivo, exibe neste sábado, 28 de janeiro o filme “Orides, onde ninguém mais”, um documentário de 90 minutos.

"Orides, onde ninguém mais" é uma produção do Núcleo de Documentários do Laboratório de Comunicação da UNIFAE (2018), dirigido por David Ribeiro, e foi o vencedor do prêmio internacional "Nuevas Miradas en la Television", promovido pela Universidade de Quilmes, na Argentina.

O longa-metragem em estilo de docudrama conta a trajetória da poeta e filósofa sanjoanense Orides Fontela (1940-1998), desde sua infância em São João da Boa Vista (SP) até seu falecimento. Retrata lugares onde Fontela morou, resgata documentos, histórias e um poema inédito.

Para assistir ao filme gratuitamente, que estará disponível entre hoje e sábado, basta acessar https://docs.google.com/.../1FAIpQLSdBODzMxdUe.../closedform

No sábado (28), às 18h00, no canal do MIS no Youtube, está programado um bate-papo com David Ribeiro (diretor) e Anna Zanetti (atriz), com mediação de Giuliana Monteiro (roteirista, diretora e mestre pela NYU,Tisch School of the Arts).

Encontro Paulista de Museus 2020

(Foto Governo do Estado de São Paulo)

 

Neste ano, evento será realizado de forma totalmente virtual

A programação do mais importante evento do setor museal paulista está completa e com todos os convidados e convidadas confirmados. O Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, divulgou a programação do Encontro Paulista de Museus (EPM2020), que será realizado de 23 a 27 de novembro, em parceria com a organização social de cultura ACAM Portinari.

Em sua 11ª edição, pela primeira vez, o evento reunirá profissionais de museus, gestores públicos de cultura, pesquisadores, ativistas, estudantes e interessados para a troca de experiências e debates de forma virtual. A programação do EPM2020 traz atividades com base no tema “Museus, Sociedade e Crise: do luto à luta”.

Além de abordar questões relativas ao cenário em que os museus se depararam diante da pandemia e o impacto disso em suas operações, o EPM2020 contemplará também as premissas do trabalho que o SISEM-SP desenvolve desde agosto de 2019, ao realizar uma série de eventos presenciais e virtuais sobre sustentabilidade em museus nos eixos: econômico, social, cultural e ambiental.

Para se adequar ao novo formato virtual, a programação foi dividida em cinco dias, com a adoção de recursos inclusivos como legendagem e tradução na Língua de Sinais (Libras). Para isso, a equipe de produção contou com a assessoria do Museu da Inclusão para estruturar a acessibilidade do evento.

O EPM2020 será exibido pelo canal do SISEM-SP no Youtube, com transmissão direta em tempo real a partir do auditório do Museu do Futebol, com possibilidade de interação ao vivo. Quem deseja receber o certificado de participação precisa se inscrever gratuitamente até 22 de novembro, no link https://www.sisemsp.org.br/epm/inscricoes/.

Confira a programação e o perfil dos participantes no link https://www.sisemsp.org.br/epm/.

SERVIÇO

Encontro Paulista de Museus – EPM2020

De 23 a 27 de novembro

Transmissão:  canal do SISEM-SP no Youtube

Cantata "Natal, um grito de paz" no Mackenzie Campinas

Oitava edição do evento s

No dia 24 de novembro, às 20h, acontece a famosa cantata natalina, "Natal, um grito de paz", do Centro de Ciência e Tecnologia (CCT) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), em Campinas. Com apoio da Prefeitura e Secretaria de Cultura de Campinas, o espetáculo que acontece há sete anos receberá uma programação on-line que dará início às comemorações do Natal de 2020 da cidade.

Por não ser possível a apresentação ao ar livre, como foi realizada nos anos anteriores, quando reuniu um grande público na Av. Brasil para assistir à Cantata com Coral de mais de 250 vozes, este ano o CCT levará ao público uma apresentação virtual em forma de LIVE, que poderá ser acompanhada pelo canal no YouTube da TV Mackenzie.

O programa reunirá vídeos dos melhores trechos das edições anteriores, músicas inéditas executadas por 16 vozes do Grande Coral Campinas e um vídeo mosaico composto por cem coralistas com o objetivo de transmitir muito amor e arte.

A maestrina e coordenadora do evento, Laura Aimbiré, afirma que o evento é imprescindível, em especial em um ano como este, repleto de incertezas e lutas por conta da pandemia. "Mais que nunca, precisamos celebrar o 
Natal, o nascimento de Jesus, nosso Príncipe da Paz, que veio habitar conosco. Assim, não poderíamos deixar de trazer à cidade de Campinas o nosso querido evento Natal, Um Grito de Paz!", afirma.

O espetáculo conta com o apoio voluntário de Artur Mendes, Carlinhos Santos, Danilo Demori, Suzana Cabral e Wanilton Mafuz; com supervisão artística e regência do maestro Parcival Módolo.

O diretor do Centro deerá on-lineCiência e Tecnologia, Anaor Donizetti Carneiro da Silva, finaliza dizendo que a transmissão pela TV Mackenzie acontece para a proteção dos coralistas, bem como da população em geral. Afirma também que terá o mesmo empenho e dedicação de todos os envolvidos. "Estamos preparando com muito cuidado e carinho um especial que será inesquecível! E aguardamos a "presença virtual" de todos!".

Clássicas músicas natalinas serão apresentadas, tais como: Haja paz na terra, Ó vinde fiéis, Dai ao Senhor louvor, Anjos vieram anunciar, O Natal chegou e Noite de Paz.

Serviço
Cantata: 
Natal, um grito de paz
Data: 
24 de novembro
Horário: 20 horas
Link: 
https://www.youtube.com/channel/UCAR79TJYxboP51zxAKK4wPw

 

Os premiados na 44ª Mostra Internacional de Filmes


Júri formado por Cristina Amaral, Sara Silveira e Felipe Hirsch premiaram o documentário “17 Quadras” e o longa de ficção “Eyimofe” (Esse é o meu desejo), além de Menção Honrosa ao documentário brasileiro “Chico Rei entre nós” e à atriz Thiessa Woinbackk, do longa “Valentina”.

A entrega dos prêmios da 44ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo foi realizada durante a cerimônia de encerramento na noite desta quarta-feira,  4 de novembro, no Bike in, área externa dAuditório Ibirapuera. 

Dois Prêmios HUMANIDADE foram entregues – um para os funcionários da Cinemateca Brasileira e outro para o documentarista Frederik Wiseman. Já o Prêmio Leon Cakoff foi entregue à produtora Sara Silveira. 

A solenidade, apresentada por Renata de Almeida e virtualmente por Serginho Groisman, contou com a presença do diretor Walter Salles, que recebeu o Prêmio da FIAF – Federação Internacional de Arquivos de Filmes, órgão que reúne cinematecas do mundo todo. 

Veja a lista completa dos títulos premiados na 44ª Mostra:

TROFEU BANDEIRA PAULISTA – Prêmio do júri internacional: “17 Quadras” - melhor documentário; “Eiymofe” (Esse é o Meu Desejo)- melhor longa de ficção; Menção Honrosa a atriz Thiessa Woinbackk, do longa “Valentina e o documentário brasileiro “Chico Rei entre nós.

PRÊMIO PROJETO PARADISO – “Neuros”, de Guilherme Coelho.

       

PRÊMIO DO PÚBLICO: entre os estrangeiros, “Não Há Mal Algum, como melhor filme de ficção, e “Welcome to Chechnya, como melhor documentário. Entre os brasileiros, “Chico Rei Entre Nós” - melhor documentário e “Valentina o de melhor ficção.

PRÊMO DA CRÍTICA – “Glauber, Claro” - melhor filme brasileiro; “Mosquito” - melhor entre os estrangeiros.

 PRÊMIO DA ABRACCINE – “Êxtase”, de Moara Passoni - melhor filme brasileiro entre os realizados por diretores estreantes.