Qui08162018

Last update02:56:30 PM

 


Back Você está aqui: Home Cultura

Cultura

Grupos teatrais de 7 cidades participam do 5º Festival Leilah Assumpção


Na foto, apresentação do Grupo Namarca (Arquivo Prefeitura Municipal)

 

O 5º Festival Regional de Teatro Amador de São João da Boa Vista, Leilah Assumpção, acontece de20 de agostoa 1º de setembro, com a exibição de 17 espetáculos, nas categorias adulto e infantil. Com entrada gratuita, as apresentações acontecem no Theatro Municipal e anfiteatro da Estação das Artes.

A programação deste ano, definida pelo Departamento Municipal de Cultura, inclui grupos de São João, Aguaí, Caconde, Espírito Santo do Pinhal, Mococa, Mogi Mirim e São José do Rio Pardo. No total, são 14 espetáculos adultos e 3 infantis previstos para serem exibidos em três horários: 15h, 17h e 20h30. 

Com a proposta de difundir a arte teatral, conscientizar e incentivar novos talentos, o evento presta homenagens à renomada dramaturga e diretora Leilah Assumpção. Embora nascida em Botucatu (SP), em 1943, a artista tem forte ligação com São João da Boa Vista, desde os tempos de infância. 

O desempenho dos participantes será avaliado por um corpo de jurados formado pelo ex-diretor de Cultura de São João e produtor teatral, Beto Simões; e por Pedro Guilherme, ator, diretor, dramaturgo e roteirista.

Altamente qualificados e com conhecimento na área, os jurados irão avaliar os quesitos de melhor iluminação, figurino, maquiagem, cenário, sonoplastia, produção executiva, atriz revelação, ator revelação, atriz coadjuvante, ator coadjuvante, melhor atriz, melhor ator, melhor diretor, melhor texto adaptado ou inédito e Troféu DCT (Departamento de Cultura), concedido a uma entidade ou personalidade que tenha se destacado na área cultural. Aos melhores colocados, a Prefeitura oferece premiação em troféus.

Programação

As apresentações começam nasegunda-feira, 20, às 20h30, no Theatro Municipal, com o espetáculo “Cabaret”, interpretado pela Cia de Teatro e Dança Art’Expressão.

Naterça-feira, 21, às 20h30, é a vez do Grupo de Teatro Nova Geração, com a peça “Se Esse Dente Falasse”.

No dia 22,quarta-feira, às 20h30, o público assiste ao espetáculo “Borandá Show”, com o Grupo Borandá, de Caconde.

Aquinta-feira, 23, está reservada a outro grupo de Caconde: o Teatro Popular Cara e Coragem. O elenco apresenta a peça “Um Fura Bucho no Reino do Risca Faca”, às 20h30.

Nasexta-feira, 24, às 15h, outra atração regional é o Grupo Teatral Alter Ego, de Mococa, com o espetáculo “O Lado Escuro da Lua”.

No mesmo dia, às 20h30, o Núcleo Cênico de Artes da Fábrica de Expressão, de São José do Rio Pardo, exibe o espetáculo “Suassuna – O Poeta da Cultura Popular”.

Nosábado, dia 25, às 15h, tem o grupo Avaarte, de São João, com a peça “A Biologia do Amor”. Apresentação acontece no anfiteatro da Estação das Artes.

Às 20h30, ainda no anfiteatro da Estação das Artes, a programação destaca a Vidraça Cia de Teatro, de Mogi Mirim, com a peça “Mobral – Mobilização Oral Brasileira da Ruptura que Aliena os Letrados”.

Nodomingo, 26, às 15h, a Cia de Teatro e Dança Art’ Expressão volta a se apresentar com o espetáculo infantil “A Floresta do Raio Vermelho”. Às 20h30, o Grupo Na Marca faz a exibição da peça “Três Contos Para Um Sonho”, no Theatro Municipal.

No dia 27,segunda-feira, o Grupo A Máfia, o Theatro Municipal recebe o espetáculo infantil “Hermanoteu na Terra de Godah”.

Naterça-feira, às 15h, é a vez da peça infantil “Feiurinha”, com a Companhia Artes Insanes, representando Aguaí.

À noite, às 20h30, a plateia tem o espetáculo “A Navalha na Carne”, com a Companhia Artes Insanes, desta vez, representando São João.

Naquarta-feira, 29, às 17h, o Projeto Vida Ativa, da Sociedade Esportiva Sanjoanense, apresenta a peça “Três Quadros do Avesso”, no anfiteatro da Estação das Artes. 

Às 20h30, daquarta-feira, o cronograma traz o espetáculo infantil “Fome!”, com o Grupo Balburdia.

Naquinta-feira, dia 30, às 20h30, o Grupo Trupeçar, de Espírito Santo do Pinhal, traz para o Theatro Municipal, a peça “Nós, Marias”.

As apresentações terminam no dia 31, às 20h30, no anfiteatro da Estação das Artes, com a exibição do Grupo Powerline e a peça “Um Musical Pateta”.

A cerimônia de premiação está agendada parasábado, dia 1º de setembro, às 16h, no anfiteatro das Artes.

Exposição Paisagem Ambulante revela a dinâmica social à beira da Rodovia Fernão Dias

Daniel Moreira passou cinco anos retratando andarilhos e paisagens ao longo de 200 quilômetros da BR-381, conhecida como a "rodovia da morte". A Mostra fica em cartaz na Galeria de Fotos do Centro Cultural Fiesp até14 de outubro, “A estrada vem sendo duplicada há tempos e muitos dos lugares que fotografei já não existem mais como são mostrados nas fotos", comenta o fotógrafoDaniel Moreira, 40 anos,.

A curadoria deÂngela Berlindetraz40 imagens em preto e branco do extenso trabalho de pesquisa do fotógrafo mineiro, que passou cinco anos em uma imersão pelos 200 quilômetros da BR-381. Mais do que pura documentação, o olhar de Daniel transmite certa melancolia e empatia pelas pessoas, maioria homens, que fazem da rodovia seu meio de sobrevivência.

Acompanhando as grandes fotos da exposição, que chega pelaprimeira vez a São Paulo, o público irá se deparar com retratos dos andarilhos e dos cenários que compõem o trecho que liga Minas Gerais, Bahia e Espírito Santos.

atemporalidadeé um dos elementos que chamam a atenção nas fotografias. "Não dá para mensurar tempo e espaço olhando para um céu nublado", comenta o fotógrafo, que preferiu a épóca de chuvas para fazer os registros. Há também um vídeo produzido por Daniel dentro da exposição, justamente para dar ao visitante a sensação de estar na estrada, vendo um céu nublado correr. "Fica claro que Daniel enxerga aestrada como metáfora para a vida", afirma Ângela.

 

Serviço:
ExposiçãoPaisagem Ambulante 381
Fotógrafo:Daniel Moreira | Curadoria: Ângela Berlinde
Período expositivo:de8 de agostoa14 de outubrode 2018
Horário: deterça asábado, das 10h às 22h, edomingo, das 10h às 20h
Local:Galeria de Fotos do Centro Cultural Fiesp (Avenida Paulista, 1313 – em frente à estação Trianon-Masp do Metrô)
Classificação indicativa:Livre
Agendamentos escolares e de grupos:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo." target="_blank">O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Grátis.

Tony Angeli volta a São João para show do Circuito Cultural Paulista



A partir deste mês de maio, uma vez por mês, São João da Boa Vistaterá shows musicais, apresentações de teatro, artes visuais, dança, literatura, entre outras linguagens artísticas abertas ao público. A cidade acaba de ser inserida no Circuito Cultural Paulista -- programa do governo estadual elaborado para difundir atividades culturais. 

A primeira atração agendada para São João é o cantor Tony Angeli. Na noite dedomingo12 de agosto, Dia dos Pais, o artista fará uma exibição especial na Praça Cel. Joaquim José (Fonteatro Emílio Caslini), a partir das 20h00.

Coincidentemente, o cantor retorna à cidade após uma exibição, em maio, numa homenagem ao Dias das Mães. Desta vez, o show do artista é contratado pela Associação Paulista dos Amigos da Arte (APPA), órgão responsável por definir e executar a programação do Circuito Cultural Paulista.

Considerado pela crítica musical como um dos maiores intérpretes da música italiana no Brasil, Tony Angeli também é conhecido pela maneira extrovertida de interação com o público durante as exibições. O repertório dele reúne clássicos como “All Dia La”, “Dio Come Ti Amo”, “Roberta” e “Sole Mio”. O show ainda tem a presença dos músicos sanjoanenses Márcio Pereira (teclados), Henrique Borges (sax e flauta) e Adriano Tonon (bateria). 

Para o mês de setembro, a programação do Circuito Cultural Paulista para São João da Boa Vista já foi definida: o espetáculo “Nem Princesas, Nem Escravas”, encenado pelo Teatro Ornitorrinco, no Theatro Municipal, com entrada gratuita.

 Hélio Correa Fonseca Filho, Diretor do Departamento de Cultura, avalia que a essa parceria com o Circuito Cultural Paulista, o público sanjoanenseterá a oportunidade de prestigiar diversas atrações de qualidade.

“O Circuito é uma grande conquista para São João. Importante reforçar que os eventos não geram ônus ao município. A Prefeitura fornece toda a infraestrutura física, enquanto que o Estado é o responsável por cachê, transporte, hospedagem e alimentação dos artistas”, esclareceu. 

Encontro com Shakespeare 2018 tem eventos em agosto e outubro


Desde o ano de2010 o Cena IV promove osEncontros com Shakespeare com a proposta de divulgar a obra do bardo inglês dentro do projeto “Um olhar brasileiro para Shakespeare”. O evento mostra que William Shakespeareé um autor atual e popular, e que suas obras são compreensíveis e divertidas.


São edições consecutivas que envolvem produções inéditas como a primeira produção de Henrique V no Brasil, pintura do maior graffitte do mundo tendo Shakespeare como tema, circulação de espetáculos, apresentações gratuitas em praças e espaços alternativos, lançamento do Livro Shakespeare 400 anos (São João da Boa Vista, São Paulo, Campinas e Campos do Jordão).

Ao longo dos anos, o projeto vem mostrando a importância da obra doBardo de Avonpara a formação humana, atingindo públicos de todas as classes sociais e idades, despertando o interesse na arte, cultura, literatura e nas reflexões sobre o humano. Neste ano a programação,gratuita, retrata a vida e obra do autor inglês por meio de espetáculos, exposição, filmes e debate.

Neste ano os eventos da 9ª edição do festival acontecerá em dois meses, dividida entre Agosto e Outubro. “É uma proposta nova, visando um mergulho maior no tema, teremos um primeiro mês dedicado ao estudo e conhecimento do autor, com exibição de filmes, a exposição, que estará aberta a todos e também com visitas marcadas pelas escolas e faculdades, além de apresentações dentro de escolas de nosso município, afirma o diretor da companhia Dr. Ronaldo Marin”.

Com apoio da Prefeitura de São João da Boa Vista, a Companhia de Teatro Cena IV realiza a abertura  naterça-feira, dia 14, às 15h00, no Museu Histórico e Pedagógico “Armando Salles de Oliveira”, com a exposição “Shakespeare: Vida e Obra”.

Por meio de documentos, a exposição retrata um pouco da vida de William Shakespeare, bem como detalhes de sua infância e adolescência, casamento e filhos, e como funcionava o teatro naquela época. Segundo o Departamento de Cultura, no museu, as visitas serão monitoradas com auxílio de atores do Cena IV.

Também naterça-feira, 14,  às 20h00, na Sala Dilo Gianelli do Theatro Municipal, o Cineclube Beloca exibe um filme baseado na obra do escritor inglês. Em seguida, o professor Ronaldo Marin, doutor pela Unicamp e especialista na obra do autor, promove um debate sobre o tema com os presentes.

Naquarta-feira, dia 15, nos períodos da manhã e tarde, a Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) João Batista Scannapieco, no Durval Nicolau 2, recebe o espetáculo “Piro, Liz e Plin em o Livro Mágico Romeu e Julieta para Crianças”.

A história retrata a participação dos palhaços Piro, Liz e Plin. Na oportunidade, eles encontram um livro mágico que transporta pessoas para dentro dele e, num passe de mágica, começam a conviver com os personagens.

Naquinta-feira, dia 16, no período da tarde, os atores do Cena IV interpretam o espetáculo no auditório da EMEB Professor Germano Cassiolato, no Jardim Guanabara (início da Serra da Paulista).

EM OUTUBRO

Outro evento integrante do evento ocorre no dia 17 de outubro, às 20h30, no novíssimo Anfiteatro da Estação das Artes, no Largo da Estação, quando o público poderá assistir ao espetáculo “O Mundo é um Palco”, com cenas das principais obras de Shakespeare.

“O Mundo é um Palco” é  um espetáculo itinerante que busca apresentar o autor inglês para plateias que nunca tiveram a oportunidade de conhecer a obra de Shakespeare.

E no dia 18 de outubro, também às 20h30, tem a estreia da peça “Noite de Reis”, na Estação das Artes. Conhecido como a mais ilustre comédia de Shakespeare, o espetáculo vem à tona revelando por meio de ricos personagens toda a força e fragilidade do homem. Muita música, cores e poesia que contará com atores profissionais da companhia e convidados fazem parte da exibição.

Pontos MIS: A Imagem e a Memória


Durante o mêsde Agostotrazemos o Ponto MIS vai exibir na Sala Dilo Giannelli produções reflexivas sobre a vida, a memória e fotografia, numa temática intitulada “A Imagem e a Memória. Serão duas exibições neste mês, a primeira no dia 7, terça-feira da próxima semana, às 19h30, com entrada gratuita.

“O Filme da Minha Vida (Brasil” é uma produção de  2017, Comédia Dramática. O filme mostra o  jovem Tony (Johnny Massaro),  que decide retornar a Remanso, Serra Gaúcha, sua cidade natal, mas ao chegar, ele descobre que Nicolas (Vincent Cassel), seu pai, voltou para França alegando sentir falta dos amigos e do país de origem. Tony acaba tornando-se professor, e se vê em meio aos conflitos e inexperiências juvenis.

Concertgebouw Chamber Orchestra & Sarah Chang na Sala São Paulo


Sarah Chang, uma das principais violinistas da atualidade, e Concertgebouw Chamber Orchestra, fundada em 1987 e composta por músicos da mundialmente famosa orquestra Royal Concertgebouw Orchestra de Amsterdam, se apresentam dia 1º de agosto, quarta-feira, às 21h na Sala São Paulo.

O espetáculo faz parte do projeto “Música pela Cura” da TUCCA, que reverte 100% da bilheteria para o tratamento de crianças e adolescentes carentes com câncer, operando em parceria com o Hospital Santa Marcelina.

Os CD's de Schubert / Mahler e Beethoven / Mahler String Quartets da orquestra receberam 5 estrelas, pela performance e qualidade técnica sonora, da BBC Music Magazine. Casamentos da realeza e visitas de presidentes mundiais marcam sua trajetória de apresentações.

Já Chang, que estreou na Filarmônica de Nova York aos oito anos de idade, tornou-se a pessoa mais jovem na história a receber o prêmio do Hall da Fama do Hollywood Bowl e levou o prêmio Internazionale Accademia Musicale Chigiana em Sienna, na Itália. A artista também foi nomeada Embaixadora Artística oficial pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos.

 

Ingressos:

R$ 60 - R$ 320

TRT da 15ª Região comemora aniversário de Campinas com exposição fotográfica


Praça Carlos Gomes – foto de Nadja Prado

Foi em 14 de julho de 1986, aniversário de Campinas, que o então presidente da República, José Sarney, sancionou, no teatro do Centro de Convivência, a Lei 7.520, instituindo o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, com sede no município. Para marcar a data, o Tribunal inaugura nesta quinta-feira, dia 26, às 17 horas, no Espaço Cultural, a exposição “Clicando Campinas”, composta por cerca de 20 imagens que retratam locais históricos e tradicionais da cidade, assinadas por 14 fotógrafos.

A mostra é resultado dos trabalhos do grupo Clicando Campinas, com perfil no facebook, que utiliza a fotografia como instrumento de registro da história, da arquitetura e da cultura da cidade. Coordenado pela fotógrafa e pesquisadora Nadja Prado, o grupo reúne cerca de 30 pessoas entre professores, historiadores, artistas plásticos e artesãos que cultivam os mesmos interesses culturais, o amor pela fotografia e o carinho pela cidade de Campinas. 

O Clicando Campinas já expôs trabalhos no Centro de Ciências, Letras e Artes de Campinas (CCLA) e  realiza regularmente passeios fotográficos e culturais. O último deles teve como foco o interior do centenário e tradicional Colégio Culto à Ciência. Neste mês, o grupo percorreu as ruas da Vila Industrial, um dos bairros mais antigos de Campinas.

Economia paulista incentivou criação do TRT-15

A criação do TRT da 15ª decorre do processo de migração da economia para o interior paulista, que gerou um grande aumento da demanda por solução de conflitos trabalhistas, até então sob jurisdição do TRT da 2ª Região, com sede em São Paulo. A ideia de descentralizar a Justiça do Trabalho paulista, com o objetivo de melhor servir aos jurisdicionados, foi encabeçada pelo desembargador Pedro Benjamin Vieira, presidente do TRT-2 à época, e ganhou força com o apoio de ministros, lideranças políticas e juristas. 

 

Exposição de fotografias "Clicando Campinas"

Quando: inauguração dia 26 de julho, às 17 horas. Até dia 10 de agosto.

Local: Espaço Cultural do TRT-15, Rua Barão de Jaguara, 901 – 3º Andar, Centro.

Entrada franca.

 

Festival Assad começa nesta quinta-feira


Sérgio e Clarice Assad fazem o show de abertura

Nesta quinta-feira, dia 26 de julho começa o Festival Assad 2018, com shows no Theatro Municipal, no Fonteatro Emílio Casilini na Praça Cel Joaquim José, e Oficinas e Masterclass no CLAC (Centro Livre de Artes e Cultura). Todos os shows são gratuitos.

O Festival é uma forma de homenagear a Família Assad que tem início com Seu Jorge (bandolinista autodidata) e a esposa Dona Ica (intérprete e amante das Serestas). Ambos passaram aos filhos Sérgio, Odair e Badi, a paixão pela música, mas não imaginaram que ela viria a ser o diferencial que faria dos ‘Assad’ músicos conhecidos em todo o mundo.

A abertura do Festival será na quinta-feira, às 20h30 com show de Clarice Assad e Sérgio Assad no Theatro Municipal.

Na sexta-feira a atração da noite no Theatro (20h30) é Alessandro Penezza e Nailor Proveta.

No sábado, o Festival Assad vai para a praça central – Fonteatro Emílio Caslini – e o público vai poder conferir, às 17h00, o show de Dudu Maia e Douglas Lora. E no Theatro Municipal, às 20h30, o show é com Felipe Moreno e Gilson Peranzzetta.

O encerramento da grade de show, no domingo, dia 29, mas às 18h00, com Paulo Martelli.

OFICINAS E MASTERCLASS

As oficinas e Masterclass serão realizadas na sede do CLAC, no período da tarde e dirigidas por Paulo Martelli (dias 26 e 27); Douglas Lora (dias 26 e 27).

Neste ano são duas as oficinas: a de Piano com Clarice Assad no dia 27; e de Violão e Sopro com Alessandro Penezzi e Nailor Proveta no sábado, dia 28. As duas estão programadas para a sede do CLAC, das 10 às 12h00.

Filmes abordam Cinema e o “Fazer Cinematográfico”

Foto Hudson Pontes/Agência O Globo

 

Na foto os atores Breno Nina, Othon Bastos e Rita Assemany com o diretor Iberê Carvalho

Dando sequência ao mês de produções regionais e à Oficina de Direção Cinematográfica que ocorreu na Sala Dilo Giannelli, o Pontos MIS traz uma programação recheada de filmes abordando o próprio Cinema e o “Fazer Cinematográfico”. O repertório vai da comédia ao drama, passando também pelo documental. 

As sessões acontecem sempre às terças-feiras, às 19h30, na Sala Dilo Gianelli, no Theatro Municipal, com entrada gratuita.

Nesta terça-feira, dia 24, o filme é  “O Último Cine Drive-in”, uma produção brasileira – drama, fantasia - de 2015, com  Direção de Iberê Carvalho.O jovem operário Marlombrando precisa levar sua mãe, para fazer um exame em Brasília. Sem tera quem recorrer, ele precisará reencontrar seu pai, Almeida (Othon Bastos), ausente há muitos anos. Dono do último Cine Drive-in de Brasília, Almeida insiste em manter vivo um tipo de cinema que já não atrai mais espectadores.

“CINEMA NOVO”

Na última terça-feira de julho, dia 31, a atração será  “Cinema Novo” (Brasil/ 2015 / Documentário), com Direção de Eryk Rocha.Um ensaio poético, um olhar aprofundado e um retrato íntimo sobre o Cinema Novo, movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançou grandes diretores (como Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e Cacá Diegues) e criou uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e a história do Brasil para sempre. O filme é dirigido pelo filho de Glauber Rocha e venceu diversos prêmios, incluindo Melhor Documentário em Cannes.