Sab10192019

Last update03:32:00 PM

Copyright © 2019 Gazeta de São João. Todos os direitos reservados.
Designed by JoomlArt.com.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

 


Back Você está aqui: Home Cultura

Cultura

Grupo Trapo encena duas peças na Estação das Artes

Os dois espetáculos têm entrada gratuita

Duas peças dos gêneros infantil e dramático, com atores do Grupo Trapo, de São Paulo, serão interpretadas no próximo final de semana, no Teatro da Estação das Artes João Roberto (Beto) Simões.

“A Menina que Andava Sobre Terra Luz” e “As Desmemórias da Marquesa de Rabicó” são os dois espetáculos agendados para São João da Boa Vista; ambos com entrada gratuita. 

O Departamento Municipal de Cultura informou que as exibições fazem parte do Projeto Circulação “Grupo Trapo Sem Fronteiras”, iniciativa aprovada por meio de leis de incentivo, e têm a proposta de mostrar os dois espetáculos em diversos municípios paulistas.                                            

NO SÁBADO

“A Menina que Andava Sobre Terra Luz” é a peça agendada para a noite desábado, dia 19, às 20h00. Com 60 minutos de duração, o conteúdo destaca a situação de Maria, uma menina que nasceu e cresceu num sertão seco e com muitas mazelas. 

O texto ainda mostra a protagonista, ao despertar de um sono profundo, se vê num lugar distante, sozinha e sem as pessoas que amava por perto. Sem consciência, ela é guiada por personagens que a fazem reconhecer a condição real na qual se encontra e nunca havia sido explicada.

NO DOMINGO 

Já na manhã dedomingo, dia 20, às 11h00, os atores voltam ao palco da Estação das Artes para a interpretação do espetáculo infantil “As Desmemórias da Marquesa de Rabicó”, baseado na obra de Monteiro Lobato. 

Na peça, de 40 minutos, Emília (A Marquesa de Rabicó), a boneca mais famosa do mundo da literatura infanto-juvenil, resolve escrever suas “desmemórias”, que segundo ela, são memórias com meias verdades contadas do seu jeito.

A produção reforça ser um espetáculo dedicado para toda a família.

Grupo Trapo

Criado na capital paulista, em 2000, pelo diretor Muriel Vitória, o Grupo Trapo desenvolve trabalhos baseados em comportamentos humanos e cultura popular, utilizando como expressão e estética os elementos corporais pautados no Teatro de Investigação Corporal.

Partindo de histórias reais, Denise Fraga é destaque em “Eu e Você”

   A peça teatral EU DE VOCÊ com solo de Denise Fraga criada pela atriz, por Luiz Villaça e José Maria foi baseada em histórias reais. Rompendo a fronteira entre o palco e platéia, fator e ficção, experiências de vida ornadas pela arte, ampliam a empatia entre o teatro e o espectador.

   Obra teatral inspirada em narrativas literárias, poéticas e auto-biográficas de renomados autores. Denise Fraga menciona vivamente que a arte ajuda a gente à viver, que quem lê Fernando Pessoa e Dostoievski no mínimo vai sofrer mais bonito, porque seu sofrimento é o mesmo dos poetas.

   Teatro é um ritual de reflexão. Texto que ouvimos através da representação de Denise Fraga foi construído com pérolas da literatura, música, imagens e poesia. Versátil atriz, interpreta com categoria um texto magnífico contido no esplendor que é o teatro com seus dramas e comédias. Sua presença em cena se eleva eis que nada é mais desafiador na arte da representação teatral quanto o monólogo, pois esse o ator não tem a cumplicidade de elenco maior.

   Denise Fraga se encontra no apogeu mental e físico de suas atividades de consumada atriz na arte da representação. Dotada de inata empatia com público cativo à interprete concede no monólogo Eu de Você um estupendo trabalho em cena raramente visto nos palcos brasileiros.

   Narrações reais trazem uma mensagem de vida intensa, por vezes contundentes, por vezes hilariantes, como a passagem de despertar pela manhã absorvida pelo cotidiano de envolvimento por todo o aparato matutino, desde a higiene pessoal, da refeição matinal para toda a família, tirar filhos emperrados da cama no sono para levar à escola, e em seguida rumar para trabalhar o dia todo, frente ao computador, tendo para controlar sua atividade não um chefe, mas de acordo com a palavra atual em moda, um gestor! 

   Suas ações em cena são acompanhadas de vigoroso gestual físico. Pelo "Stage" seu corpo extrapola sucessivos movimentos, que vão dos saltitamentos à quedas corporais no solo.

   O público delira nas passagens vividas pela autora do texto, como a descritiva relação do pai, um cantor fracassado. Aplaude no que esta a ver, e se identifica com a narradora no que está assistindo. 

   Insiste dizer que para ultrapassar o afitivo viver só há um caminho que é o amor que soma, aflora e evolui o ser humano à perfeição espiritual. Embora o monólogo exponha a atriz estar só no palco, em nenhum momento esteve só, pois tinha junto de si enorme quantidades de pessoas amando Denise Fraga.   

   Luiz Villaça dirige à perfeição a atriz Denise Fraga com correta marcação, amplitude gestual, envolvendo a narração, preciosa dicção da intérprete.

   Com cenário admirável, incidência de luz realça a encenação por criação de Fernanda Maia, um atraente score musical de autoria ainda de Fernanda Maia, Clara Bastos e Priscila Brigante sustenta o que estamos a contemplar.

Serviço ao leitor:

Peça teatral: EU DE VOCÊ

Idealização e criação de Denise Fraga, José Maria e Luiz Villaça.

Com Denise Fraga.

Direção: Luiz Villaça

Produção: José Maria

Onde: Teatro Vivo (274 lug) 

Av. Dr. Chucri Zaidan, 2460 - Morumbi

Hor.Sextaàs 20h/Sáb. às 21h./Dom. 19h.

Quanto:SextaR$50 /Sáb. eDom. R$70

Gênero: Comédia dramática - 80 minutos

Até:15 de dezembro

Avaliação: Excelente

Teatro de Bonecos no Theatro Municipal - Senhor dos Sonhos

Neste próximo final de semana são duas as atrações no Teatro Municipal. No sábado, dia 12, às 20h30 o Grupo Blackout encena “A Mansão”. A peça narra a história de quatro amigos que vão acampar e na aventura encontram uma mansão, e ali resolvem passar a noite. A partir daí, uma história assustadora, engraçada e cheia de mistérios.

A produção do espetáculo é de Carlinhos Reis, direção de Lucas Brassaroto, e no elenco estão: Amy Costa, Carol Godoy, Gustavo Henrique, Juninho Gimenes, Kaio Godoy, kleyton Mathias, Letícia Publiesi, Lourenço Zanelo, Nicole Felix, Rodrigo Machado e Victoria Caroline.

Os ingressos são de R$ 16,00

TEATRO DE BONECOS

No domingo, dia 13 de outubro, a Companhia Truks vai apresentar no Theatro Municipal, às 18h00, o espetáculo infantil “O Senhor dos Sonhos”. O espetáculo chega a São João através de uma parceria entre o SESC/São Carlos e a Prefeitura Municipal, através do Departamento de Cultura, e terá entrada gratuita.

O espetáculo foi indicado e venceu vários prêmios, como o Festival Internacional de Teatro de Bonecos de Canela (RS), e conta a história de Lucas, um velho e bem sucedido escritor, que relembra os tempos de sua infância, quando era um menino criativo, engraçado, simpático e, principalmente, sonhador! Se não navegava pelos sete mares, certamente estava a pilotar alguma nave espacial em planetas longínquos. E, como sempre, atrasado para ir à escola ou esquecido de suas lições e obrigações.

O "Senhor dos Sonhos", ao confrontar as mirabolantes aventuras de Lucas com a necessidade que o menino tem de "ajustar-se" às regras sociais, é um espetáculo que discute, mesclando momentos divertidos com outros de delicada e leve poesia, o conflito em que vivem as crianças, ao terem que se equilibrar, como que sobre uma corda bamba, entre a fantasia e a realidade.

No elenco da Companhia Truks estão Priscila Castro, Emerson Barros, Maria Angélica Prioste, Luciana Semensato, Driely Palácio e Aguinaldo Rodrigues. Formada na capital paulista em 1990, a Truks apresenta seus espetáculos de repertório em teatros, escolas, instituições ou espaços alternativos de todo o Brasil. 

Coletiva de imprensa inaugura abertura da 43ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

   Coletiva de Imprensa da 43a. Mostra Internacional de Cinema foi realizada neste sábado, dia5 de outubro,na moderna sala do Espaço Itáu de Cinema Augusta com a presença dos patrocinadores e a diretora do evento Renata de Almeida para uma platéia de jornalistas brasileiros e estrangeiros.

   Após pronunciamentos dos representantes dos "Sponsors" Renata de Almeida fez uma brilhante digressão sobre o panorama da Mostra de Cinema deste ano que contará com as mais significativas películas da mais recente safra contando com filmes premiados nas mostras oficiais realizados em vários países do mundo.

   Renata disse ainda que o problema da Mostra é a sustentação econômica pois o custo ascende à cada ano. Contando com parceiros fiéis como Itaú Cultural, Sabesp, SPCINE, SESC, E CPFL conseguiram equilibrar o "Budget" e a Mostra floresce em todo seu esplendor com 300 filmes para uma legião de cinéfilos. O Cartaz e Vinheta desse ano são de autoria de Nina Pandolfo, conhecida pintora paulistana.

   Terminada a Coletiva foi exibido o curta Nimic, de Yorgos Lanthimos, diretor grego nascido em 1973, já conhecido da Mostra. Ano passado na 42a, MIC foi exibido o filme Favorita, de sua autoria, vencedor de um Oscar. Conta a história de um violoncelista profissional que encontra um estranho no metrô. Exposição de duplicidade de seres. Incomunicabilidade, distanciamento do homem que se abstrai de ver o que passa à sua volta.

   Em seguida foi projetado em primeira mão o filme Parasita (Parasite) do coreano Bong Joon-Ho nascido em Daegu, na Coréia do Sul em 1969. Diretor muito conhecido na Mostra com vários filmes projetados anteriormente, entre eles o encantador Okja (2017). O filme narra o (Plot) de um família bastante unida, mas precisa conviver com o desemprego e com um futuro sombrio. Os personagens dotados de dupla personalidade mediante artifícios conquistam a confiança de pessoas para obterem a colocação de empregos e ganhos fáceis se intitulando serem profissionais idôneos, quando na verdade não passam de meros parasitas sociais.Este filme ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cannes e foi indicado pela Coréia do Sul para a vaga no Oscar de Melhor filme Estrangeiro.

Locais das exibições, endereços e títulos dos filmes contatar: site:www.mostra.org

Fim de semana com dois espetáculos no Theatro Municipal

 

Neste sábado, dia 5 de outubro, às 20h30, a Orquestra Brasileira Inclusiva apresenta seu  3º Concerto de Música Instrumental Natural, no Theatro Municipal.

Os ingressos são de R$ 20,00 e podem ser adquiridos na Stone Music, Bar  do Russo e Posto Serra da Mantiqueira, ou ainda na bilheteria  antes do espetáculo.

 

SHOW E CLIPE

No domingo, também no Theatro Muniicipal, mas às 18h00, Nicole Felix apresenta seu show e promove o lançamento do clipe de seu trabalho artístico.

A cantora e compositora Nicole Felix, de apenas 17 anos,  promete um grande espetáculo, contendo o super lançamento do clipe e da música ‘Empoderamento’. O clipe exibirá imagens de mulheres de vários perfis diferentes com depoimentos extraordinários, ressaltando o valor da mulher e quebrando qualquer tipo de preconceito. Em seguida a jovem artista apresenta um show  dançante, eclético, e inovador .Os ingressos antecipados são de R$ 10,00 e podem ser adquiridos na Loja Universo Veste, Fábrica de Óculos e Casa Fercutti.
 
 

Exposição da Jaguar Parade em São Paulo

A Jaguar Parade - intervenção artística urbana que reúne obrasdeonças-pintadas estilizadas - vai reunir as 90 esculturas nos shoppings da rede Iguatemi (Market Place, JK Iguatemi, Iguatemi SP e Pátio Higienópolis) a partir desta sexta-feira, dia27 de setembro.

O projeto será a maior exposição a céu aberto da históriadeSão Paulo e tem como objetivo chamar a atenção para a degradação da fauna silvestre do país, em especial da onça-pintada, que corre riscodeextinção. Segundo o ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade -, essa espécie é classificada como vulnerável no Brasil. Porém, em alguns biomas como a Mata Atlântica, a espécie é considerada como criticamente ameaçada, pois existem menos de 300 indivíduos em toda sua extensão.

No dia25 de outubro, as peças ganharão as ruas e praças da capital paulista.

 

Serviço:

Jaguar Parade

Data: de 27desetembro a23 de novembro

Local: Shoppings da Rede Iguatemi (Market Place, JK Iguatemi, Iguatemi SP e Pátio Higienópolis) 

Série brasileira bilíngue – em Libra e Português – estréia na TV Cultura


Protagonizada por jovens surdos, a ficção “Crisálida” vai ao ar a partir de 26 de setembro

 Estreia na TV Cultura, no Dia Nacional do Surdo26 de setembro, a primeira série brasileirade ficçãobilíngue, em Libras e português, Crisálida. Dividida em quatro episódios, que irão ao ar àsquintas-feiras, a partir das 19h15, a produção apresenta histórias de jovens surdos que enfrentam os desafios de uma sociedade desenhada apenas para ouvintes.

Ao retratar situações familiares, sociais e psicológicas vividas por surdos, Crisálida cruza narrativas e personagens evidenciando como o contato com a língua de sinais é o agente transformador dos envolvidos num universo visual. Ousada, emprega uma linguagem bilíngue no conteúdo ficcional de entretenimento e promete modificar a tradicional percepção sobre os surdos, que segundo o IBGE (2010), somam cerca de 9,7 milhões no Brasil.

Criada por Alessandra da Rosa Pinho e dirigida por Serginho Melo, a produção, de Florianópolis (SC), é uma parceria entre a Arapy Produções, Raça Livre Produções e TVi Televisão e Cinema.

São quatro os episódios: Os Surdos Também Amam (Jaks  e Morgana desafiam muitos padrões: ele é negro e ouvinte. Ela é branca e surda. O relacionamento entre os dois está em risco permanente. Exibição: 26/9); Boneca que Fala (Valentina e Alan são um casal surdo que enfrenta um enorme conflito: criar a filha ouvinte de quatro anos. Exibição: 3/10); O Direito de Ser Surdo (Rubens é um jovem surdo que aprende Libras à revelia do pai, que o vê como doente. Ele tem que lutar dentro de casa pelo direito de ser surdo. Exibição: 10/10); Lado B (Gustavo criou um projeto incrível, mas como é surdo, ele precisa convencer uma renomada empresa a investir na sua ideia. Exibição: 17/10).

Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia”

Foto  Rodrigo Frota

 

 

As apresentações acontecem na lona montada no estacionamento do Mooca Plaza Shopping a partir do dia27 de setembro

 

Senhoras e senhores, preparem-se para uma grande viagem ao divertido universo de magia e fantasia do Circo dos Sonhos. No dia 27 de setembroinicia a temporada do espetáculo Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia,.que será apresentado no Mooca Plaza Shopping até 03 de novembro. Dirigido por Rosana Jardim, o espetáculo traz à cena uma aventura fantástica num reino mágico cheio de ação e encantamento, com performances de grande impacto e números circenses de báscula, contorção, rola, malabares, monociclo, equilíbrio no arame, tecido aéreo, faixa e muita palhaçada. 

Pensando em resgatar os aspectos lúdicos da garotada, o Circo dos Sonhos levará ao picadeiro a história de uma criança que não desgrudava um só minuto do videogame, até o aparelho entrar em curto circuito e sua tela dar lugar a um portal, que a leva à fronteira da realidade e da ilusão: o Mundo da Fantasia. Depois de ultrapassar esse portal, a menininha Ly é recepcionada pelos palhaços, que como bobos da corte, apresentam a ela aquele reino encantado. Toda a ação do espetáculo acontece em um castelo, onde um show de surpresas com personagens, figurinos e cenários que povoam os contos infantis são  exibidos ao público. Reis, rainhas, príncipes, princesas, sapos, bruxas e fadas são representados por competentes e renomados artistas circenses, que surpreendem a todos com muita força, graça e destreza nas suas performances inéditas.“Esse é um espetáculo criado para toda a família com muito carinho. Um espetáculo lúdico que oferece aos adultos a oportunidade de voltarem a ser crianças. O programa ideal para a criançada!”– Afirma o ator Marcos Frota, Embaixador do Circo dos Sonhos.

 

SERVIÇO

O QUÊ:Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia

QUANDO: Estreia dia 27 de setembro- Temporada até 03 de novembro

HORÁRIOS:Terças a sextas, às 20h // Sábados, domingos e feriados às 16h, 18h e 20h

ONDE:Rua Capitão Pacheco e Chaves, 313 - Mooca Plaza Shopping

QUANTO: Setor Lateral - R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada)* // Setor Frontal - R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia entrada)* // Setor VIP - R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia entrada) *

*Valor da meia entrada para crianças de 02 a 12 anos, estudantes e pessoas com mais de 60 anos.

VENDAS: Bilheteria do Circo - deterça a sexta, das 13h às 20h // No sitewww.circodossonhos.com(o site promove preços abaixo do praticado para apresentações deterça aquinta)

LOTAÇÃO: 800 Lugares

CLASSIFICAÇÃO: Livre

DURAÇÃO DO ESPETÁCULO: 01h40

MAIORES INFORMAÇÕES: 11 2076 0087 - www.circodossonhos.com

“O Inoportuno” visto pela ótica de Harold Pinter

O jornalista reputou a encenação da peça teatral "O Inoportuno" (The Caretaker) ora em cartaz em São Paulo como um dos trabalhos teatrais mais importantes do ano.

A encenação reúne o que há de melhor em teatro. O texto da peça, de autoria de Harold Pinter (1930-2008), que a escreveu em 1959 e estreou em Londres no ano seguinte com enorme sucesso.

Pinter foi influenciado por Samuel Beckette e Franz Kafka. O Nobel da literatura que lhe foi concedido em 2005 o levou ao pináculo da fama. Foi um dos mestres do teatro do absurdo que envolve a impossibilidade da comunicação abrangendo personagens marginais e solitários.

O diretor Ary Coslov habilmente convidou três excelentes atores Daniel Dantas, André Junqueira e Well Aguiar para interpretarem personagens num cotidiano de vida onde reina amor e ódio, pena e repulsa, solidão e tristeza.

Coslov esmerilha fundo às emoções, angústias e fragilidades do ser humano. Visto por outro ângulo, não como vimos da primeira vez, a relação dos três personagens se mostra patológica. Nítida constatação de um quadro de bipolaridade esta calcada em "High and Downs" (altos e baixos) do comportamento humano. Da ferocidade do relacionamento humano a ternura recíproca. Da agressão física ao acolhimento fraternal, do acolhimento ao lar à expulsão à sarjeta.

Loucura com forte carga dramática, mas sem abdicar do humor. O espetáculo atinge o coração e a mente do espectador e deixa claro as mazelas humanas.

Não é atoa que o nível desta encenação foi fartamente premiada no ano de 2019. Ao final da representação aplausos emocionados do público em pé se mostraram prolongados.

Serviço:

Peça teatral: O Inoportuno (The Caretaker) O Zelador

Autor: Harold Pinter

Direção: Ary Coslov

Onde: Teatro Raul Cortez - (513 lug.)

R. Dr. Plínio Barreto, 285 - Bela Vista

Hor.: Sextas 21h./Sáb.21h.Dom.19h.

Quanto: R$ 90

Duração: 90m. - Gênero: Comédia dramática

Até: 29/09

Avaliação: Excelente