Dom11172019

Last update01:55:46 PM

Copyright © 2019 Gazeta de São João. Todos os direitos reservados.
Designed by JoomlArt.com.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

 


Back Você está aqui: Home Cultura Grupo Trapo encena duas peças na Estação das Artes

Cultura

Grupo Trapo encena duas peças na Estação das Artes

Os dois espetáculos têm entrada gratuita

Duas peças dos gêneros infantil e dramático, com atores do Grupo Trapo, de São Paulo, serão interpretadas no próximo final de semana, no Teatro da Estação das Artes João Roberto (Beto) Simões.

“A Menina que Andava Sobre Terra Luz” e “As Desmemórias da Marquesa de Rabicó” são os dois espetáculos agendados para São João da Boa Vista; ambos com entrada gratuita. 

O Departamento Municipal de Cultura informou que as exibições fazem parte do Projeto Circulação “Grupo Trapo Sem Fronteiras”, iniciativa aprovada por meio de leis de incentivo, e têm a proposta de mostrar os dois espetáculos em diversos municípios paulistas.                                            

NO SÁBADO

“A Menina que Andava Sobre Terra Luz” é a peça agendada para a noite desábado, dia 19, às 20h00. Com 60 minutos de duração, o conteúdo destaca a situação de Maria, uma menina que nasceu e cresceu num sertão seco e com muitas mazelas. 

O texto ainda mostra a protagonista, ao despertar de um sono profundo, se vê num lugar distante, sozinha e sem as pessoas que amava por perto. Sem consciência, ela é guiada por personagens que a fazem reconhecer a condição real na qual se encontra e nunca havia sido explicada.

NO DOMINGO 

Já na manhã dedomingo, dia 20, às 11h00, os atores voltam ao palco da Estação das Artes para a interpretação do espetáculo infantil “As Desmemórias da Marquesa de Rabicó”, baseado na obra de Monteiro Lobato. 

Na peça, de 40 minutos, Emília (A Marquesa de Rabicó), a boneca mais famosa do mundo da literatura infanto-juvenil, resolve escrever suas “desmemórias”, que segundo ela, são memórias com meias verdades contadas do seu jeito.

A produção reforça ser um espetáculo dedicado para toda a família.

Grupo Trapo

Criado na capital paulista, em 2000, pelo diretor Muriel Vitória, o Grupo Trapo desenvolve trabalhos baseados em comportamentos humanos e cultura popular, utilizando como expressão e estética os elementos corporais pautados no Teatro de Investigação Corporal.