Sex10232020

Last update06:34:10 PM

 

Back Você está aqui: Home Cultura

Cultura

Short Film Corner: Curta Metragem “Não Olhe para Trás”


Entre os milhares de inscritos, o curta metragem brasileiro, "Não Olhe Para Trás", foi um dos selecionados do SFC-"Short Film Corner/2020" para exibição na concorrida 'Mostra' ligada ao Festival de Cannes (considerado o mais importante do mundo).

O SFC carrega os altos valores de Cannes e conta com a presença de centenas de cineastas de todo o planeta. Um momento aguardado por toda a indústria cinematográfica internacional. Escrito, dirigido e produzido pela jovem cineasta Malu Portela (com estudos pelas New York Film Academy/EUA, UFF/BR e Escola de Cinema Darcy Ribeiro/BR), conta a realidade de uma menina de 16 anos, venezuelana grávida de 8 meses.

Na trama, a protagonista tem apenas 24 horas para atravessar a fronteira com o Brasil e fugir das estatísticas mortais de bebês e parturientes, no país bolivariano. Segundo dados oficiais do Ministério da Saúde daquela nação, em 2016 a mortalidade de bebês foi de 30%, e a de mães, 65%. É bastante comum inúmeras jovens, grávidas, cruzarem a fronteira de ônibus ou a pé, por quilômetros intermináveis.

Em 2017, 566 bebês nasceram brasileiros; em 2018, 1.603; e em 2019, 1.598. "Não Olhe Para Trás" levanta uma voz sobre tal realidade e, por exigência da trama, foi rodado em dois idiomas; português e espanhol.

Numa declarada homenagem narrativa a 2 de seus mestres: Rui Guerra e Martin Scorsese, a diretora de apenas 26 anos, realizou em seu "debut", um filme consistente socialmente e de avançada consciência política, sem apelo ideológico.

Um enredo quase documental, mas absolutamente metafórico, conjugando os gêneros: 'drama, surrealismo fantástico, estrada e maioridade'.

Para identificar as atrizes mais adequadas aos papéis, Malu percorreu por vários dias a Rua Uruguaiana/RJ (local onde muitos latinos sobrevivem como camelôs). Mas foi com a ajuda do Projeto Cáritas, para refugiados, que obteve êxito.

A atriz principal, Nazareth Gonzáles, tem apenas 15 anos de idade e, assim como a sua mãe na trama e na vida real (Norma Gonzáles), são refugiadas venezuelanas. Durante 2 meses consecutivos, Nazareth recebeu aulas exclusivas em regime 'full time', com o "coach" de atores, Jorge Silpen.

Em um trabalho minucioso de preparação, Nazareth participou (3 vezes na semana) de sessões de cinema, acompanhadas pela Malu Portela. "A ideia foi faze-la conhecer grandes interpretações juvenis, e a desafiar, como atriz", revela a diretora.

O resultado surpreende; a menina Nazareth Gonzáles impressiona com uma atuação de gala.

A viabilidade econômica do filme ocorreu na França. Para conseguir os recursos do curta, Malu Portela trabalhou em Paris como garçonete, recepcionista de eventos e professora de línguas, concatenando seu tempo como estudante na Universidade de Sorbonne. Mas todo o sacrifício valeu a pena.

Com 15 minutos de exibição (sob chuvas torrenciais) e ao custo total de 12 mil Euros, a película foi gravada em Aldeia Velha/RJ-Brasil, com mais de 60 pessoas envolvidas no projeto.  Da equipe técnica rigorosamente selecionada, a maior parte foi constituída por mulheres, algo incomum.

"Não Olhe para Trás" surpreende pela originalidade do tema e pela rebuscada linguagem cinematográfica.

Um filme para refletir!

Atividades do setor cultural vai começar com cinema drive-in


Nesta quarta-feira, 17 de junho, tem a primeira sessão de cinema aberta ao público na capital paulista: é o Belas Artes Drive-in no Memorial da América Latina.

As sessões de cinema em drive-in voltam neste momento de pandemia através de uma parceria entre a Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo e o Petra Belas Artes.

No Memorial da América Latina, a partir de hoje, existe um espaço destinado à exibição de filmes onde o público assiste a sessão dentro de seu próprio carro, respeitando o isolamento social.

Sob orientação da área da saúde e do Centro de Contingência do Coronavírus, o Belas Artes Drive-In seguirá protocolos rigorosos de saúde, com regras de distanciamento social, higiene, limpeza de ambientes, comunicação e monitoramento. Entre os cuidados obrigatórios estão a distância mínima de 1,5 metro entre pessoas e caros em todos os ambientes, máximo de quatro ocupantes no carro, compra de ingresso via internet e exigência do uso de máscaras

Durante as quatro primeiras semanas, o Belas Artes Drive-In exibirá 27 filmes divididos em 43 sessões, que acontecerão de terça a domingo. Foram selecionadas produções dos mais diversos gêneros, anos e autores. Entre os filmes inéditos da programação estão “Os Melhores Anos de uma Vida”, de Claude Lelouch, um sucesso no Festival de Cannes em 2019; a comédia “Tel Aviv em Chamas, de Sameh Zoabi, entre outros.

Uma programação especial para as crianças também foi pensada para acontecer aos sábados, como o concorrente ao Oscar de Melhor Animação, “O Menino e o Mundo”, o francês “As Bicicletas de Belleville”, “Tito e os Pássaros” e o sucesso “Turma da Mônica – Laços”.

Programação e classificação indicativa dos filmes no site www.cinebelasartes.com.br

Caco Galhardo ministra duas oficinas de quadrinhos na BVL

Foto Luciana Nunes

 

Artista com trabalhos publicados em veículos nacionais e internacionais, Caco Galhardo propõe, em duas oficinas online nos dias 8 e 15 de junho, dentro da programação da Biblioteca Parque Villa-Lobos, um sobrevoo pelos principais formatos dos quadrinhos. A BVL é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Organização Social SP Leituras - eleita pelo segundo ano consecutivo uma das 100 Melhores ONGs do Brasil.

Serão dois encontros independentes. O primeiro, no dia 8, das 14h às 17h, será dedicado às tiras, cartuns e charges; o segundo, no dia 15, também das 14h às 17h, voltado às HQs. Galhardo mostra como funciona cada uma das etapas dessas produções artísticas, além de expor e analisar obras de ilustradores consagrados e da nova geração. Os participantes devem se inscrever em cada um deles independentemente.

Galhardo é cartunista na "Folha de S. Paulo", tem onze livros publicados e colaborações para publicações como "Piauí" e "The Economist". Alguns de seus personagens já viraram animações no canal Cartoon Network e sua personagem foi adaptada para formato de série de ficção no canal GNT, "Lili, A Ex".

As oficinas fazem parte da programação da BVL no período de quarentena, que conta com várias outras atividades online - confira no 
site da biblioteca. Com a necessidade de estimular o distanciamento social e outras medidas de proteção contra o contágio pelo novo coronavírus, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo criou o #Culturaemcasa, que amplia a oferta de conteúdos virtuais dos equipamentos.


Oficina Online de Quadrinhos

Com Caco Galhardo

Módulo 1 -  Tiras, cartuns e charges: 
8 de junho

Módulo 2 - HQ: 
15 de junho

Horário: das 14h às 17h 

Indicado para maiores de 16 anos

Vagas limitadas, confira disponibilidade. Inscrições pelo link 
www.bvl.org.br/inscricao. É necessário fazer inscrições para cada um dos módulos. 

“S.Bernardo” é o filme da sessão do Pontos MIS no próximo sábado


O Pontos MIS realiza semanalmente a exibição digital de um filme seguido de bate-papo ao vivo no canal do YouTube. Em comemoração ao Dia do Cinema Nacional (19/06), três dos quatro sábados de junho ganham sessão de filmes consagrados brasileiros. 

Para iniciar as celebrações, no próximo sábado, 6 de junho, o filme "S. Bernardo", baseado no clássico romance de Graciliano Ramos, será exibido às 15h30, em parceria com a SP Cine Play. A participação é gratuita, mas os interessados devem fazer inscrião prévia a partir desta quinta-feira (4)

O filme será exibido gratuitamente, mediante inscrição prévia a no link

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfrym9FofdP5Jp3BKB4d3DCKKfozD9kKThBFqqmDhxBdBOnhQ/closedform

Após a sessão, às 18h00, acontece um bate-papo ao vivo com os cineastas Leandro Afonso e Luan Cardoso, no canal do MIS no YouTube.

O Filme

“S.Bernardo”, tem direção de Leon Hirszman, foi produzido em 1972, e a trilha sonora é de Caetano Veloso. O filme acompanha a trajetória de Paulo Honório, um modesto caixeiro-viajante que enriquece, compra a fazenda S. Bernardo e contrata casamento com Madalena, a professora da cidade. O conflito se estabelece quando Madalena não aceita ser tratada como propriedade. Com atuações marcantes de Othon Bastos e Isabel Ribeiro, o filme, que estreou em 1972, tornou-se um clássico do cinema brasileiro. 

MIS 50 anos

Para celebrar os 50 anos do MIS, comemorados em 2020, o Museu lançou uma ação digital que busca promover o compartilhamento de histórias entre o público e o Museu.

Até o dia 10 de junho, o público pode enviar vídeos com seus relatos pessoais. Ao final, uma página do MIS 50 anos trará os depoimentos que celebram esta história.

Para participar acesse https://mis-sp.org.br/50anos

Música Clássica também tem lives na quarentena

Em tempos de Covid-19 e isolamento social, os show na internet tem garantido lazer nos canais da internet. Há lives de artistas famosos em todos os níveis: naconal, internacional e regional. E nos mais variados estilos, inclusive para os que apreciam música clássica.

O pianista Leoni Pepe D’Adderio, conhecido por trabalhos com grandes nomes da música brasileira como Flavio Venturini, Guilherme Arantes e Daniel, é a atração da live #VamosDeMúsica, que acontece na próxima sexta-feira (5), às 15h00. O músico apresentará clássicos do piano nacional desde Chiquinha Gonzaga passando por Villa-Lobos até Gilberto Gil. Leoni promete um show intimista com jogos musicais, dicas sobre estudo do piano e respostas às principais dúvida da audiência.

O evento é uma iniciativa da Sustenidos Organização Social de Cultura, instituição responsável pelos polos do Projeto Guri no interior, litoral e Fundação CASA.

D’Adderio é pianista, arranjador e compositor. Tem bacharelado em piano, pós-graduação em ensino de piano e arranjo. Em Londres, estudou composição para filmes na Goldsmiths University of London, gravação em estúdio na Academy of Contemporary Music e produção musical na Citylit University. Como arranjador, escreve para orquestras na Europa e por todo o Brasil, além de parcerias com cantores consagrados da música popular brasileira. Ele também é supervisor de canto coral do Projeto Guri na Regional Marília.

A apresentação poderá ser acompanhada na página https://www.facebook.com/Sustenidoscultura/

A BELA E OS TENORES

No dia 6 de junho (sábado), a partir das 18h00, o Instituto ADVB de Responsabilidade Socioambiental da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil realizará uma LIVE show em apoio ao Projeto aMEI, com a participação do trio A Bela e Os Tenores, formado pela soprano Giovanna Maira e os tenores Jorge Durian, Armando Valsani e a presença de convidados. Espetáculo será transmitido pelo Grupo R1 diretamente do palco do WTC Events Center, via Facebook, Youtube (/projetoamei) e Instagram (/projeto_amei).

“O Projeto aMEI é uma ação solidária em prol do Microempreendedor Individual – MEI, que assistirá, na primeira fase, os MEIs cadastrados da Grande São Paulo - epicentro da Covid-19, partindo na sequência para o Estado de São Paulo e depois aos demais Estados”, explica o presidente da ADVB-SP, Aristides de La Plata Cury.

Criado em 2017 pelos cantores líricos Armando Valsani, Giovanna Maira e Jorge Durian, o grupo musical confere ao seu repertório, que transita entre o erudito e o popular, um jeito único de interpretar canções autorais e consagradas mundialmente. Além das vozes marcantes, o trio se destaca pela união inédita entre dois tenores e um soprano, tornando a experiência de ouvi-los um misto de encantamento, emoção e prazer.

Com carreiras solo conceituadas, tanto no Brasil quanto no exterior, esses talentosos cantores, agora juntos em A Bela e Os Tenores, despontam na cena musical, trazendo frescor e modernidade à música clássica.

Toca do Pagode faz live em prol do CEAC no próximo sábado

O grupo Toca do Pagode programou uma live especial para a tarde de sábado30 de maio, às 15h00, com a proposta de divulgar o trabalho e colaborar com o Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente - CEAC. A transmissão, ao vivo, acontece pelo canal Toca do Pagode Oficial no YouTube e página do facebook.

Para o show online, com previsão de duas horas, a produção do TP preparou um repertório com canções de todos os tempos, principalmente os sucessos interpretados nos palcos, ao longo de 23 anos de história.

A execução fica por conta dos integrantes Márcio Gregório (rebolo e vocal), Marcelo Gregório (teclados e vocal), Juninho Popó (cavaco e voz principal), Cassinho (pandeiro) e Paul Jack (percussão geral), incluindo a presença do violonista Eduardo Lourenço.

As músicas “Em Busca da Felicidade” e “Brilho no Olhar”, que fazem parte do CD do grupo, também estão no cronograma. Uma das novidades é o cantor MC Maraka, com presença confirmada.  

De casa, em razão do isolamento social, o público poderá aproveitar uma tarde de muito samba e ajudar o CEAC por meio de doações via QR Code. Além de colaborar, o internauta ainda vai concorrer ao sorteio de brindes oferecidos por empresas sanjoanenses. A apresentação da live será do jornalista Guto Moreira, da TV União.

CEAC

Fundado em 2009, em São João, o CEAC tem a missão de acolher e apoiar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, que se encontram distanciados do convívio familiar e comunitário. A coordenação é de Luciana Ferreira Romão.  

A estrutura da entidade é projetada para atender 20 pessoas do público-alvo. Atualmente, o prédio está localizado à rua Ana de Oliveira, 64, Centro.

“Beijo no Asfalto”, de Nelson Rodrigues será exibido no próximo sábado


Pontos MIS, programa de difusão cultural do MIS – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – realiza semanalmente a exibição digital de um filme seguido de bate-papo ao vivo no canal do YouTube do MIS. No próximo sábado, 23 de maio, será exibido o longa nacional "O Beijo no Asfalto", produção que marca a estreia de Murilo Benício na direção, baseado na peça homônima escrita por Nelson Rodrigues. 

A sessão online será às 16h00, mas para participar é necessário fazer uma inscrição, gratuita, no site do MIS.

Após a exibição online do filme, às 18h00, está marcado um bate-papo ao vivo com o público no Canal do museu no YouTube, com mediação de Vanise Carneiro (atriz, diretora, educadora e preparadora de elenco) e participação especial de Augusto Madeira (um dos atores do longa), Pablo Ribeiro (responsável pela montagem do filme) e Eduardo Bordinhon (ator e pesquisador de cinema).

O FILME

“O Beijo no Asfalto” é baseado na peça homônima escrita por Nelson Rodrigues: Ao presenciar um atropelamento, Arandir, um bancário recém-casado, tenta socorrer a vítima, mas o homem, quase morto, só tem tempo de realizar um último pedido: um beijo. Arandir beija o homem, mas seu ato é flagrado por seu sogro Aprígio e fotografado por Amado Ribeiro, um repórter policial sensacionalista. 

O longa recebeu O Prêmio de melhor filme na 7ª edição do International Filmmaker Festival of New York e o Prêmio de Outstanding Achievement in Acting para Lázaro Ramos. Seleção oficial da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

O link para a inscrição gratuita para assistir o filme online é  https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSchBchPEqCyin2zbmhxgjqnA_MknTumCbwOSrGXMPjJLu_QeA/closedform

“O Homem que virou Suco” em cartaz no Ponto MIS


Pontos MIS, programa de difusão cultural do MIS – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – realiza semanalmente a exibição digital de um filme seguido de bate-papo ao vivo no canal do YouTube do MIS.

A edição do próximo sábado, 16 de maio, vai exibir, em parceria com a SPcine Play, o clássico "O Homem que Virou Suco", longa de 1980 dirigido por João Batista Andrade que faz uma visão crítica do processo migratório da época. Para assistir à sessão online do filme, que acontece às 16 horas, basta fazer inscrição prévia e gratuita no site do MIS - https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeqyTIBiHDUDc-yda9-KB1DtdWNxm2y9qlKgodAuzRprOEhEg/closedform

Após a sessão de cinema, às 18h, acontece o bate-papo ao vivo com o público no canal do Museu no YouTube - com participação especial do diretor do longa, João Batista Andrade, do professor de cinema Bruno Cucio e do cineclubista da Spcine e fotógrafo Julio Witer, a mediação fica por conta do cineasta Luan Cardoso.

"O Homem que Virou Suco" é uma produção brasileira de 1981 e destaca Deraldo (José Dumont), escritor de cordel, paraibano recém-chegado a São Paulo, e confundido com o operário Severino, nordestino, que em um ato de revolta assassina o patrão a facadas. Sem documentos para comprovar sua identidade e perseguido pela polícia, Deraldo é obrigado a fugir do quarto que aluga e, com isso, inicia um percurso de desencontros enquanto sobrevive na metrópole. Forçado a abandonar a venda de seus poemas, passa por diversos lugares, de servente de um coronel paraibano a operário da construção civil. Na condição de migrante é submetido, apesar de fundamental para o desenvolvimento da cidade, a uma série de preconceitos e explorações. Ao término do filme, quase desesperançoso, ele finalmente encontra Severino e, após comprovar sua inocência, retoma a produção artística para escrever um cordel intitulado ´O homem que virou suco´, fazendo de sua carreira um poema de resistência da identidade nordestina.

Charlie Chaplin em “O Grande Ditador” é a atração no Pontos MIS


Pontos MIS, programa de difusão cultural do MIS – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – realiza semanalmente a exibição digital de um filme seguido de bate-papo ao vivo no canal do YouTube do MIS. No sábado, 9 de maio, será exibido “O Grande Ditador” em homenagem aos 80 anos desta clássico. O filme, dirigido e estrelado por Charlie Chaplin em 1940, aborda a onda de nazi-fascismo e antissemitismo da época, pelo olhar de um barbeiro judeu – e é considerado uma obra-prima do cinema.

A exibição do filme acontece às 15h30. Após a exibição online do filme, mediante inscrição no site do MIS (https://www.mis-sp.org.br/), acontece, às 18h00, bate-papo ao vivo com o público no Canal do museu no YouTube, com mediação de Eduardo Bordinhon, artista e professor, e participação especial de Luís Antonio Coelho Ferla, professor do Departamento de História da Universidade Federal de São Paulo e do crítico e professor de cinema, Cássio Starling.

SOBRE O FILME:

A última obra que Charles Chaplin interpreta Carlitos – “O Grande Ditador” – foi produzido em 1940 assim completa 80 anos de existência em outubro de 2020. O longa propõe uma crítica à Hitler, ao nazismo e seu contexto histórico por meio da comédia dramática intrínseca ao personagem Carlitos. Dirigido também por Charlie Chaplin, “O grande Ditador” é o seu primeiro filme falado, o que relutou por muito tempo à produzir. O filme apresenta Carlitos como um barbeiro judeu que é convocado a prestar serviços militares durante a 1ª Guerra Mundial. Durante a guerra, Carlitos sofre um acidente de avião e acaba em um hospital onde perde a memória. Sua nação, Tomânia, perde a guerra e um novo sistema político começa a vigorar no país liderado pelo ditador Hynkel. Carlitos, ao se recuperar do acidente, percebe que está alheio aos recentes acontecimentos de seu país. Por conta da semelhança entre o barbeiro Carlitos e Hynkel, são confundidos e cada um assume a vida do outro, peripécia que permeia todo o filme determinando suas situações engraçadas e questionadoras.

O Pontos MIS funciona em São João da Boa Vista desde 2016 e é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som e a Prefeitura Municipal.