Dom03292020

Last update04:44:26 PM

 


Back Você está aqui: Home Cultura

Cultura

Exposição sobre a luta da pessoa com deficiência no Tribunal de Justiça de São Paulo

Fruto de parceria entre a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, através do Memorial da Inclusão, o Tribunal de Justiça recebe a exposição "Memorial da Inclusão: os caminhos da pessoa com deficiência" e pode ser visitada até 18 de agostode 2019, no Palácio da Justiça de São Paulo, localizado na Praça da Sé, centro histórico da capital paulista.

A mostra, composta por 12 (doze) painéis, é um recorte da primeira exposição de longa duração pensada para itinerar em outros espaços, e retratar a história e a memória do movimento social da pessoa com deficiência.

A exposição estará aberta para visitação desegundaasexta-feira das 12h30 às 18h. O objetivo principal é gerar reflexão sobre a diversidade da condição humana, com foco no movimento social. Para que as pessoas com deficiência que não conhecem a história do movimento se beneficiem desta perspectiva e melhorem a compreensão do momento atual em direção ao futuro. Com as versões itinerantes e também com versão virtual, a exposição visa incentivar discussões sobre o tema "pessoas com deficiência", no que se refere às questões sócioculturais relacionadas ao preconceito e o respeito à diversidade.

Serviço:
Exposição: "Memorial da Inclusão: Os Caminhos da Pessoa com Deficiência"
Data:até o dia18  de  agosto
Horário:desegundaasextadas 12h30h às 18h
Local:Palácio da Justiça do Estado de São Paulo
Endereço:Praça da Sé, s/nº - Centro Histórico de São Paulo – SP
Entrada gratuita

Fernando Dezena lança dia 13 o livro “Antologia Poética

Fernando Dezena, poeta pratense, contista e cronista, membro da Academia de Letras de São João da Boa Vista, lança no próximo sábado, 13 de julho, no Espaço Cultural Boa de Leão, seu livro “Antologia Poética. O trabalho reúne, na visão do autor, o que de mais significativo publicou em 40 anos de poesia. Ganhador de diversos prêmios literários, o trabalho foi feito via  Pontes Editora.

A tarde de autógrafos será a partir das 17h00 com entrada franca, e o Espaço Cultura Boa de Leão está localizado na Fonte Platina, na Avenida Luis Torres da Silva.

Futebol e carnaval: exposição retrata os anos de glória do São Lázaro no Museu Histórico

Uma exposição com parte do acervo do Clube Desportivo São Lázaro, que completaria 70 anos em 2019, está sendo realizada no Museu Histórico e Pedagógico Dr. Armando Salles de Oliveira, até o dia12 de julho

No espaço reservado aos materiais, os visitantes podem observar os troféus conquistados pelo time de futebol e os prêmios faturados pela Escola de Samba Morro do São Lázaro nos desfiles carnavalescos. Segundo o curador da exposição, o jornalista Antonio Carlos Nogueira de Oliveira (Leivinha), o clube, que levava o nome do bairro, foi fundado em24 de junhode 1949, mesma data de aniversário da cidade.

Já a Escola de Samba, também marcada na história de São João, surgiu na década de 1960, reunindo número expressivo de participantes. 

“Sempre foi uma agremiação muito querida e respeitada em nossa cidade e região, por envolver pessoas que se identificavam com o clube numa inimaginável simbiose entre o esporte, carnaval e religião”, destaca.

Registros do livro “100 anos de Futebol em São João da Boa Vista”, de autoria do próprio Leivinha, reforçam que Clube Desportivo São Lázaro tinha forte ligação com a igreja. O principal motivo era o fato de o ponto de encontro do time de futebol e da Escola de Samba acontecer no Bar do Rubens Tanaka, situado à época no entorno da igreja do bairro. A agremiação carnavalesca, principalmente, ensaiava os enredos nas imediações para disputar os desfiles em São João.

“Um contraste inimaginável de bom relacionamento entre jogadores, sambistas, torcida e fiéis. Deixa muitas saudades”, diz emocionado o jornalista.
Aberta ao público, a exposição tem apoio do Departamento Municipal de Cultura. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e aos sábados, das 12h às 17h. O Museu está localizado na Praça Governador Armando Salles de Oliveira

Bem Vindo à Holanda” no Ponto MIS


Nesta terça-feira, dia 2, às 19h30, o Pontos MIS, dando segmento à Mostra Regional de Cinema, exibirá o documentário "Bem Vindo à Holanda", realizado pelos jornalistas Guilherme Coelho e João Guilherme Bretas.

O videodocumentário Paralisia Cerebral - "Bem-vindo à Holanda” é uma releitura audiovisual do texto de mesmo nome, de autoria da escritora americana Emily Perl Kingsley (1987). A obra retrata a reação de pais e mães ao saber queterão um filho que exigirá cuidados especiais. Para descrever este momento, a escritora faz uma analogia comparando esta descoberta ao sentimento de alguém, que tendo comprado uma passagem para a Itália, viagem dos seus sonhos, descobre que o avião pousou na Holanda, país que desconhece completamente. E, apesar do susto inicial, acaba descobrindo que seu novo destino tem belezas e alegrias insuspeitas.

“Bem Vindo à Holanda” será exibido na Sala Dilo Gianelli, no Theatro Municipal, às 19h30.

Entrada gratuita.

 

Bem Vindo à Holanda” no Ponto MIS


Nesta terça-feira, dia 2, às 19h30, o Pontos MIS, dando segmento à Mostra Regional de Cinema, exibirá o documentário "Bem Vindo à Holanda", realizado pelos jornalistas Guilherme Coelho e João Guilherme Bretas.

O videodocumentário Paralisia Cerebral - "Bem-vindo à Holanda” é uma releitura audiovisual do texto de mesmo nome, de autoria da escritora americana Emily Perl Kingsley (1987). A obra retrata a reação de pais e mães ao saber queterão um filho que exigirá cuidados especiais. Para descrever este momento, a escritora faz uma analogia comparando esta descoberta ao sentimento de alguém, que tendo comprado uma passagem para a Itália, viagem dos seus sonhos, descobre que o avião pousou na Holanda, país que desconhece completamente. E, apesar do susto inicial, acaba descobrindo que seu novo destino tem belezas e alegrias insuspeitas.

“Bem Vindo à Holanda” será exibido na Sala Dilo Gianelli, no Theatro Municipal, às 19h30.

Entrada gratuita.

 

TV Cultura transmite o 50º Festival de Inverno de Campos de Jordão

Jazz Sinfônica Brasil - Foto Joca-Duarte

 

No dia 29 de junho, tem início o 50º Festival de Inverno de Campos do Jordão, que se estenderá até28 de julhoe contará com transmissão e cobertura pela TV Cultura, pelo aplicativo Cultura Digitale pelaRádio Cultura FM. Na edição deste ano, como novidade, o Festival tem dois eixos:ClássicoePopular-Sinfônico.

Para curadoria clássica, o evento contará com aOrquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Já a linha popular-sinfônica tem a curadoria daJazz Sinfônica Brasil, que se apresentará ao lado de Carlinhos Brown, no dia30 de junho; de Fafá de Belém, no dia6 de julho; deToquinho, no dia 13 do mesmo mês; de Lenine, em20 de julho; de Francis Hime, no dia seguinte,21 de julho; e de Diogo Nogueira, no último dia do festival,28 de julho.

A transmissão tem início já nestesábado (29/6),às 20h15,ao vivo, com a abertura do festival. Já no domingo (30/6), a apresentação é exibidaa partir das 11h30. Além disso, ao longo de sua grade, a emissora também levará ao ar gravações de apresentações que acontecerão durante todo o evento. Entre elas, aSinfonia dos Mil, executada pela Osesp; a da Filarmônica de Goiás; a de Nelson Freire; a da Orquestra de Barra Mansa; entre muitas outras. Confira todas as transmissões abaixo.

Programação

29/6, às 20h15 –Abertura OSESP – AO VIVO

30/6, às 11h30 –Jazz Sinfônica e Carlinhos Brown – AO VIVO

6/7, às 23h –OSESP - Sinfonia dos Mil

7/7, às 11h –Filarmônica de Goiás

6/7, às 16h30 –Jazz Sinfônica e Fafá de Belém – AO VIVO

13/7, às 23h –Nelson Freire

13/7, às 16h30 –Jazz Sinfônica e Toquinho – AO VIVO

14/7, às 11h –Orquestra de Barra Mansa

20/7, às 23h –Camerata do Festival

20/7, às 16h30 –Jazz Sinfônica e Lenine – AO VIVO

21/7, às 16h30 –Jazz Sinfônica e Francis Hime – AO VIVO

28/7, às 11h –Orquestra do Festival – AO VIVO

28/7, às 18h –Jazz Sinfônica e Diogo Nogueira – AO Vvo

Duo Camará no Projeto Som de Sábado


O Duo Camará lança neste junho de 2019 seu terceiro álbum: "Quinta Estação". O show acontece no Theatro Municipal, às 20h30. Permanecendo fiéis à proposta de multiplicidade construída ao longo do tempo, Victor Cremasco (voz) e Raphael Amoroso (violão) apresentam no EP Quinta Estação mais um mosaico de inspirações, texturas e ritmos da MPB.

"Quinta Estação" tem como mote uma história de encontros e desencontros que se passa dentro de uma utópica e paralela estação, para além do outono, inverno, primavera e verão. Para retratar as formas, cores, texturas, signos e sentimentos dessa (im)possível Quinta Estação, o Camará fez uma parceria com a Associação Laramara, convidando um grupo de artistas plásticos deficientes visuais a fazer uma pintura coletiva, dando vida assim à capa do disco. A exemplo de Bonsai (2015), "Quinta Estação" traz também participações especiais. Uma delas é Mah Mooni, cantora iraniana que chegou ao Brasil em 2012 para finalmente ter a liberdade de cantar, dançar e se vestir como quisesse. Mah Mooni é parte da Orquestra Mundana Refugi, formada por músicos brasileiros, imigrantes e refugiados de diversas partes do mundo, sob a direção musical de Carlinhos Antunes.

Os ingressos são deR$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia  -  para associados AMITE, terceira idade e estudantes).

Campeonato de breaking chega a SP com três dias de atividades sobre danças urbanas

O Red Bull BC Onerealiza pela primeira vez no Brasil uma edição do seu "Camp": imersão de três dias focada no breaking e em outros estilos de dança que nasceram nas ruas das grandes cidades. De 5 a7 de julho, o Centro Cultural São Paulo (CCSP)terá workshops, palestras, batalhas e a grande final nacional doRed Bull BC One, o maior campeonato de breaking 1x1 do mundo, com b-boys e b-girls de todo o país. Os vencedores dessa cypher garantem presença na final global a ser realizada na Índia, no dia9 de novembro. O evento chega num momento oportuno para a dança de rua no país e também globalmente, já que o breaking é um dos esportes cotados para fazer parte das Olimpíadas de Paris, em 2024

Além da cypher de São Paulo, que escolherá um b-boy e uma b-girl para a final doRed Bull BC Onenosábado, o evento promove outras batalhas de estilos como popping, house e hip-hop, todas valendo prêmios em dinheiro e com inscrições abertas e gratuitas. Os workshops, voltados principalmente para quem já tem experiência com dança, contemplam vertentes que vão da house ao passinho, estilo que surgiu nas favelas do Riode Janeiroe tornou-se sucesso no mundo inteiro devido à popularização do funk carioca.

Quem estará à frente das principais atrações doRed Bull BC One Camp Brazilsão as maiores estrelas do breaking mundial. Os b-boys Menno (da Holanda), Lil Zoo (da Áustria, atual campeão mundial) e Sunni (da Inglaterra) serão jurados de batalhas e farão apresentações para o público; além disso, Pelezinho e Neguin (único brasileiro a ganhar o troféu mundial doRed Bull BC One), dois heróis locais da dança de rua, também estarão deliberando nas batalhas, ministrando workshops e dançando com a galera.

O evento é gratuito tanto para quem vai competir quanto para quem só quer assistir às batalhas ou participar das oficinas. Os dançarinos devem procurar o guichê de inscrições no CCSP das 10h às 14h, no dia do evento para o qual pretende se inscrever. As vagas são limitadas e preenchidas por ordem de chegada.

Campeonato de breaking chega a SP com três dias de atividades sobre danças urbanas

O Red Bull BC Onerealiza pela primeira vez no Brasil uma edição do seu "Camp": imersão de três dias focada no breaking e em outros estilos de dança que nasceram nas ruas das grandes cidades. De 5 a7 de julho, o Centro Cultural São Paulo (CCSP)terá workshops, palestras, batalhas e a grande final nacional doRed Bull BC One, o maior campeonato de breaking 1x1 do mundo, com b-boys e b-girls de todo o país. Os vencedores dessa cypher garantem presença na final global a ser realizada na Índia, no dia9 de novembro. O evento chega num momento oportuno para a dança de rua no país e também globalmente, já que o breaking é um dos esportes cotados para fazer parte das Olimpíadas de Paris, em 2024

Além da cypher de São Paulo, que escolherá um b-boy e uma b-girl para a final doRed Bull BC Onenosábado, o evento promove outras batalhas de estilos como popping, house e hip-hop, todas valendo prêmios em dinheiro e com inscrições abertas e gratuitas. Os workshops, voltados principalmente para quem já tem experiência com dança, contemplam vertentes que vão da house ao passinho, estilo que surgiu nas favelas do Riode Janeiroe tornou-se sucesso no mundo inteiro devido à popularização do funk carioca.

Quem estará à frente das principais atrações doRed Bull BC One Camp Brazilsão as maiores estrelas do breaking mundial. Os b-boys Menno (da Holanda), Lil Zoo (da Áustria, atual campeão mundial) e Sunni (da Inglaterra) serão jurados de batalhas e farão apresentações para o público; além disso, Pelezinho e Neguin (único brasileiro a ganhar o troféu mundial doRed Bull BC One), dois heróis locais da dança de rua, também estarão deliberando nas batalhas, ministrando workshops e dançando com a galera.

O evento é gratuito tanto para quem vai competir quanto para quem só quer assistir às batalhas ou participar das oficinas. Os dançarinos devem procurar o guichê de inscrições no CCSP das 10h às 14h, no dia do evento para o qual pretende se inscrever. As vagas são limitadas e preenchidas por ordem de chegada.