Seg10262020

Last update04:54:45 PM

 

Back Você está aqui: Home :: Mais +++ Artigos AO ´GRANDE´ GALDINO

Artigos

AO ´GRANDE´ GALDINO

 

Mestre Galdino

Queria aqui deixar estas letras vindas de coração em favor da família de meu estimado amigo.

Família que ele tanto amou e sempre se referiu de ‘pai para pai’ com um carinho que sempre

apreciei tanto.

 

AO ´GRANDE´ GALDINHO,

Sebastião Álvaro Galdino

Meu amigo, meu fraterno de coração,

Quantas vezes falamos da finitude,

Mas hoje percebo ser mais simples falar do que vivê-la.

Perdi hoje um dos meus interlocutores preferidos,

Amizade é algo estranho.

A gente não precisa estar sempre junto,

Mas em pequenos momentos vivemos muito.

Sou homem já maduro,

Mas neste momento me sinto infante,

Não querendo crer que se faz ausente.

Diz o poeta: ‘a dor vai passar’,

Talvez tenha razão,

O que não passa é quem se justifica em significado,

E então meu estimado você não passa.

Dividimos um pouco dos tesouros da alma,

Então, me cabe a resignação,

Uma tristeza anestesiada,

De quem ainda caminha em momento finito,

Mas que tem esperança num além daqui.

Não posso lamentar, pois em mim brota gratidão,

Pela amizade, pelos bons conselhos, pelos diálogos,

De momento me sinto empobrecido,

Mas creio que é mera ilusão,

A verdadeira amizade sempre enriquece.

O tempo não será entrave.

Que esteja guardado na Luz.

Não existe distância para quem está em comunhão.

Sem despedida, nem até breve, nem adeus,

Pois sua ausência haverá de continuar ser presença.

Fraterno Abraço!