Seg12062021

Last update04:24:05 PM

Back Você está aqui: Home :: Mais +++ Artigos CRÍTICA DE FILMES: HIT THE ROAD E NO TAXI DO JACK

Artigos

CRÍTICA DE FILMES: HIT THE ROAD E NO TAXI DO JACK

   (Imagem Reprodução / Internet)

 

Com roteiro e direção de Panah Panahi diretor iraniano foi exibido na Cabine de Imprensa o filme Hit the Road. Conta a história de uma família caótica e afetuosa que aluga um carro e sai pelos interiores acidentados das estradas do Irã.

   Quatro pessoas compostas por um pai com a perna engessada, mãe que não contém as lágrimas, um jovem sempre quieto, um menino e um cãozinho doente prestes à morrer.

   Diretor foi preso na Irá por divergir da política do Governo e dos Aiatolás tendo que procurar asilo político.

   Por esse filme que deixa a impressão ao espectador de ser hermético de difícil compreensão relata a forma como Panahi avalia do estrangeiro seu país. Perna engessada do pai significa o engessamento da liberdade do povo iraniano; mãe lacrimosa oriunda das leis de submissão da mulher iraniana; o jovem sempre quieto da mordaça imposta sobre o regime para a juventude iraniana, quanto ao menino o diretor da vazão à liberdade de expressão visto que no filme a criança é falante, pergunta e quer saber o que se passa ao derredor; cãozinho doente demonstra uma sociedade doente emocionalmente.

    Essa família andante com o carro vai à uma aldeia isolada nas montanhas em busca da tradicional cultura perdida do Irã. Fotografado com esmero mostra as paisagens montanhosas e vales secos e áridos do interior do Irã. 

Serviço:

Filme: Hit the Road (Pegando Estrada)

Rot.\Dir. Panah Panahi

Premiado no Festival de Roterdã

Origem: Irã - Ficção - cor - 2021 

Avaliação: MUITO BOM

 

NO TAXI DO JACK

   O filme No Taxi do JACK conta a história de Joaquim Veríssimo Calçada um português emigrado para os Estados Unidos trabalhando como taxista em Nova York e outras cidades americanas.

   Após um tempo volta para Portugal tentando achar um emprego e nesse interregno de busca vai contando suas deliciosas impressões sobre o que viu nos states.

   Esse o "plot"! Essa obra cinematográfica surpreende pela excelente composição cênica

 com belíssimas tomadas panorâmicas de Portugal e interpretações de bons atores.

   Joaquim é um homem experimentado na vida, porém demonstra uma tristeza, uma melancolia na face que se exprime sobre a existência humana. Desperta um carisma no espectador que encanta a respeito do seu modo sincero de viver.

   Um filme de 73 minutos que expõe sentimentos e emoções da alma humana à perfeição.

   Roteiro e direção da cineasta Suzana Nobre trazem à Mostra uma obra consumada na cinematografia da história do cinema.  Fotografado habilmente por Paulo Menezes enriquecendo as belezas naturais de Portugal.

   Obra dosada com narração escorreita e interpretação de bons atores faz desse filme uma pérola a ser cultivada respeitavelmente por possuir os sentimentos do coração português.

SERVIÇO

Filme: No Taxi do Jack.

Origem: Portugal - Ficção - Cor - 73 min. - 2019

Dir.\Rot. Suzana Nobre

Fotografia: Paulo Menezes

Premiado no Festival de Berlim

Cotação: Excelente