Sab10192019

Last update03:32:00 PM

Copyright © 2019 Gazeta de São João. Todos os direitos reservados.
Designed by JoomlArt.com.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

 


Back Você está aqui: Home :: Mais +++ Evangelho do dia Dr. Chaves perde o mandado legislativo após confirmação de sentença criminal em 2ª Instância

Dr. Chaves perde o mandado legislativo após confirmação de sentença criminal em 2ª Instância

O Dr. Leonildes Chaves Jr., médico e vereador em segundo mandato, foi processado em ação proposta pelo Ministério Público, acusado de se valer de sua condição de vereador e conseguir remédios no Pronto Socorro Municipal. Na Justiça local, o Dr. Chaves foi condenado por peculato e condenado.

O médico e vereador recorreu da decisão, que foi parcialmente reconhecida pela 1ª Vara Camara Criminal do  Tribunal de Justiça.

Com a confirmação da condenação em 2ª Instância, o Dr. Nelson de Barros O´Reilly Filho, Promotor de Justiça Criminal de São João da Boa Vista, e Dr. Ernani de Menezes Vilhena Junior, Promotor de Justiça do Patrimônio Público  e Social da Comarca de São João da Boa Vista, enviaram correspondência ao Presidente da Câmara, Vereador Bira, solicitando que fossem tomadas as providências cabíveis. O Vereador Bira então, por ofício comunicou ao Vereador Chaves da extinção de seu mandato legislativo, conforme leis vigentes.

NA CÂMARA

O Dr. Chaves mesmo tendo sido avisado que não poderia mais atuar como vereador, e nem participar da sessão ordinária da noite desta segunda-feira, dia 30, foi até o prédio do Legislativo. A Polícia Militar foi acionada e compareceu ao prédio da Rua Antonina Junqueira onde estavam os vereadores, pessoas da comunidade, e também o Dr. Chaves. Depois de algumas conversas entre vereadores e o Dr. Chaves, o médico informou que registraria um boletim e ocorrência. O Dr. Chaves foi acompanhado pela equipe da ROCAM até o Plantão Policial, mas em dado momento o médico se ausentou, a equipe permaneceu no local aguardando sua presença, mas ele não retornou mais.

Na Câmara Municipal equipes da Polícia Militar permaneceram na entrada do prédio até o final da sessão, que transcorreu sem qualquer problema.

O Dr. Chaves ainda pode recorrer da decisão judicial e conseguir reverter a extinção de seu mandato legislativo.