Nos bastidores da notícia!

SESSÃO

Por causa do feriado de Finados, como sempre acontece nos feriados, a Câmara Municipal realizou sua sessão normal na terça-feira, quando foram aprovados três projetos com denominações de vias públicas, outro com normas de funcionamento de cemitérios municipais, prorrogação de prazo para adesão ao Programa de Pagamento Incentivado.

MAIS UMA

Entretanto, mais uma vez alguns poucos vereadores que não querem aprovar nada para a cidade se desenvolver, voltaram a “dar show”. Se comentava por ali que na manhã de terça-feira, os vereadores Elenice e João Henrique teriam pressionado o Presidente da Casa, Claudinei, para retirada de pauta de um projeto que cedia área para a UNIFAE.

RÁDIO

Mais uma vez, foram até a Rádio Piratininga que tem dado (alguns dizem que não se sabe por qual motivo, já que sempre primou, por décadas, pela seriedade no jornalismo) e novamente se tentou fazer “palanque”. Ou seja, querem ficar na mídia, já que serviço concreto em benefício do povo não tem o que apresentar. Se votaram a favor algum projeto bom, não foi por iniciativa deles.

OBEDIENTE

O Presidente Claudinei obedeceu, e o projeto não entrou na sessão, apesar de estar com pareceres das comissões e listado na na ordem do dia.

VOTADO

Mas os demais vereadores, no início da noite exigiram que o projeto voltasse para a pauta para ser votado. João Henrique e Leonildes Chaves saíram do Plenário para não votar. Vereadora Elenice foi atrás, mas voltou e seu voto foi computado como favorável e a área vai ser cedida ao UNIFAE.

O QUE É?

O projeto a pedido do UNIFAE solicitou uma área pequena, no terreno do CIC Santo André, para que possa utilizar e até construir equipamentos, para uso especialmente de sua Faculdade de Educação Física. Nada mais correto, pela proximidade do CIC e da Faculdade e ainda, por ser UNIFAE uma autarquia municipal.

ACADEMIA E LABORATORIO

O prédio vai ter ainda um laboratório e uma moderna academia que vai também beneficiar os atletas do Departamento de Esportes.

PALANQUE

Para fazer “palanque e barulho” João Henrique e Elenice vieram com a “estória” de que o assunto deveria ser debatido melhor “com a comunidade, com reuniões dos vereadores com o Prefeito, UNIFAE, população, etc.”. Absurdo. Dizendo ainda que se deveria “pensar num terreno maior” perto da UNESP.

CONTRA

Ou seja, se UNIFAE que pediu o terreno acha que aquele está bom, os vereadores não tem que achar se é bom ou não. Apenas votar. Quanto à área maior, num momento de crise em todo o País, faltando dinheiro para tudo, na administração pública, cortando varrição, diminuindo investimentos e cortando despesas, os “entendidos vereadores não apontaram de onde sairia o dinheiro”. Ou seja, são “do contra, por serem contra tudo da Administração”. Pensando na eleição do ano que vem.

PALANQUE

E quere palanque. Aí vem o voador “Número 02” e diz: não conseguiram público para a redução do salário de vereadores e agora buscam outros tablados.

SÓ COMENTA

Do outro lado da bancada, vereador Roberto Campos só observa e comentou com alguns vereadores se o PMDB não vai cobrar postura partidária como a vereadora Elenice cobrou do PSDB na questão de sua eleição a presidente da Casa.

ELEIÇÃO

Neste mês o Sindicato dos Servidores Municipais realiza eleição para sua nova Diretoria e concorrem duas chapas. Uma da atual Presidente, dona Mirtes, que se especializou em “fazer greve já que o candidato do seu partido perdeu a eleição em 2012”, além de ser acusada de ter “acabado com as reservas financeiras do Sindicato, conforme balancetes divulgados. A outra chapa é  liderada por Marcos Paulo Pereira.

ESTRANHO

Mas pessoas ligadas à chapa de oposição, estão achando estranho que pelo Regulamento Eleitoral feito ainda quando era Presidente, o vereador João Henrique, as eleições tem a direção de um Presidente (indicado, até aí tudo bem) mas que faz parte da chapa de situação. Será que vai ter mesmo imparcialidade no pleito?! Isso é correto? Não existe uma “pessoa neutra” para dirigir a eleição?!

ÉTICA

Depois que foi protocolado o pedido contra o Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, está “andando e já tem até relator”. E olhem que tudo acontece em Brasília. Mas na nossa Câmara que tem Comissão de Ética e várias denúncias teriam sido enviadas para até ela, não se tem notícia. Afinal, “terminou em pizza?”. Ou estaria tudo “engavetado”?

FATOS

Por aqui teve boletins policiais encaminhados para o Legislativo sobre a conduta de vereadores, alguns disseram “palavrões” no Plenário e até agora, nada. Coisa bem pior do que a “mentira do Presidente da Câmara Federal” em depoimento em Comissão de Inquérito.

FÁCIL

Nosso “voador nº 02” assistiu, ontem, entrevista do ex-Presidente Lula em canal de televisão, onde o mesmo discorria sobre a crise econômica do Brasil e parece que tudo é muito fácil de resolver. Em resumo, disse que com “crédito para grandes empresas produzirem e estendendo para as pequenas que fornecem materiais, o emprego fica garantido e a crise vai embora”. Será???? Os ministros da Dilma precisam saber disso.