Dom06162019

Last update10:08:50 AM

 


Back Você está aqui: Home Mundo

Mundo

Padre viúvo e pai de 7 filhos celebra a Santa Missa dos seus 100 anos de idade

Diocese de Rimini / Reprodução

E tem mais: todos os seus 4 filhos homens também são sacerdotes e uma das filhas é consagrada!

Comemorar 100 anos de idadejá é por si só uma graça especial; comemorá-los com Missa os torna mais especiais ainda; e comemorá-los como sacerdote, concelebrando você mesmo a Santa Missa, é especialíssimo!

Agora, que tal celebrar como sacerdote a Santa Missa do seu aniversário de 100 anos rodeado pelos seus filhos, dos quais quatro também são padres?

Pois foi este o caso, incrível e emocionante, do Padre Probo Vaccarini, o sacerdote mais idoso da diocese italiana de Rímini e o mais idoso de toda a Itália ainda em atividade: eles celebrou no dia  4 de junho, um século de uma vida ímpar!

Probo nasceu em 1919, mudou-se para a Rússia durante a Segunda Guerra Mundial, retornou à Itália, conheceu pessoalmente São Padre Pio de Pietrelcina, foi incentivado por ele a formar “uma santa e numerosa família”, conheceu Anna Maria Vannucci, casou-se com ela, teve com a esposa quatro filhos e três filhas e, após 18 anos de matrimônio, ficou viúvo em 1970, com apenas 51 anos de idade.

A partir de então, ele passou a se dedicar à Igreja com mais entrega ainda, sendo nomeado acólito e depois diácono permanente. Foi nesse contexto que ele começou a discernir a vocação sacerdotal– enquanto três dos seus filhos faziam o mesmo:Giovanni, Francesco e Giuseppe entraram no seminário e foram ordenados sacerdotes em 1979, 1981 e 1983. Em 1988, foi a vez dele próprio: Probo também se tornou padre! E se você pensa que essa abundância de consagração a Deus em família terminou por ali, saiba que, pouco depois do pai, o caçula Gioacchino também entrou no seminário e também foi ordenado sacerdote! Além disso, uma das três filhas de Probo se tornou leiga consagrada.

O Padre Probo é pároco da igreja de San Martino em Venti, Rímini, há 31 anos. A Diocese fez questão de celebrar o seu centenário de vida com Missa na catedral presidida pelo bispo dom Francesco Lambiasi.

Um dos filhos do sacerdote, o também Padre Giuseppe Vaccarini, testemunha que o pai sempre lhes transmitiu “a paixão pelo Senhor e pela nossa mãe, Maria, vivendo a vida cristã com entusiasmo e em dedicação plena, sem reservas“.

Arqueólogos descobrem ruínas do que seria a igreja cristã mais antiga do Egito

(Polish Centre of Mediterranean Archaeology UW, Research Centre in Cairo | Facebook | Fair Use)

Uma escavação das ruínas de uma antiga basílica cristã levou à descoberta do que os especialistas acreditam ser a igreja cristã mais antiga do Egito. A equipe, liderada pelo Dr. Krzysztof Babraj, do Museu de Arqueologia de Cracóvia, está esperançosa de que o novo sítio arqueológico possa oferecer novosinsightssobre a disseminação do Cristianismo através do Egito e da área circundante do Mediterrâneo.

Segundo o siteFirst News, a equipe polonesa trabalha desde 2000 no local das ruínas, no antigo porto de Tide, que servia a cidade de Alexandria. Eles, inclusive, já desenterraram uma capela funerária no mesmo local, o que rendeu uma das maiores coleções de fragmentos de cerâmica já encontrados no Egito.

Durante o apogeu do Império Romano, Marea serviu como uma movimentada cidade portuária no Lago Maeortis, agora conhecido como Lago Mariout. O porto estava a serviço de Alexandria e foi identificado por fontes sobreviventes como uma comunidade urbana rica, que entrou em declínio após a conquista árabe do Egito e acabou sendo abandonada após um terremoto.

A equipe diz que os restos da igreja que estão sob a basílica datam de meados do século IV. O Dr. Krzysztof declarou ao First News:

“No final da última temporada de pesquisas, encontramos sob o piso da basílica os restos de uma parede, que se revelaram ser as paredes externas de uma igreja ainda mais antiga. Este é um dos mais antigos templos cristãos descobertos no Egito até agora.”

Descobriu-se que a igreja que está debaixo da basílica foi construída com paredes em forma de cruz. As câmaras do edifício estavam completamente cheias de detritos da basílica arruinada e não foram exploradas até agora.

Com uma área de 22 por 13 metros, a igreja era ricamente ornamentada por azulejos policromados. Como a igreja foi construída a partir de calcário, a equipe foi capaz de determinar a idade do local a partir dos testes com a cerâmica encontrada dentro dela.

Se a data estiver correta, isso significaria que a antiga igreja seria do tempo em que Roma adotou o Cristianismo pela primeira vez. O fato de aparecer em uma cidade portuária de alto tráfego torna isso ainda mais significativo, pois pode ter sido um dos primeiros centros de evangelização do Mediterrâneo.

Casa da Moeda Real do Canadá comemora o 50º aniversário de Give Peace a Chance

Em 1969, a Plastic Ono Band (formada porJohn LennoneYoko Ono) gravou Give Peace a Chance, um hino contra as guerras para gerações de pacifistas e fãs da música em todo o mundo. A música foi gravada ao vivo na suíte do casal, no Queen Elizabeth Hotel, no centro deMontreal, onde John e Yoko se hospedaram durante o famoso protesto "Cama pela paz". Cinquenta anos depois, a Casa da Moeda registrou esse momento especial para história e para a música canadense em uma moeda de prata pura para celebrar o talento artístico e o ativismo social de Lennon e Yoko, em um acordo intermediado pela Epic Rights, o agente global de licenciamento deJohn Lennon.

"Por gerações de canadenses, a letra e a música deJohn LennoneYoko Onotem sido fonte de prazer e inspiração", comentou Marie Lemay, presidente e CEO da Casa da Moeda do Canadá. "Estamos entusiasmos por termos criado uma moeda em celebração do vínculo especial do Canadá com John e Yoko, e com sua mensagem perene em prol da paz." 

O desenho do verso da moeda de prata com 99,99% de pureza mostra uma reprodução da famosa fotografia em preto e branco, deIvor Sharp, de John e Yoko durante o Cama pela Paz, emMontreal, no final da primavera de 1969. Usando pijamas, sentados na cama, os dois têm rosas à mão, com os conhecidos sinais da paz, feitos à mão, ao fundo. O anverso traz a efígie da Rainha Elizabeth II, deSusanna Blunt.

Serão emitidas 9.999 moedas para todo o mundo, as quais serão comercializadas por 99,99 dólares canadenses. 

Em 1969, a Plastic Ono Band (formada porJohn LennoneYoko Ono) gravou Give Peace a Chance, um hino contra as guerras para gerações de pacifistas e fãs da música em todo o mundo. A música foi gravada ao vivo na suíte do casal, no Queen Elizabeth Hotel, no centro deMontreal, onde John e Yoko se hospedaram durante o famoso protesto "Cama pela paz". Cinquenta anos depois, a Casa da Moeda registrou esse momento especial para história e para a música canadense em uma moeda de prata pura para celebrar o talento artístico e o ativismo social de Lennon e Yoko, em um acordo intermediado pela Epic Rights, o agente global de licenciamento deJohn Lennon.

"Por gerações de canadenses, a letra e a música deJohn LennoneYoko Onotem sido fonte de prazer e inspiração", comentou Marie Lemay, presidente e CEO da Casa da Moeda do Canadá. "Estamos entusiasmos por termos criado uma moeda em celebração do vínculo especial do Canadá com John e Yoko, e com sua mensagem perene em prol da paz." 

O desenho do verso da moeda de prata com 99,99% de pureza mostra uma reprodução da famosa fotografia em preto e branco, deIvor Sharp, de John e Yoko durante o Cama pela Paz, emMontreal, no final da primavera de 1969. Usando pijamas, sentados na cama, os dois têm rosas à mão, com os conhecidos sinais da paz, feitos à mão, ao fundo. O anverso traz a efígie da Rainha Elizabeth II, deSusanna Blunt.

Serão emitidas 9.999 moedas para todo o mundo, as quais serão comercializadas por 99,99 dólares canadenses. 

Theresa May anuncia renúncia como premiê do Reino Unido

Reuters/T. Melville

Depois de quase três anos à frente do governo, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciou nesta sexta-feira (24/05) que deixará o cargo de líder do Partido Conservador em 7 de junho e, consequentemente, não será mais primeira-ministra do Reino Unido. Com a decisão, anunciada em meio às eleições para o Parlamento Europeu, May sucumbiu às exigências de correligionários conservadores de abrir caminho para que um novo chefe de governo tente quebrar o impasse sobre o Brexit.

"Vou renunciar como líder dos conservadores e unionistas na sexta-feira, 7 de junho, para que um sucessor possa ser escolhido", disse May, em coletiva de imprensa diante da residência oficial em Downing Street.

"É e sempre será um motivo de profundo pesar para mim que eu não fui capaz de finalizar o Brexit", afirmou May. "Agora está claro para mim que é do melhor interesse do país que um novo primeiro-ministro lidere esse esforço."

May informou ter comunicado a rainha Elizabeth 2ª que permanecerá no cargo de primeira-ministra interina até que um novo líder de governo seja escolhido, um processo que provavelmente levará várias semanas. A conservadora afirmou ter sido uma "honra" servir como primeira-ministra do Reino Unido por quase três anos. "Sou a segunda mulher chefe de governo, mas certamente não serei a última", finalizou, visivelmente emocionada, antes de retornar à residência oficial .

As eleições europeias estão sendo interpretadas no Reino Unido como um referendo tanto sobre o Brexit quanto sobre a capacidade de May realizar sua principal tarefa. Uma pesquisa do instituto de opinião YouGov mostrou na quarta-feira que o Partido do Brexit, de Farage, possui o apoio de 37% do eleitorado britânico.

O grupo de liberais-democratas pró-europeus vem em segundo lugar, com 19%. O Partido Trabalhista, principal legenda de oposição, contou com 13%, e os conservadores de May vieram em quinto lugar, com apenas 7% da intenção de votos.

 

Mais uma governadora sanciona lei contra o aborto

 

Lei de Proteção da Vida Humana do Alabama (HB314), que proíbe o aborto  em quase todas as circunstâncias naquele Estado norte-americano – “quase” porque o aborto ainda permaneceria legal em caso de grave risco de morte da gestante, foram sancionadas. As punições para quem praticar aborto ilegal serão aplicadas aos médicos, não às mães.

Kay Ivey, a governadora, declarou: “Hoje sancionei a Lei de Proteção da Vida Humana do Alabama, um projeto de lei que foi aprovado por maioria absoluta em ambas as casas do Legislativo. Para muitos dos que aprovam este projeto de lei, é um testemunho poderoso da convicção, profundamente arraigada nos cidadãos do Alabama, de que toda vida é preciosa e de que toda vida é um dom sagrado de Deus”.

Ivey aproveitou para saudar “os autores do projeto de lei, a deputada Terri Collins e o senador Clyde Chambliss, pela sólida liderança nesta importante questão“.

Além de desafiar a decisão da Suprema Corte que legalizou o aborto nos Estados Unidos em 1973 a partir do famoso caso “Roe versus Wade“, a nova lei do Alabama se junta a iniciativas já efetivadas em outros Estados do país, como a Geórgia, que também restringiu em dias recentes a prática do aborto.

Google corta laços com Huawei em meio a guerra comercial entre EUA e China

O gigante norte-americano de tecnologia Google, cujo sistema operacional Android está instalado smartphones do mundo todo, começará a suspender suas relações com a fabricante chinesa Huawei, informaram fontes locais citadas pela agência Reuters. A medida vem em meio à guerra comercial entre Estados Unidos e China e é uma consequência da decisão do presidente Donald Trump de incluir a Huawei em uma "lista negra", vetando seu uso por motivos de segurança nacional e dificultando que a companhia chinesa adquira componentes nos EUA para fabricar os aparelhos.

Como efeito do rompimento com o Google, a Huawei deve perder parcialmente a licença para as atualizações do sistema operativo Android.

De acordo com a agência de notíciasBloomberg, além do Google, outras companhias, como Intel, Qualcomm e Broadcom também devem se desligar da Huawei.

Em resposta, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Lu Kang, disse que o país apoia suas empresas, inclusive "por vias legais para defender seus direitos legítimos". Já a Huawei anunciou que continuará "fornecendo as atualizações de segurança e os serviços pós-venda a todos os smartphones e tablets Huawei e Honor, tanto no mercado chinês quanto globalmente".

"A Huawei deu uma contribuição substancial ao desenvolvimento e ao crescimento do Android em todo o mundo. Como um dos principais parceiros globais do Android, trabalhamos de maneira estreita com sua plataformaopen source para desenvolver um ecossistema que trouxe benefícios tanto para os usuários quanto para a indústria. Continuaremos construindo um ecossistema de software seguro e sustentável", garantiu a empresa chinesa.

Um porta-voz do Google também informou que a empresa está "avaliando as repercussões" e que garantirá o funcionamento dos sistemas para os atuais usuários. "Para os usuários dos nossos serviços e Google Play, continuarão funcionando nos dispositivos da Huawei existentes".

Polícia invade embaixada da Venezuela em Washington


A polícia de Washington invadiu nesta quinta-feira (16/05) a embaixada da Venezuela nos EUA que estava ocupada por ativistas para impedir que o enviado do deputado de direita Juan Guaidó, autoproclamado presidente venezuelano, assumisse o posto de embaixador. 

Pelo Twitter, o chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, condenou a atitude do governo norte-americano e afirmou que os EUA "descumprem suas obrigações da Convenção de Viena e violam os direitos humanos dos ativistas que tem protegido nossa embaixada com nossa autorização".

O ministro das Relações Exteriores se refere ao artigo 22 da Convenção de Viena que prevê que locais de missão diplomática não podem receber agentes de segurança locais sem autorização do Estado em questão.

Arreaza ainda disse que "a moral" dos ativistas é "mais poderosa que a força repressiva" da polícia e que Caracas aguarda para avaliar suas respostas baseadas no direito internacional.

Pela manhã, uma das fundadoras do movimento Code Pink, Medea Benjamin, que estava dentro do prédio da embaixada, denunciou a entrada da polícia na embaixada. "A polícia invade a embaixada da Venezuela para prender ilegalmente o Coletivo de Proteção de Embaixadas violando a Convenção de Viena; rompendo o Direito Internacional", disse a ativista pelo Twitter.

A ocupação se iniciou para impedir que Carlos Vecchio, apontado pelo deputado de direita Juan Guaidó, autoproclamado presidente da Venezuela, assumisse o cargo de embaixador do país nos EUA.

Desde que se iniciaram as manifestações na embaixada, grupos a favor de Guaidó, se concentraram do lado de fora do edifício e chegaram a protagonizar atos violentos para impedir o abastecimento de comida no prédio.

As autoridades norte-americanas já cortaram a energia e a água da embaixada, que estava vazia desde que o governo de Nicolás Maduro rompeu relações com Washington, no dia 23 de janeiro, após Guaidó se autoproclamar presidente.

"Terceiro Estado"

Na última quarta-feira, o embaixador da Venezuela na ONU, Samuel Moncada, propôs às Nações Unidas nesta quarta-feira (16/05) a participação de um terceiro Estado para proteger a embaixada venezuelana em Washington. O diplomata ainda explicou que o Estado protetor assumiria a embaixada venezuelana em Washington com a responsabilidade de cuidar da delegação diplomática, bens e arquivos.

Pequim diz que vai tomar 'contramedidas' após tarifaço dos EUA sobre produtos chineses entrar em vigor

EFE/ Aleksandra Plavevski

Fábriga em Donnguam, na China

A China lamentou "profundamente" nesta sexta-feira (10/05) a decisão dos Estados Unidos de aumentar de 10% para 25% as tarifas aplicadas para as importações do gigante asiático no valor de US$ 200 bilhões e anunciou que terá que adotar "as contramedidas necessárias".

Em um comunicado divulgado poucos minutos após o anúncio dos EUA, o Ministério do Comércio da China disse que as negociações comerciais com Washington "estão em desenvolvimento" e espera que ambas as partes "trabalhem juntas para resolver os problemas existentes por meio da cooperação e do diálogo".

A nota do Departamento de Comércio não diz mais nada, embora na quinta-feira (09/05), seu porta-voz, Gao Feng, já tenha anunciado que a China tinha "a determinação e capacidade de defender seus interesses" e advertiu que tomaria as medidas necessárias caso se concretizasse o aumento das tarifas.

"Uma escalada nos atritos comerciais não beneficia nem os dois países nem o mundo", disse o ministério.

A entrada em vigor hoje do aumento de tarifas para mais de 5.000 produtos chineses, anunciado no último domingo (05/05) por Trump, é um balde de água fria sobre as conversas mantidas desde quinta entre China e EUA em Washington, para tentar encerrar a guerra comercial.

O vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, que chefia a delegação do país asiático, deixou a reunião ontem apenas uma hora e meia depois do início, segundo o jornalSouth China Morning Post. O ato foi interpretado como um sinal de que as negociações não estariam no caminho certo. As conversas deviam prosseguir nesta sexta, embora ainda não está claro que a delegação chinesa estará disposta a continuar nas condições atuais.

Na semana passada, outra rodada de negociações conduzidas pelos EUA foi realizada em Pequim pelo secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, que declarou que elas haviam sido "muito produtivas".

Vôo diário para Lima anuncia a partir de dezembro

Plaza de Armas, em Lima (John Coletti/Getty Images)

 

 A GOL anunciou a ampliação de sua malha internacional com operações regulares paraLima, noPeru. Este será o 15º destino fora do Brasil que a GOL atenderá, a partir de dezembro de 2019, com voos diários diretos partindo do aeroporto de Guarulhos,