Sab01202018

Last update11:37:43 AM

Back Você está aqui: Home Mundo Americano diz que Arca de Noé pode estar mesmo na Turquia

Mundo

Americano diz que Arca de Noé pode estar mesmo na Turquia

Monte Ararate em Agri, na Turquia

Na Bíblia consta que a Arca de Noé se firmou nas montanhas turcas de Ararate no 150º dia do dilúvio. Agora, um explorador norte-americano declara que, em breve, revelará provas de que a Arca de Noé está mesmo na Turquia.
Em 2010, um grupo de exploradores cristãos afirmou ter encontrado vestígios do navio bíblico na montanha. Contudo, a pesquisa foi descartada por especialistas, segundo os quais não há provas reais de que a alegação correspondesse à verdade.
Agora, uma expedição norte-americana trabalha na mesma região e acredita ter novas provas de que os restos da Arca de Noé se encontram no local, conhecido como a “Anomalia do Ararate”.
A comunidade científica recebeu a nova reivindicação com algum entusiasmo, durante um Simpósio Internacional que reuniu mais de 100 especialistas de todo o mundo, durante três dias, no Monte Ararate, na Turquia.
Raul Esperante, professor do Geoscience Research Institute, que pertence à Igreja Adventista dos EUA, disse que o objetivo é “visitar os locais em torno da montanha com o objetivo de encontrar pistas sobre eventos catastróficos do passado”.
A expedição norte-americana, liderada por Esperante, trabalha na mesma região mas não exatamente no mesmo local onde, em 2010, um grupo de arqueólogos chineses e turcos afirmaram ter desenterrado a Arca de Noé.
De acordo com o Express, o arqueólogo afirma que seu principal objetivo é “descobrir e compartilhar uma compreensão da natureza e seu relacionamento com a Bíblia”.
Oktay Belli, professor e arqueólogo da Universidade de Istambul e membro do Instituto Turco de História Antiga, concorda com Esperante e está convencido de que “a Arca de Noé e o Dilúvio não são um mito, mas sim um evento real, mencionado em diferentes livros sagrados”.
Já Andrew Snelling, cientista cristão que trabalha com o ministério Answers In Genesis, explica que “vários cientistas procuraram pela arca e a maioria deles se concentraram no Monte Ararate, onde se sabe que existe uma estrutura de madeira enterrada sob toneladas de sedimentos”.
No entanto, assegura que a dificuldade de encontrar provas inequívocas pode ser uma consequência de uma interpretação errada. “O dilúvio foi uma catástrofe global que mudou totalmente a geologia da Terra, e a superfície do planeta continuou a mudar desde então. Talvez a geologia do local não permita que achemos os restos da Arca de Noé.”
Esperante afirma que é preciso ter em atenção que o Monte Ararate é uma estrutura vulcânica e que existem camadas de lava e cinza datados da época posterior à do Dilúvio.
“O monte Ararate é um vulcão ‘pós-diluviano’, que continuou a entrar em erupção. Como geólogo bíblico não espero encontrar a Arca de Noé no alto do Monte Ararate, mas há outras evidências ao redor”, explica.
O geólogo garante que o resultado das descobertas será publicado em breve, mas diz ser ainda muito cedo para dar uma palavra final. “Quando a comunidade científica reconhecer a existência da Arca de Noé no Monte Ararate, podemos disponibilizar tudo que encontramos ao público em geral”, concluiu.