Sab10192019

Last update03:32:00 PM

Copyright © 2019 Gazeta de São João. Todos os direitos reservados.
Designed by JoomlArt.com.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

 


Back Você está aqui: Home Mundo Goleiro Alisson, Sílvia Grecco e o filho Nickollas venceram o Prêmio FIFA

Mundo

Goleiro Alisson, Sílvia Grecco e o filho Nickollas venceram o Prêmio FIFA

Fotos REUTERS/FLAVIO LO SCALZIO

O Titular do Liverpool e da seleção brasileira, Alisson Becker foi eleito o melhor goleiro do mundo da última temporada. A escolha foi anunciada durante o The Best, premiação da Fifa realizada em Milão, na Itália. Alisson, que recebeu o prêmio das mãos de Marta, bateu o compatriota Ederson, do Manchester City, e o alemão Ter Stegen, do Barcelona. O brasileiro de 26 anos de idade foi um dos principais nomes do Liverpool na última temporada. Campeão da Liga dos Campeões com atuações sólidas, ele também fez parte de uma defesa que levou apenas 22 gols na última edição do Campeonato Inglês - média de 0,56 por jogo - e não foi vazada em 21 duelos.

A brasileira Silvia Grecco, mãe do palmeirense Nickollas, conquistou o prêmio Fifa Fan Award, concedido aos torcedores que se destacaram no ano. Devido à deficiência visual do garoto, Silvia o acompanha em jogos do Palmeiras e narra cada lance da partida para ele. A brasileira concorreu ao prêmio junto com a torcida holandesa da Copa do Mundo de Futebol Feminino e contra o uruguaio Justo Sánchez

"Nós estamos aqui representando nosso time, o Palmeiras, todos os torcedores do Brasil, todos os torcedores do mundo, todos que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida dessas pessoas. É muito amor, muita dedicação e o simples gesto de narrar o jogo para meu filho, tivemos a oportunidade de um jornalista brasileiro, Marco Aurélio Souza [do Grupo Globo], nos ver com o coração. Nossa história rodou o mundo", disse após receber o prêmio. "Agradeço à Fifa por poder falar para o mundo do futebol que a pessoa com deficiência existe e precisa ser amada e incluída. (fotos REUTERS/FLAVIO LO SCALZIO)