Ter12012020

Last update03:03:51 PM

 

Back Você está aqui: Home Mundo ‘Se o vírus circula na comunidade, pode entrar na escola’, diz OMS

Mundo

‘Se o vírus circula na comunidade, pode entrar na escola’, diz OMS

Domingos Peixoto / Agência O Globo

 

A líder técnica do programa de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, afirmou que a escola está vulnerável ao novo coronavírus. Portanto, a  reabertura de escolas deve ser realizada com cautela e planejamento.
Ela explicou que a escola não está imune à Covid-19 por estar fechada. Mas que se a comunidade ao redor é impactada, logo o ambiente escolar também é.

"Escolas não operam em isolamento. Se o vírus circula na comunidade, há uma possibilidade de que entre na escola", afirmou a especialista.

Segundo ela, entende-se a necessidade de as escolas reabrirem. Contudo, isso deve ser feito de maneira em que todos os presentes estejam protegidos. Logo, as instituições precisam se planejar e fazer adaptações para conseguir retomar as atividades.

No Brasil, o posicionamento sobre o retorno da voltas às aulas é misto. Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB)  adiou o retorno das atividades presenciais para 7 de outubro . Antes, estavam marcadas para 8 de setembro.

O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicano), se posicionou diversas vezes sobre a reabertura de escolas . Na ocasião, chegou a afirmar que “crianças são imunes” ao novo coronavírus . No entanto, foi barrado pela Justiça . Caso a ordem seja descumprida, renderá multa de R$ 10 mil por dia.

O prefeito da cidade de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, já reconheceu que pode não ser possível retomar às aulas sem que haja uma vacina primeiro . Ele afirmou ainda que as aulas remotas não são proveitosas, já que aumentam a desigualdade social no município.

Por outro lado, o ex-secretário da gestão de Luiz Henrique Mandetta, Wanderson de Oliveira, afirmou que não se deve esperar vacina para que aulas sejam retomadas . Ele compartilha da fala de Maria, afirmando que é necessário fazer um planejamento de retorno para que se possa retomar a atividade escolar.

A única capital a retomar as aulas presenciais, até o momento, é Manaus, no estado do Amazonas. Na última semana, cerca de 100 mil alunos do ensino público retornaram às atividades presenciais . Mas foram registradas aglomerações e greves de professores.