Sab12162017

Last update02:23:11 PM

SANTA_CASA_PROP_1.jpg

Back Você está aqui: Home Polícia

Polícia prende suspeito de aplicar furtos com golpe do test-drive


 (A imagem da câmara de seurança é do suspeito pouco antes de finalizar um dos golpes)

O homem suspeito de aplicar o golpe do test-drive em concessionárias de carros de algumas cidades no interior de São Paulo foi preso em sua casa na cidade de Vinhedos pela polícia de Itu no dia 2 de dezembro e identificado como Robério Bracalentti.

Ele é suspeito de ter praticado furto mediante o golpe do test-drive em várias lojas do interior, inclusive em uma revendedora de São João da Boa Vista.

Em Itu aplicou o golpe se apresentando como advogado. O suspeito negociava com o dono da loja e depois de ganhar a confiança dos empresários saia com o carro escolhido para fazer o test-drive e sumia.

Em São João da Boa Vista o falso comprador se apresentou como fazendeiro e saiu da loja com uma caminhonete avaliada em R$ 100 mil.

Além de São João e Itu, o suspeito também teria furtado carros de concessionárias nas cidades de Americana e São Carlos.

A polícia agora está investigando a relação dos crimes

SSP registrará “chassi” de bicicletas nos boletins de ocorrência

 

 O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, anunciou na quinta-feira (25) a publicação de uma resolução que visa determinar a inclusão do número de série registrado no quadro das bicicletas nos boletins de ocorrência de roubo e furto. A medida será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) nas próximas semanas.
   O cadastro desse dado será semelhante ao que hoje ocorre com os celulares roubados e furtados, que têm o seu número de identificação, o IMEI (International Mobile Equipment Identity), incluídos nos BOs. Desta forma, além de inibir esse tipo de crime, a iniciativa ajudará a polícia a identificar o proprietário da bicicleta quando ela for recuperada.
   O número que está gravado no quadro da bicicleta vai constar no sistema do Detecta e o patrulheiro, quando estiver na rua com o TMD [tablet], e fizer uma abordagem, consultando o número do chassi da bicicleta, vai poder verificar se a bicicleta é lícita ou não, se é produto de um furto ou roubo, e apreender a bicicleta. Se o número do quadro da bicicleta estiver adulterado, esse fato já justificará a possibilidade de o objeto ser apreendido e levado a uma delegacia de polícia. No distrito policial, a equipe poderá verificar os registros criminais da região relacionadas a bicicletas com as mesmas características.
   A inclusão desse número não será obrigatória para o registro da ocorrência, porém, as pessoas serão aconselhadas e estimuladas a registar e guardar em casa o número de série para “permitir essa identificação da bicicleta caso ela seja recuperada”.

Batalhão da PM implanta videoconferência


O 24º Batalhão de Polícia Militar do Interior, sediado em de São João da Boa Vista, implantou o sistema de vídeoconferência para tratar de assuntos operacionais e administrativos. 

A videoconferência consiste em uma discussão em grupo ou entre duas pessoas quando os participantes estão em locais diferentes na mesma cidade ou em cidades diferentes, mas podem ver e ouvir uns aos outros como se estivessem reunidos em um único local.

Os sistemas interpessoais de videoconferência possibilitam a comunicação em tempo real entre grupos de pessoas, independente de suas localizações geográficas, em áudio e vídeo simultaneamente.

Esses sistemas permitem que se trabalhe de forma cooperativa, compartilhando informações e materiais de trabalho sem a necessidade de locomoção geográfica.

A maioria das videoconferências atuais envolvem o uso de uma sala em cada localidade geográfica, dotada de uma vídeocâmera especial e facilidades para apresentação de documentos.

O Comandante do Batalhão, Coronel Monteiro informou que a área do Batalhão é muito extensa, uma vez que compreende 16 Municípios, e a vai trazer economia de tempo, evitando o deslocamento físico para um local específico; economia de recursos, com a redução dos gastos com viagens; além de ser mais um recurso de pesquisa, já que a reunião pode ser gravada e disponibilizada posteriormente. 

Senhora perde R$ 80 mil no golpe do Bilhete Premiado

Na quinta-feira desta semana (14) uma senhora entregou a um casal de estelionatários a quantia de R$ 80 mil reais, depois de cair no golpe do bilhete premiado.

A vítima contou que caminhava pela Avenida João Osório, perto das 12h30, quando um homem se aproximou e pediu uma informação. O desconhecido queria saber se a vítima conhecia um senhor que tinha um comércio de roupas usadas nas proximidades daquele local. O homem afirmou que residida em Vargem Grande do Sul e que este comerciante era  seu amigo e o ajudaria a receber um bilhete que estava premiado, uma vez que ele não sabia ler e escrever e nem tinha documentos.

Enquanto a abordagem acontecia, surgiu uma mulher loira, cabelos com reflexos, corte tipo chanel - mais curto na nuca e mais comprido na frente - que entrou na conversa e disse também não conhecer o comerciante que o homem procurava. Na verdade, a moça loira e o homem que dizia ter um bilhete premiado eram comparsas, pois os estelionatários sempre agem em duplas.

No desenrolar da conversa, o desconhecido propôs as duas mulheres que elas o ajudassem a receber o prêmio do bilhete premiado e assim ele daria as duas uma certa quantia do valor a título de recompensa. As duas afirmaram que não queriam recompensa para ajudá-lo, e o larápio então afirmou que elas precisariam provar a ele que tinham dinheiro pois ele tinha medo que elas ficassem com todo dinheiro quando recebesse o prêmio na Caixa Federal.

Conversa vai e conversa vem, o casal acabou convencendo a vítima e todos foram para a casa da senhora que pegou todo seu dinheiro, entrando no carro dos meliantes, de cor preta.

Os três foram então até o centro da cidade, o carro foi estacionado e as duas mulheres se dirigiram até a agência da Caixa Federal. Atravessaram o jardim da praça e quando já estavam chegando, a mulher loira cabelo chanel pediu à vítima para voltar ao carro e perguntar ao homem o nome de seus pais porque no banco iriam perguntar sobre os seus dados pessoais.

A vítima voltou ao local onde o carro foi estacionado e já não encontrou o homem que dizia ser o dono de um bilhete premiado; foi então atrás da mulher loira que também já tinha desaparecido.

A senhora só restou acionar a polícia e contar como ficou sem R$ 80.000,00 em dinheiro.

PM prende quadrilha que roubou 114 sacas de café


Na noite de domingo, dia 10 de julho, perto das 20h00, seis desconhecido, encapuzados e armados, invadiram o Sítio da Glória e renderam um jovem e seus pais. Em seguida os meliantes renderam o proprietário do sítio e sua esposa, parentes dos primeiros reféns. As vítimas foram imobilizadas e dois assaltantes armados ficaram vigiando os reféns, enquanto seus comparsas recolheram as sacas de café que estavam estocadas na propriedade, colocando-a na carroceria de um caminhão.

Depois do “serviço” os assaltantes ainda comeram a vontade o que encontraram na residência da família, e fugiram com o café e roubaram ainda um Gol, duas motos, uma camionete F-4.000 e cerca de R$ 2.400,00 em dinheiro.

Na fuga logo os meliantes abandonaram o Gol. Já madrugada de segunda-feira, dia 11, perto das 2h00, as vítimas conseguiram se soltar e imediatamente avisaram a polícia do ocorrido.

TIROTEIO

Os PMs Borges e Cabral foram destacados a atender a ocorrência de roubo, e no caminho em direção ao Sítio da Glória avistaram a camionete F-4.000 roubada da propriedade, ocupada por dois homens. Iniciou-se uma perseguição até que os meliantes abandonaram o veículo, atiraram em direção aos Policiais Militares que revidaram, para em seguida entrarem por uma mata.

O apoio aos PMs chegou, e as buscas aos assaltantes no interior da mata teve início.

ABANDONADO

Um dos assaltantes foi encontrado ferido e preso. O homem havia sofrido ferimentos ao cair da moto e por isso foi deixado para trás na fuga por seus companheiros, mas confessou participação no assalto e deu as primeiras informações sobre seus comparsas.

Com um dos meliantes presos o trabalho dos Policiais Militares seguiu em frente, e as diligências se basearam principalmente em suas informações à policia.

ARMAS E MAIS PRISÃO

Já na segunda-feira, durante o dia, a equipe de Policiais Militares chegaram a Vargem Grande do Sul, onde localizaram uma residência onde foi presa uma mulher que guardava as armas utilizadas no assalto: dois revolveres calibre 38 e 32, uma espingarda e uma espada ninja.

Mais interrogatório e mais pistas levaram os Policiais Militares a prenderem, ainda em Vargem Grande do Sul, outros dois integrantes da quadrilha, em suas respectivas diligências.

MINAS E RECEPTADOR

Com base em mais informações os Policiais Militares seguiram para Minas Gerais. Em Andradas conseguiram encontrar e prender mais três integrantes do bando que invadiu e aterrorizou os proprietários do Sítio da Glória.

Com os seis meliantes presos, a PM continuou trabalhando e acabou também identificando e localizando o receptador do café na cidade de Ibitiura de Minas, onde o caminhão e 114 sacas de café foram recuperadas, assim como parte do dinheiro roubado da casa do agricultor.

Todos os envolvidos, as sacas de café, armas e veículos foram apresentados na Delegacia de Polícia. O bando teve prisão temporária decretada e foram encaminhados à Cadeia Pública.

Além dos PMs Borges e Cabral, trabalharam rapidamente para solucionar o roubo das sacas de café o Tenente Ciampone, Sargento Cardoso, Sargento Ederaldo, PMs Carvalo, Reily e Gabriel.