Ter05222018

Last update02:45:45 PM

 


Back Você está aqui: Home Polícia Ligação com o PCC faz número de policiais civis presos ser o maior em 4 anos

Ligação com o PCC faz número de policiais civis presos ser o maior em 4 anos

(com informações de Luis Adorno, do UOL)

O ano de 2017 registrou a prisão de 92 policiais civis no Estado de São Paulo, o maior número desde 2014. Os dados são da própria Polícia Civil e foram obtidos pelo UOL via Lei de Acesso à Informação. O crime de associação ao tráfico, que normalmente está relacionado com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), foi o que mais levou agentes para a prisão.

Nos últimos quatro anos, o número de policiais civis presos quase dobrou: passou de 51 para 92 no período, uma alta de 80%. Em 2017, os crimes que teriam sido mais praticados foram: associação ao tráfico, corrupção, organização criminosa, extorsão e embriagues ao volante.

Antes de 2017, o crime que mais levava policiais civis para a cadeira era extorsão – 15 em 2016. No ano passado o número de policiais suspeitos por terem praticado esse tipo de crime caiu para 7.

O número de policiais civil em janeiro de 2018, é de 29.853. Ou seja, os 92 presos no ano passado representam 0.3% do total da corporação.

Dos 92 presos no ano passado, ao menos 39 teriam algum tipo de ligação com o crime organizado, segundo a Policia Civil – 31 responderam por associação ao tráfico de drogas e 8 por organização criminosa.

Dos 31 suspeitos de associação ao tráfico, 30 foram detidos em novembro, numa operação do Ministério Publico, em São José dos Campos, sob suspeita de colaborar com o PCC.

Pelo crime de homicídio, 12 policiais civis foram presos nos últimos quatro anos. No mesmo período, 183 pessoas foram mortas por policiais civis no Estado em supostos confrontos ocorridos durante o serviço ou em folga. No mesmo período, 66 policiais civis foram mortos.