Grupo tinha drogas enterradas e até usavam documentos falsos. Presos pela PM


 

A Polícia Militar, em ação que teve início na noite do dia 13 de dezembro, terminou por apreender grande quantidade de droga – Maconha, Crack e Cocaína – com um grupo que estava no Pesqueiro Progresso, localizado na SP 342, entre São João e Águas da Prata, e também numa residência do Jardim Recanto do Jaguari, apontada por um dos envolvidos.

O trabalho da PM teve início quando a equipe de Força Tática foi solicitada para apoiar o policiamento de Águas da Prata no patrulhamento pela área rural com vistas aos autores de um roubo ocorrido na vizinha Estância. Os PMs haviam recebido informações que suspeitos estavam no “Pesqueiro Progresso”. Na propriedade rural, numa das casas foi localizado três homens, todos residentes em São João, e com um deles encontrado a quantia de R$ 810,00. Um dos suspeitos apresentou ainda uma identificação que levantou suspeitas dos PMs, e ao ser questionado acabou confessando que utilizada o documento falso porque era foragido da justiça.

Os Policiais Militares estiveram ainda na sede do pesqueiro onde encontraram o quarto homem, de 28 anos.

Na casa do pesqueiro que o grupo ocupava foram encontrados 5 aparelhos celulares com mensagens sobre o tráfico de drogas, e ainda de ter drogas enterradas na propriedade.

Sobre este fato, um dos homens abordados acabou por informar local onde as drogas estavam enterradas, levando a equipe policial até um cafezal ao lado da casa, entregando à equipe policial 1 Tijolo de Maconha e 1 Tijolo de Crack que estavam em baixo de um pé de café no meio a algumas folhas.

Enquanto os PMS desenvolviam o trabalho, chegou ao local um homem que dirigia um Fiat de placa DQK 1902 que apresentou uma CNH  falsa que foi logo percebida pelos policiais. O homem então afirmou ser A.R.B., 29 anos, e que utilizada o documento falso pois estava procurado pela justiça.

Como um dos envolvidos citou sua companheira, os PMS também fizeram digilências na casa indicada no Jardim Recanto do Jaguari, local onde localizaram e apreenderam um celular, 104 Pedras de Crack já embaladas separadamente e pronta para venda sobre um rack no quarto do casal, e dentro do guarda-roupas uma balança de precisão, e ainda 2 pinos de Cocaína que estavam sobre uma mesa num dos quartos.

CACHORRA “BABI”

Diante dos fatos que havia droga escondida no meio do cafezal, e nas mensagens dos celulares referência a drogas enterradas na propriedade, foi solicitado apoio ao Canil da GCM de Mogi Guaçu, e compareceu no pesqueiro o GCM Fernando e a Cachorra “Babi” para realizar uma vistoria na plantação.

“Babi” então localizou 1 pedra bruta de  Crack e 1 porção grande de Cocaína.

Todos os envolvidos na ocorrência foram encaminhados ao plantão policial onde a autoridade policial ratificou a voz de Prisão em Flagrante Delito em desfavor dos infratores da lei pelos Crimes de Tráfico de Drogas e Associação ao Tráfico e de Uso de Documento Falso e Captura de Procurado. Todos foram recolhidos à Cadeia Pública à disposição da Justiça.