Qui07092020

Last update11:55:17 AM

 

Back Você está aqui: Home São João Bispo Diocesano divulga decreto sobre o retorno das celebrações nas igrejas

São João

Bispo Diocesano divulga decreto sobre o retorno das celebrações nas igrejas


Nesta terça-feira, 2 de junho, o Bispo Diocesano Dom Antônio Emídio Vilar divulgou um decreto sobre o retorno das celebrações públicas com restrições sanitárias nas igrejas.

O documento traz também um Protocolo para orientar os párocos das medidas necessárias para o retorno gradual das celebrações eucarísticas públicas e dos outros sacramentos na Diocese de São João da Boa Vista. As medidas elencadas no Protocolo seguem as normas sanitárias para a prevenção da covid-19, e teve como base o protocolo adotado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)com adaptações para a realidade diocesana e contou também comassessoria jurídica e sanitária.

No documento Dom Vilar também ressalta que o Governador do Estado de São Paulo emitiu orientações sobre as flexibilizações econômicas progressivas, e que elas devem também ser orientadas de acordo com as características de cada município.

O retorno gradual das Celebrações Litúrgicas em todo o território diocesano deve acontecer a partir de 13 de junho de 2020, e Dom Vilar recomenda que os padres nomeados que representam os 18 municípios da Diocese entreguem comunicação da decisão aos Prefeitos Municipais.

No Decreto Dom Vilar dispensa do preceito dominical as pessoas do grupo de risco e orienta que elas participem da celebração transmitida pelos meios de comunicação sociais. E ainda que as igrejas podem ficar abertas durante o dia para visita individuais de oração ou adoração ao Santíssimo Sacramento, desde que se observem os requisitos determinados pelas autoridades de saúde. Os fiéis devem ser orientados a não tocarem em qualquer imagem ou objeto expostos

PROTOCOLO

O Protocolo divulgado oferece normas de acesso às igrejas para a celebração dos sacramentos. Nas Missas os fiéis no interior da igreja deve ser no máximo 30% da capacidade do templo, observando-se rigorosamente a distância mínima de segurança, portas, janelas e vitrôs abertos, uso de máscara de proteção, disponibilizar álcool gel nas portas de entrada e saída da igreja, e fica proibido a distribuição de quaisquer folhetos para a celebração eucarística.

A celebração do sacramento da Crisma permanece suspensa momentaneamente.

O Batismo deve ser agendado com duas ou três crianças no máximo, com a presença dos pais e padrinhos, limitando-se a presença de fiéis.

Os casamentos devem acontecer com o número máximo de participantes permitido para o templo, e as alianças deverão ser manipuladas exclusivamente pelos noivos.

As peregrinações, procissões, festas, romarias, concentrações religiosas, acampamentos e outras atividades similares em grandes grupos, passíveis de forte propagação da epidemia, continuam suspensas até novas orientações.