Dom01242021

Last update05:45:05 PM

 

Back Você está aqui: Home São João

São João

OS POMBOS NA FEIRA LIVRE


 

Um galpão coberto no Bairro do São Benedito há algum tempo é utilizado para abrigar vários eventos, como a Feira Livre dos domingos e da quinta-feira à noite, a Feira Gastronômica que deixou de ser realizada devido a pandemia, eventos culturais, etc. Uma conquista, um espaço importante. No entanto o local tem um problema que se arrasta há alguns anos, e apesar das reclamações, ele persiste. Os pombos infestam o local e provocam muita sujeira. Mas o mais preocupante é que as aves também são problema de saúde, pois transmitem muitas doenças.

AS AVES

Feirantes relatam que além das fezes no chão do local, elas caem do algo mesmo nos dias das feiras, e atingem as bancas e alimentos. E muitas vezes, até pessoas e os próprios comerciantes são atingidos e precisam trocar camisas, providenciar limpeza nas mercadorias expostas.

Há ainda registros que os pombos lá de cima, conseguem acertas com suas fezes os consumidores. Há poucas semanas atrás, uma senhora comprou milho verde numa das barracas e pronto, foi “premiada”.

Feirantes montam suas barras no final da tarde e noite de sábado para a feira de domingo. Alguns deles contam que precisam cobrir a banca e os alimentos com um plástico grosso, e no domingo de madrugada quando chegam para iniciar o trabalho, o plástico está sujo de fezes das aves. Um deles até mostrou o plástico sujo guardado sob a banca e contou que sua mãe o lava todas as vezes que a feira termina para ser usado na próxima, e assim evitar que frutas, verduras e vegetais precisem ser descartados pois foram contaminados com as fezes dos pombos.

E tem mais, há pombos que morrem lá no alto, e com o passar dos dias com a decomposição natural, os restos podres começam a cair aqui embaixo. Ou então ninhos das aves que vão se desprendendo aos poucos e caindo nas pessoas, nas bancas e no chão.

MUITAS RECLAMAÇÕES

As reclamações, assim como o problema dos pombos, também já perduram há alguns anos. E foram feitas na Prefeitura Municipal e levadas ao conhecimento do Departamento de Meio Ambiente, Vigilância Sanitária e no Centro de Zoonoses. Um procedimento foi aberto na Prefeitura Municipal, mas segundo um dos feirantes depois de anos, arquivado, sem qualquer providência, dos departamentos municipais acionados, ou das providências que os próprios departamentos elencaram para solucionar o problema, dos pombos e saúde pública.

Uma das medidas seria da colocação de telas para impedir a entrada dos pombos. Atualmente elas já existem, mas estão velhas, muito furadas, e pelos vãos as aves dominam na parte interna do telhado da feira. O processo aberto por um dos feirantes na prefeitura foi arquivado e assim o problema continua.

Outra medida, esta adotada, foi a lavagem do piso da Feira Livre, que tem sido realizada, mas que não resolve o problema da permanência dos pombos no local.

MEIO AMBIENTE

João Gabriel de Paula Consentino, Diretor do Departamento de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento, nesta semana informou que reconhece o problema que ocasiona os pombos que habitam no telhado da Feira Livre. E informou que apesar de estar ciente do problema e das reclamações, que tudo será definitivamente solucionado em breve.

Para evitar que os pombos continuem vivendo entre a tela atual, toda danificada pelo tempo e o telhado, uma nova tela, mas forte e recomendada para esta situação será colocada. João Gabriel esclareceu que a tela é importada e por este motivo a demora na aquisição através de uma licitação pública. E garantiu que ela foi adquirida e o trabalho de instalação da nova tela vai ser iniciado na próxima semana.

Outra providência do departamento, segundo o Diretor, será atender as recomendações da Vigilância Sanitária, como a colocação de placas no interior da Feira Livre sobre a obrigatoriedade de uso de máscara pela população e feirantes, álcool em gel disponível nas bancas, e ainda de proibição da entrada de animais no recinto da feira, inclusive os que são levados pelos consumidores e carregados no colo.

E mais, João Gabriel reiterou que a lavagem do interior da Feira, das escadarias, dos banheiros tem sido feita regularmente, e a medida tem sido realizada com mais critério em função da pandemia.

Assim, agora é esperar a próxima semana, para finalmente ver se o problema dos pombos na Feira Livre, de saúde pública, seja solucionado.

Independência do Brasil: mantido o Altar da Pátria e cancelado o Desfile de 7 de setembro


A pandemia provocada pelo coronavírus também provoca mudanças nas comemorações da Independência do Brasil. O desfile cívico-militar de 7 de setembro foi cancelado. Mas o Altar da Pátria, montado na Praça Cel Joaquim José foi mantido, mas de forma diferente e sem a presença do público e dos estudantes, como aconteceu nas últimas décadas.

No Altar da Pátria, dia 1º de setembro, haverá solenidade na parte da manhã, às 8h00 com Hasteamento das Bandeiras, execução do Hino Nacional e acendimento da Pira pelo Tiro de Guerra.

O ato contará durante a Semana da Pátria com a presença de duas diretoras de escolas da rede municipal, três representantes do Departamento de Educação, três representantes do Lions, três atiradores e o chefe de instrução do TG e um membro do Gabinete da Prefeitura.

No final da tarde, em todos os dias da Semana da Pátria, a partir das 18h, será ligada uma cascata de luzes das cores verde e amarela nas janelas da Escola Joaquim José. O ornamento ficará aceso até meia noite.  

Mesmo com a realização do evento nos períodos da manhã e noite, o trânsito da Avenida Dona Gertrudes seguirá sem alteração.   

Liga Acadêmica da UNIFAE adere à Campanha Agosto Dourado

Além de um gesto de amor, a amamentação é um dos períodos mais importantes na vida de um bebê, pois é a forma pela qual ele recebe os anticorpos da mãe, que o protegem contra diversas doenças. Segundo o Ministério da Saúde, a amamentação é fundamental para coibir a diarreia e infecções, principalmente as respiratórias, além de ser um excelente exercício para os músculos da face, necessário para facilitar a respiração, promover a boa dentição e o desenvolvimento da fala.

Entretanto, há casos em que a mulher enfrenta muitos desafios, como dor e lesões, entre outros problemas que podem estar relacionados à pega inadequada do bebê. Para orientar e tirar dúvidas sobre o procedimento correto, diversas organizações se uniram e criaram a campanha Agosto Dourado.

Na UNIFAE, este trabalho está sendo feito pela Liga Acadêmica de Pediatria e Puericultura (LAPP), composta por alunos e professores do curso de Medicina. Por meio nas redes sociais da Instituição, durante o mês de agosto, a agremiação estudantil está divulgando uma série de informações relacionadas ao tema.

“A ciência preconiza que o aleitamento materno deve ser o único alimento do bebê até os seis meses de idade. Após este período, ele continua sendo muito importante para o desenvolvimento da criança, que simultaneamente começa a ter acesso a alimentos variados. Recomenda-se, porém, que amamentação seja mantida até os dois anos de idade, pelo menos”, destaca Isabela Nascimento dos Santos, estudante do 6º. semestre.

Porém, este processo pode ser atrapalhado por questões físicas, por isso é muito importante que, diante de qualquer dificuldade, a mãe procure a orientação de um profissional da saúde. Quando adequadamente informada, ela pode usufruir com muito mais tranquilidade e alegria deste momento que contribui também para fortalecer o   vínculo afetivo com o bebê.

Para saber mais sobre a campanha, bem como conferir todas as orientações para a pega correta, basta acessar as páginas: https://www.instagram.com/lapp.medfaee www.instagram.com/unifae. A campanha Agosto Dourado também se tornou pauta de uma reportagem especial da TV UNIFAE, que pode ser conferida no endereço: https://www.youtube.com/user/UNIFAEoficial.

Futuro reitor da UNIFAE inspira estudantes com sua história de vida


Convidados pelo SESI para integrar o “Projeto de vida: Profissões”, os professores da UNIFAE estão realizando uma série de encontros com os estudantes do Ensino Médio, realizados no formato de webinar.

No dia 10 de agosto, para tratar do tema “Perseverança nos estudos e fé no futuro”, o convidado especial foi o pró-reitor administrativo da UNIFAE, Prof. Dr. Marco Aurélio Ferreira. No bate-papo mediado pelo Prof. Me. Marcus Alvarenga, coordenador do curso de Pedagogia da UNIFAE, Marco Aurélio falou sobre sua trajetória profissional e motivou os alunos com sua história de vida.

Tendo iniciado como aluno, depois professor e membro da reitoria, ele se prepara para assumir a maior responsabilidade profissional de sua carreira, quando se tornar reitor da UNIFAE, a partir de setembro. “É muito importante se manter firme nos estudos, ser perseverante nos propósitos e aproveitar bem as oportunidades que o trabalho oferece.”, declarou. “E contar um pouco da história que me trouxe até aqui reaviva a memória de pessoas e fatos, vivências e exemplos que não vou esquecer jamais. É também uma oportunidade de falar da gratidão que tenho a todos que me ajudaram nesta caminhada.”

Respondendo ao questionamento do mediador Marcus Alvarenga, que enfatizou a importância de continuar investindo nos sonhos e na formação educacional apesar da crise, Marco Aurélio enfatizou que esta pandemia não deve segurar ninguém: “ De fato, ela está servindo para que o Ensino Superior se atualize de maneira definitiva, para que os novos ingressantes encontrem na UNIFAE tudo aquilo que vão precisar para fazer a transição para o futuro. Somos um pouco diferentes de outras instituições de ensino, sempre focados na humanização, no acolhimento aos alunos, na transparência. Então, trazemos este diferencial que tem atraído estudantes de mais de 40 cidades da região, que encontram aqui o conhecimento e incentivo necessários não só para buscar a realização de seus sonhos profissionais, mas também atenção e cuidado com suas demandas pessoais. Temos muito orgulho disso.”

“Projeto de vida: Profissões”

Criado em 2019, por Aldenice Oliveira, bibliotecária da rede SESI, o projeto tem o intuito de auxiliar os estudantes do Ensino Médio a programar estratégias de estudo para alcançar a meta profissional almejada. Neste momento de isolamento social, os encontros acontecem no formato de webinar e a UNIFAE foi convidada a contribuir com a participação de professores das diversas áreas que estão transferindo conhecimento e inspirando os alunos com suas trajetórias.

Live sobre a COVID-19


Nesta quarta-feira, 19, a partir das 16h00, o Conselho da Mulher Empreendedora da Associação Comercial (ACE) realiza uma live com Heloísa Aparecida Trafani, diretora do Departamento de Saúde, e Ludimila Barros Zan, Chefe do Serviço de Epidemiologia. O evento terá transmissão pelo Facebook, na página da Associação Comercial (www.facebook.com.br/acesaojoao) e terá como pauta o estado atual da pandemia da Covid-19 em São João, além de informações sobre prevenção e também sobre o trabalho desenvolvido pelos departamentos locais de Saúde e Epidemiologia.
O Conselho da Mulher Empreendedora é mantido pela Associação Comercial e busca empoderar, conectar, inspirar e informar empreendedoras de São João da Boa Vista, favorecendo a troca de experiências, a expansão da rede de contatos e a aquisição de novos conhecimentos, auxiliando-as na evolução de seus negócios.


Live – “O Coronavírus em São João”
Data: 
Quarta-feira, dia 19/08
Horário: 16h
Onde assistir: 
www.facebook.com.br/acesaojoao

Poupatempo inicia a reabertura gradual de suas unidades. Em São João será no dia 10 de setembro

A partir da próxima quarta-feira (19/08), o Poupatempo inicia a reabertura gradual de unidades de atendimento do programa. Os agendamentos para quem precisa realizar serviços presenciais estará disponível no portal (www.poupatempo.sp.gov.br) e aplicativo (Poupatempo Digital) sempre um dia antes da reabertura dos postos.  

Outra novidade é que a partir de agora o Poupatempo vai incorporar os atendimentos prestados pelo Detran.SP. Todas as cidades que têm postos do Poupatempo passarão a realizar serviços relacionados à CNH, veículos e infrações do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo nas unidades do Poupatempo.   

As datas de inicio dos atendimentos presenciais será nas cidades que estão nas fases 2 e 3 (laranja e amarela) do Plano São Paulo, e com fluxo de pessoas equivalente a 30% da capacidade de cada unidade.  

Pelo cronograma divulgado, o Poupatempo de São João será reaberto no dia 10 de setembro. Nesta mesma datar reabre também o posto do programa na cidade de Mogi Guaçu. O posto instalado em Aguaí será reaberto, segundo o cronograma divulgado, no dia 23 de setembro.

Essa primeira etapa de reabertura irá priorizar apenas o que houver exigência presencial, como primeira emissão de CNH e expedição de RG, por exemplo. Atualmente, 70% dos serviços oferecidos pelo Detran.SP e 50% dos que são prestados pelo Poupatempo já estão disponíveis online. Mais de 200 serviços estão sendo digitalizados pelo Poupatempo.  

Prefeitura instala galerias de águas pluviais no prolongamento da Avenida Isette

A movimentação de caminhões e máquinas da Prefeitura de São João da Boa Vista no trecho de prolongamento da Avenida Isette Corrêa Fontão, imediações do campus da Unesp, tem sido intensa em razão do avanço das obras de construção do Spani Atacadista -- previsão de inauguração em outubro -- e Dom Hotel – em fase de terraplanagem.  

As obras estão sendo executadas em 800 metros lineares da via pública por funcionários do Departamento de Obras e Serviços Públicos, com a colaboração de equipamentos da rede atacadista.  

Os serviços incluem a instalação de tubos de concreto com as medidas de 270 metros (0,40 cm de diâmetro por 1,50 m de comprimento), 222 metros (0,60 cm por 1,50 metros), 450 metros (0,80 cm por 1,50 metros), 183 metros (1,00 m por 1,50) e 26 tampões de ferro fundido para assentamento nas caixas de captação de águas pluviais.

O cronograma elaborado pelo Departamento de Gestão e Planejamento Urbano consiste em terraplanagem, instalação de galerias, guias e sarjetas, pavimentação, sinalização de trânsito (sistema de retorno), calçadas, iluminação Led e arborização na pista de caminhada. 

O prolongamento da Avenida Isette (com duas mãos de direção) vai permitir ao motorista que vier das regiões do Jardim Ipê e Parque dos Resedás, sentido bairro DER, a opção de seguir adiante sem a necessidade de acessar à Rodovia SP/342. Quanto a alça viária, as obras continuam dependendo de autorização do governo estadual.

As melhorias na via pública fazem parte da infraestrutura oferecida pela Prefeitura para os dois importantes empreendimentos que estão se instalando em São João, com a proposta de geração de empregos.

.

Artigo científico de estudante da Unifeob é publicado em livro de anatomia


 

O trabalho já havia recebido menção honrosa em um congresso da Sociedade Brasileira de Anatomia



Ter seu trabalho publicado em um livro é um reconhecimento para poucas pessoas. Na Unifeob, a estudante Amanda Curcio de Lima, do curso de Medicina Veterinária, conseguiu. Ela contou com a ajuda da professora de Morfofisiologia, Celina Mançanares, que a orientou durante o processo. Todo o conteúdo está disponível on-line: o artigo científico “Estudo das características morfológicas do ducto arterioso em fetos bovinos” pode ser encontrado no capítulo 9 do livro “O Estudo da Anatomia Simples e Dinâmico”, da editora Atena, na página 58.





Amanda se diz honrada por ter contribuído com um capítulo de livro. “É um sentimento muito grande de conquista e dever cumprido, pois foi fruto de um trabalho árduo, muito produtivo e desenvolvido com seriedade”, conta. O convite para a publicação foi feito após apresentar o estudo em um seminário do XXVIII Congresso Brasileiro de Anatomia e XXXIX Congresso Chileno de Anatomia da Sociedade Brasileira de Anatomia, realizado em João Pessoa – PB em 2018, onde recebeu menção honrosa. “A sensação de poder disseminar o conhecimento não tem preço”, defende a estudante.



“É uma forma de transmitir o conhecimento de informações que servirão de base para outras pesquisas e complemento de material para aulas. Para os estudantes, é importante para melhorar o currículo e facilitar a entrada em programas de residência e mestrado, além de ampliar o conhecimento em várias vertentes”, afirma a professora. “E para o Centro Universitário é um reconhecimento de grande valia, pois enfatiza a qualidade da Unifeob na formação de profissionais capacitados”.



Produção do artigo

Tema de iniciação científica, a pesquisa foi desenvolvida por um ano. “Para a coleta de materiais de estudo, acompanhamos a rotina de um frigorífico da região”, relembra Celina. O material era levado ao Laboratório de Morfologia da Unifeob para ser dissecado e preparado para o processamento e confecção das lâminas histológicas. “A gente avaliava no microscópio para analisar alterações ocorridas na estrutura ao longo do desenvolvimento fetal”, explica.



Com os dados obtidos, Amanda produziu o relatório final e escreveu o artigo científico. “Adquiri uma experiência incrível e tive a oportunidade de trabalhar com diversas áreas da Medicina Veterinária. Analisar os dados e as imagens e comparar com a literatura existente exigiu muito cuidado”, relata. Ela destaca que a orientação foi indispensável. “A professora Celina foi minha orientadora desde o começo do curso, nossos encontros eram quase diários. Ela sempre me apoiou, incentivou e mostrou como aproveitar todas as oportunidades”.



Segundo as pesquisadoras, o estudo poderá auxiliar nas áreas clínica e cirúrgica por conter a análise de aspectos anátomo-topográficos do ducto arterioso desde sua formação até seu fechamento, além de fornecer conhecimento básico sobre aspectos morfofisiológicos capazes de ancorar o desenvolvimento de novos ramos de pesquisa acerca desta estrutura. “É uma contribuição científica muito relevante, aborda temas importantes e escassos da morfologia do ducto arterioso em bovinos”, ressalta a professora Celina.

Recursos para artistas através da Lei Aldir Blanc


A Secretaria de Cultura e Economia Criativa abriu prazo para recebimento de sugestões de chamadas públicas com utilização dos recursos que serão disponibilizados para o Estado de São Paulo por meio de Lei Federal que prevê ajuda emergencial ao setor cultural por conta dos impactos da pandemia do novo coronavírus. Para o Estado de São Paulo, estão previstos R$ 264,1 milhões, dos quais cerca de R$ 52 milhões serão destinados a chamadas públicas de apoio a projetos culturais, prêmios e aquisições de bens e serviços destinados “à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, de desenvolvimento de atividades de economia criativa e de economia solidária, de produções audiovisuais, de manifestações culturais, bem como à realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais e outras plataformas digitais”.

A Lei Aldir Blanc em São Paulo

Conhecida como Lei Aldir Blanc, a Lei Federal 14.17/20, é o primeiro mecanismo federativo de investimento em cultura. Dos R$ 3 bilhões previstos, 264,1 milhões serão destinados para o Estado de São Paulo e R$ 302,1 milhões para os municípios paulistas

Profissionais ligados ao setor artístico-cultural, incluindo entidades de São João da Boa Vista, podem participar de um cadastro voltado ao mapeamento cultural do município. A proposta é para que o interessado seja incentivado a elaborar projetos, editais e políticas públicas para ser beneficiado com recursos financeiros.

Os formulários para cadastramento estão disponíveis no site da Prefeitura de São João (www.saojoao.sp.gov.br) até 14 de agosto. Após essa data, o procedimento deve ser feito pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (19) 3636-4953 ou 3636-4872, até o dia 20 de agosto. Podem participar agentes culturais, grupos, coletivos e espaços culturais.

Na edição do Jornal Oficial de São João, de quarta-feira, 4 de agosto, foi publicado o Decreto nº 6.502, que institui no Departamento de Cultura a Ficha Cadastral ao Mapeamento Cultural do Município para os mais diversos segmentos culturais e artísticos.

“Os dois cadastros foram elaborados para mapear e diagnosticar os agentes culturais, espaços, grupos e coletivos de São João, além de iniciarmos o processo para estarmos aptos ao recebimento e, posteriormente, a aplicação dos recursos oriundos da Lei Federal (nº 14.017) Aldir Blanc de Auxílio Emergencial ao Setor Cultural, de 29 de junho de 2020”, explicou o assessor do diretor municipal de Cultura, Carlos Augusto Castilho.

Podem se inscrever trabalhadores de cultura, empresas do setor artístico-cultural e entidades com ou sem CNPJ, como pontos de cultura, territórios, coletividades, grupos, frentes, agremiações, conjuntos e espaços.

“O que sabemos até momento é que o Governo de São Paulo ficará responsável pelo pagamento do auxílio emergencial aos artistas e trabalhadores da cultura (através dos CPFs), a princípio em 3 parcelas de R$ 600 reais, e os municípios ficarão responsáveis pelo repasse dos recursos aos espaços culturais, grupos, coletivos, com ou sem CNPJ, em três parcelas de R$ 3 mil a 10 mil reais, dependendo da realidade e da necessidade de cada um deles”, explicou Castilho.

Como preencher

Na introdução de cada cadastro há uma apresentação a quem se destina e como ele deve ser preenchido. O processo consiste no preenchimento de formulários, dependendo da área.  

O primeiro formulário, para Agente Cultural, é destinado a quem atua em segmentos artísticos e culturais como cadeia produtiva e formação nos espaços culturais, incluindo artistas, contadores de histórias, produtores, técnicos, curadores, oficineiros, professores de escolas de artes, entre outros.

O segundo formulário é direcionado a responsáveis por grupos, coletivos, espaços culturais e empresas do setor artístico-cultural. O preenchimento do formulário não garante o recebimento de benefícios previstos na referida Lei, pois os cadastros passarão por rigorosa avaliação.

O pagamento emergencial aos agentes culturais (Pessoas Físicas) não será de responsabilidade do Departamento de Cultura de São João. A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo informou que utilizará todas as informações dos cadastros.

 “A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo já informou que utilizará as informações dos cadastros (ou parte delas) para compor também o cadastro estadual e posteriormente o pagamento do auxílio a estes trabalhadores da cultura. Por isso, também, é de fundamental importância a abertura deste cadastro dos agentes culturais, além da questão do nosso mapeamento e banco de dados dos artistas locais”, finalizou o assessor.