Dom01242021

Last update05:45:05 PM

 

Back Você está aqui: Home São João

São João

Pedagogia UNIFAE realiza pesquisa para identificar demandas da Educação


O objetivo é entender o novo cenário e fornecer subsídios para a tomada de decisões

O curso de Pedagogia UNIFAE e o Departamento de Educação de São João da Boa Vista se uniram para realizar uma pesquisa com familiares dos estudantes da Educação Infantil e das séries iniciais do Ensino Fundamental. O objetivo é identificar a percepção dos mesmos sobre as atividades oferecidas de modo remoto, verificar qual a expectativa sobre um eventual retorno às atividades presenciais, bem como levantar outros aspectos inerentes ao período de confinamento social provocado pela pandemia da COVID-19.

O estudo será dirigido pelo Prof. Me. Marcus Alvarenga, coordenador do curso, e pela Profa. Me. Maria Luísa Cardoso Souza, responsável pela disciplina de “Estatística e indicadores da Educação”, que será ofertada no próximo semestre.

A pesquisa será realizada por meio de formulários virtuais e questionários impressos que serão entregues às famílias, juntamente com o material de estudos que recebem das escolas.

“Este projeto vem nos ajudar muito porque já era algo que tínhamos ideia de fazer.”, destaca Maria Helena Angelini Santana, diretora do Departamento de Educação de São João da Boa Vista. “A atual situação de pandemia exige que a gente redirecione nossas decisões dia a dia, então esta pesquisa vai nos permitir conhecer a opinião dos pais, saber quem concorda ou não com uma possível volta do filho à escola em setembro, como está prevendo o governo estadual. Também vamos ter dados importantes para avaliar a eficiência do ensino remoto e fazer as adequações necessárias. Recomendo que os outros municípios façam o mesmo, já que a UNIFAE está abrindo esta possibilidade a toda a região.”

Caberá aos estudantes de Pedagogia UNIFAE a construção de todo o processo de estudo e estatística da pesquisa, que resultará em importantes subsídios para nortear as decisões dos Departamentos de Educação quanto à conduta futura.

"Vivendo em tempos de transformação permanente, acredito que o papel social do estudante de Pedagogia é de fundamental importância, pois caberá a ele exercitar o papel fundamental de protagonista da Educação, tanto como professor engajado nas práticas em sala de aula como na realização da gestão escolar. Ouvir as famílias e colaborar com os municípios é uma das melhores maneiras de formar o educador do novo mundo.", enfatiza Marcus Alvarenga.

As cidades que tiverem interesse na realização deste estudo gratuito, podem entrar em contato com a coordenação do curso de Pedagogia UNIFAE, pelo WhatsApp (19) 99636-3097 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Delegacia Seccional entrega cobertores ao Fundo Social

 

Na tarde desta sexta-feira, 31 de julho, o Delegado Seccional Paulo Cezar Junqueira Hadich promoveu uma solenidade para entregar ao Fundo Social de Solidariedade de São João da Boa Vista, 679 cobertores que foram coletados com o trabalho dos policiais civis da cidade, e que agora serão distribuídos à famílias de baixa renda cadas tradas na Prefeitura Municipal. O ato de entrega das doações reuniu, além do Delegado Seccional, funcionários da Polícia Civil, a presidente do Fundo Social de Solidariedade Solange de Camargo Carvalho e a diretora de Assistência Social Eliane Buciman de Lima Rossi.

“O inverno é uma estação que a pessoa necessitada sente na pele. Quero agradecer a Seccional porque desde que assumi o Fundo como presidente sempre houve essa parceria. Esse ano, por causa da pandemia do coronavírus, a gente fez somente essa campanha de arrecadação cobertores”, disse a primeira-dama Solange.   

O delegado Paulo Cezar Junqueira Hadich está deixando a chefia regional da Polícia Civil, transferido para Rio Claro. A partir de segunda-feira, 3 de agosto, assume o comando da Seccional o delegado Luís Carlos Duarte.

“Foi uma experiência maravilhosa. Vim com a missão de voltar a polícia civil para investigação e conseguimos fazer esse trabalho em todas as cidades da sub-região. A produtividade melhorou bastante. Esperamos que o delegado Duarte dê continuidade ao trabalho. Quero agradecer a todo apoio que recebi.”

Motorista do Rápido Sumaré fazem curso sobre Covid-19


Motoristas que atuam no transporte urbano de São João da Boa Vista receberam os certificados do curso on-line com o tema: “Covid-19 - Proteja seus Passageiros”. O curso teve carga horária de quatro horas e foi ministrado para todos os motoristas da Rápido Sumaré, concessionária que atua no transporte urbano do município e que faz parte do Grupo Belarmino.

O curso à distância abordou quais os procedimentos para o atendimento seguro dos clientes do transporte coletivo de passageiros e também como os motoristas devem se proteger da Covid-19. As aulas foram organizadas pelo Sest/Senat (Serviço Social do Transporte e Serviço Social de Aprendizagem do Transporte).

A empresa organizou as inscrições dos funcionários, que contaram com toda a orientação do Sest/Senat para o acesso às aulas, que puderam ser acompanhadas por meio de computadores ou telefones celulares.

Ações contra a Covid-19

As empresas do Grupo Belarmino, ao longo da crise do novo coronavírus, implantaram diversas medidas como forma de proteção aos funcionários e também aos Clientes do transporte coletivo, contra a Covid-19, como o uso de máscaras, as quais foram confeccionadas por funcionários das diversas garagens do grupo, dentro dos setores de tapeçaria.

O grupo também intensificou a higienização dos veículos, ministrou palestras sobre a Covid-19 para os funcionários, colocou informativos internos e dentro de todos os veículos da frota e distribuiu álcool gel 70% aos colaboradores.

“As medidas até o momento surtiram efeito, pois nenhum dos nossos funcionários contraiu a covid-19”, ressalta Paulo Barddal, diretor de Comunicação da empresa.

Teresinha Pedrosa esclarece condenação do Tribunal Eleitoral


A ex-vereadora Teresinha Pedrosa, pré candidata a prefeita nas eleições deste ano, publicou em sua rede social um esclarecimento sobre uma condenação que sofreu da Justiça Eleitoral, referente à prestação de contas nas eleições de 2018 quando foi candidata a deputada. No texto Teresinha lamenta que a decisão do Tribunal Eleitoral esteja sendo usada por seus opositores para divulgar “mentiras, fake news e fazendo de tudo para tentarem me calar ou fazer com que eu desista de meu objetivo. Jamais me submeti a este tipo de pressão e afirmo que NUNCA ME FARÃO DESISTIR!”

Teresinha no texto também confirma a decisão da Justiça Eleitoral, e explica que houve falhas contábeis no lançamento das informações no Sistema de Prestação de Contas, e por isso recebeu uma multa. E divulga que ingressou com pedido de parcelamento do valor e aguarda manifestação da Advocacia-Geral da União para que o juiz defira o pedido.

O PROCESSO

A questão principal foi a Prestação de Contas relativas a Campanha Eleitoral de 2018, sobre omissões entre as informações constantes da prestação de contas e as constantes da base de dados da Justiça Eleitoral; gastos eleitorais irregulares pagos com recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha e do Fundo Partidário. A prestação de contas da então candidata foi desaprovada por unanimidade e determinou o recolhimento de uma multa no valor de R$ 58.000,00.

O julgamento teve a participação dos Desembargadores Carlos Eduardo Cauduro Padin (Presidente), WaldirSebastião de Nuevo Campos Junior e Nelton Agnaldo Moraes dos Santos; e dos Juízes José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro, Marcus Elidius Michelli de Almeida, Mauricio Fiorito e Afonso Celso da Silva.

O relator do processo, Dr.Mauricio Fiorito em seu relatório ressalta que a então candidatadeixou “transcorrer in albis o prazo para manifestação acerca das diligências requeridas” e apontou o que considerou irregular na prestação de contas do fornecedor Facebook Serviços Online do Brasil Ltda: apuradas divergências entre as informações relativas às despesas com impulsionamento de conteúdo na internet constantes da prestação de contas, no valor total de R$ 10.000,00, e aquelas constantes da base de dados da Justiça Eleitoral, registradas no valor total de R$ 5.000,00, cuja diferença soma o total de R$ 5.000,00;

O relator fez ainda outros três apontamentos que considerou irregulares na prestação de contas dos fornecedores:

- M Araujo Pinto Soluções Inteligentes ME no valor de R$ 7.000.00 pagos com recursos do Fundo Partidário);

Telão Publicidade Ltda no valor de R$ 31,000,00; e M Araujo Pinto Soluções Inteligentes no valor de R$ 15.000,00 pagos com recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

No caso destas duas empresas, o relator frisou que a prestadora deixou de apresentar os respectivos contratos de prestação de serviço.

PRÉ CANDIDATA

Apesar desta condenação ao pagamento do valor de R$ 58;000,00, Terezinha continua pré-candidata a Prefeita de São João nas eleições deste ano, e este fato não a impede de postular o cargo eletivo. Para tanto, precisar quitar ou parcelar o pagamento do valor antes de registrar sua candidatura. No post que fez na sua rede social, ela explica este fato – “Independente disso, o prazo para regularização deste débito encerrará no dia 26 de setembro, prazo mais do que suficiente para a resolução da questão. Importante destacar que a multa aplicada nada tem a ver com recursos não contabilizados (caixa 2), ou qualquer relação com atos de corrupção. Limita-se, tão somente, a uma falha contábil (comum, por vezes) que será superada com o pagamento da multa. Teresinha, portanto, não enfrenta nenhuma outra restrição que lhe impeça de participar das eleições de 2020."

UNIFAE DISCUTE DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO MERCADO DA TECNOLOGIA

Que a tecnologia está em todas as áreas da nossa vida não é novidade. Na contramão da crise econômica causada pela Covid-19, o setor tecnológico segue firme e forte, com uma demanda crescente no mundo todo, seja de instalação, uso ou suporte.

Para discutir os novos rumos do mercado da tecnologia, a UNIFAE realizou um Webinar que uniu professores da Instituição e outros profissionais de renome, entre eles, Caio Filipini (líder técnico da Digital Ocean); Mauricio Machado (Account Executive na Organize Cloud Labs); Luciano Moízio (Diretor de TI na NEC Brasil); Renato Konda (Gerente de Transformação e Tecnologia da 3M) e Renata Dumont (Cientista de dados na Controladoria Geral do Distrito Federal). A mediação do debate ficou a cargo da coordenadora dos cursos de Engenharia de Software e Engenharia da Computação da UNIFAE, Profa. Me. Adriana Costa Nascimento.

Segundo Renata Dumont, a experiência da pandemia antecipou a tendência mercadológica e foi mais uma prova de que o profissional de TI deve estar pronto para o novo, uma vez que a tecnologia avança constantemente: “O grande diferencial do profissional de TI é a capacidade de adaptação. Nós, profissionais da área, não podemos ficar presos a nada, pois da mesma forma que esse novo modelo veio, outros também virão”.

Uma das grandes mudanças causadas pela necessidade de isolamento social foi a popularização do home office, ao qual mesmo as empresas tradicionalmente resistentes tiveram de aderir. Maurício Machado relatou que, para ele, a modalidade não foi novidade, pois trabalha desta forma desde que foi contratado pela Organize Cloud Labs: “Antes da pandemia, o modelo da empresa já era 80% remoto. Apesar de já estar habituado, algumas situações exigem mais controle e assertividade, porém é possível trabalhar em casa obtendo sucesso, basta apenas adaptação e disciplina”.

Líder técnico da Digital Ocean, empresa de tecnologia americana, Caio Filipini também vê uma série de benefícios no novo formato: “Grandes nomes como Google, Amazon, Facebook e Apple também estão trabalhando em casa. Acredito que o home office pode dar muito certo, desde que a empresa contribua com reuniões e disponibilize recursos para que o profissional consiga executar suas tarefas”.

Porém, a reinvenção do mundo também inclui novas ameaças, ressalta o diretor de TI da NEC Brasil, Luciano Moízio: “Com a maioria da população em casa, tendo mais tempo para acessar plataformas digitais, a demanda para envio de links e pop-ups maliciosos é expandida. Cibercriminosos e hackers utilizam muito da psicologia e aproveitam o momento de fragilidade para coletar dados e outras informações de computadores e dispositivos de empresas, através de algum artefato que consiga ser rastreado. Por esta razão, adotar medidas extras de cibersegurança se faz mais do que necessário”.

Assim como lidar com a pandemia da COVID-19 exige mudar hábitos e rotinas sociais para reduzir as taxas de infecção, uma mudança no nosso comportamento online pode ajudar a manter altos níveis de segurança. “É preciso intensificar os padrões de cibersegurança, ser extremamente vigilante na verificação e seguir as atualizações oficiais”, orienta Luciano.

Oportunidades

A área de TI nunca esteve tão valorizada como neste momento em que deixa de ser um diferencial no mundo digital para se tornar primordial para a existência de muitos negócios. O gerente de Transformação e Tecnologia da 3M da América Latina, Renato Konda, enfatiza que devido à grande demanda as oportunidades para profissionais e estudantes da área cresceram consideravelmente: “Estamos conectados sempre. No período de quarentena trabalhamos muito mais, porque servimos o tempo todo, oferecendo suporte na operação e outros serviços. O futuro é o remoto. Temos um leque gigantesco na área e a característica de nos moldarmos e sermos flexíveis de acordo com as tendências é fundamental para termos sucesso. Devemos nos reinventar a todo momento”.

Sobre oportunidades para os estudantes, Maurício Machado diz que a sua empresa está contratando universitários de todo o país para trabalhar remotamente: “Buscamos mais funcionários principalmente em função da necessidade crescente de digitalização de documentos. Nossa rede de funcionários é formada por especialistas, profissionais do mercado e também iniciantes-estudantes que passam por processo seletivo. No cenário atual, muitas empresas cresceram muito, como por exemplo o Zoom e a Netflix. É preciso ficar de olho”.

Segundo Renata Dumont, o cenário tecnológico possui a característica marcante de ser receptivo às novas ideias, portanto, o melhor profissional da área é aquele que pensa fora da caixinha, inova e procura se atualizar. “Neste momento de reinvenção é que o profissional descobre outras áreas de atuação, no meu caso a Controladoria Geral do Distrito Federal. A Ciência de Dados é essencial para uma empresa, contribuindo no poder decisório e trazendo valor aos dados que já estão armazenados na Instituição. A especialidade proporciona assertividade nas decisões e diminuição no volume de trabalhos rotineiros, que podem ser substituídos. Resumindo, é uma área que agrega valor à Instituição”.

Formado em Engenharia de Software pela UNIFAE, Caio Filipini, depois de aconselhar os estudantes a buscar atualização constante das novas tecnologias, falou sobre o orgulho que sente da sua trajetória: “Há sempre aquela pessoa que diz só ter sucesso quem estudou em uma faculdade do exterior, mas não é verdade. Sou de Vargem Grande do Sul e cursei a faculdade em São João da Boa Vista. Depois de formado fui para Campinas, em seguida São Paulo, depois Alemanha e Estados Unidos, onde estou agora. Com esforço e determinação é possível realizar grandes sonhos”.

Webinar discute perspectivas da Engenharia Civil pós-pandemia

Responsável por realizar sonhos e projetos por meio de soluções criativas, o engenheiro civil projeta, analisa, gerencia e fiscaliza construções, desde casas, prédios e monumentos até barragens, portos e estradas. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), a Engenharia Civil é uma das profissões mais requisitadas no mercado de trabalho brasileiro, sendo uma das áreas de crescimento constante no país.

Até por isso, enquanto o comércio e outras atividades buscam a retomada gradual em função da pandemia da Covid-19, a construção civil foi classificada pelo Governo do Estado de São Paulo como serviço essencial e não parou.

No entanto, mudanças fundamentais aconteceram na forma de trabalhar, estudar e se relacionar. Novas palavras como reinventar, adaptar e inovar foram incorporadas ao vocabulário e apontam para um cenário em transformação. E foi justamente para traçar um panorama das perspectivas da Engenharia pós-pandemia que Vinicius Marchese participou de um webinar destinado aos alunos da UNIFAE.

O engenheiro de Telecomunicações, que é também presidente licenciado do CREA-SP, destacou os pontos fundamentais que os estudantes devem levar em consideração para planejar a carreira: “É importante interpretar este momento e identificar o novo cenário que está surgindo. Verifiquem suas aptidões e habilidades, e vejam quais delas se encaixam nas demandas que virão do futuro. Busquem conhecimento na área da transformação digital, da quinta revolução industrial e das tecnologias. O conceito de inovação será muito oportuno nesse momento”.

A live contou com a participação da reitora da UNIFAE, Profa. Dra. Maria Helena Cirne de Toledo, que enfatizou o empenho dos professores e alunos para a continuidade do semestre com o ensino remoto: “Contamos com a dedicação e criatividade dos nossos docentes, que foram efetivamente fantásticos. Tivemos de reinventar as práticas pedagógicas para acessar os alunos. É uma outra realidade a que temos agora”.

Concluindo, a reitora comparou o cenário em que vivemos atualmente a um terreno de areia movediça, onde tudo se modifica muito rapidamente: “Mas nós também estamos nos movimentando com a mesma rapidez, realizando reuniões internas para a adequação curricular para que, no segundo semestre, possamos fazer o retorno gradual das aulas presenciais com toda a segurança”.

Ambulatório Especializado em Saúde Mental começa a funcionar em São João


Unidade irá atender pessoas encaminhadas pela Atenção Primária e CAPS

Na segunda-feira, 20 de julho começa o atendimento na Unidade Ambulatorial Especializada de São João da Boa Vista, com exclusividade para serviços de saúde mental.

As atividades serão executadas por uma Equipe Multiprofissional de Atenção Especializada em Saúde Mental, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17h00, na Avenida João Osório, 596 (antiga instalação da Unidade de Saúde Dr. Acidino de Andrade).

A estrutura preparada pelo Departamento Municipal de Saúde conta com médico psiquiatra, psicológico (individual e em grupo), grupos terapêuticos com terapeuta ocupacional, planejamento familiar, triagem social e o Programa do Tabaco – São Livre do Tabaco.

Direcionado a pacientes com qualquer tipo de transtorno mental de gravidade moderada, o ambulatório somente irá atender pessoas encaminhadas por meio da Atenção Primária e serviços fornecidos pelos Centros de Atenção Psicossociais (CAPS).

Compõem a equipe: 1 médico psiquiatra, 5 psicólogos, 1 assistente social, 1 terapeuta ocupacional, 1 enfermeiro, 1 técnico de enfermagem, 1 auxiliar administrativo, 1 auxiliar de limpeza, 1 farmacêutica e 1 médico clínico.

A administração municipal informa que os serviços são voltados para todas as faixas etárias. A proposta é fornecer assistência e atendimento em saúde mental de forma qualificada e resolutiva.

Desinfecção de espaços públicos pelo Exército nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira, 16 de julho, equipes do 28º Batalhão de Infantaria Leve (28º BIL), sediado em Campinas, estarão em São João da Boa Vista para a realização de serviços de desinfecção em espaços públicos. A ação de combate ao novo coronavírus está programada para ocorrer no Terminal Rodoviário, Terminal Urbano, Unidade de Saúde do Jardim São Paulo e Praça Coronel Joaquim José. 

Segundo informações da 11ª Brigada de Infantaria Leve (Brigada Anhanguera), do Exército Brasileiro, a atividade de descontaminação contará com a presença de militares capacitados com todas as técnicas e equipamentos de proteção.

Ao todo, serão duas equipes com 6 militares cada, acompanhadas por uma outra equipe de apoio, somando 19 militares. Para a operação, os profissionais receberam instruções e conceitos básicos sobre a Covid-19, assim como a utilização de acessórios para averiguar instalações, veículos e materiais.

O trabalho será realizado durante todo o dia e o processo será em três fases: aplicação de solução desinfectante, aplicação de água e aplicação de solução de álcool a 70%.

Fonte da Praça Armando Sales será reativada


Inativa por longo período, a Fonte Luminosa da Praça Armando Sales de Oliveira voltará a ser uma das atrações decorativas do Centro de São João da Boa Vista, especialmente no período noturno.

Sucesso de visitação em décadas passadas, o equipamento ornamental está previsto para retornar ao funcionamento nos próximos meses (prazo de 150 dias), após conclusão das obras de reforma e restauração planejadas pela Prefeitura.

Desde segunda-feira, 29 de junho, funcionários da Acqua Chafarizes e Fontes Luminosas, empresa contratada pela administração municipal, executam os primeiros serviços, sob fiscalização do Departamento de Gestão e Planejamento Urbano.

De acordo com levantamento realizado por engenheiros, a fonte terá novas instalações elétricas e hidráulicas, modernos acessórios ornamentais, projetores subaquáticos de LED, painel de controle eletrônico e sistema de som ambiente.

Diretor de Planejamento da Prefeitura, Julio Luís de Almeida Lino afirma que a fonte, com diâmetro de 11,70 m, não sofrerá nenhum tipo de alteração na estrutura arquitetônica, pois trata-se de um patrimônio que está em fase de estudo de tombamento pelo município.

“Não vamos modificar a fonte, mas ela terá um sistema de funcionamento diferente e moderno com jatos de água, iluminação e música. Na prática, ela vai jorrar água por jatos coordenados com música através de um painel eletrônico”, explica o engenheiro.

Recursos do MIT

As obras foram licitadas com recursos de R$ 319.540,48, provenientes da Secretaria Estadual de Turismo. A liberação da verba tornou-se possível depois que São João conseguiu classificação como Município de Interesse Turístico (MIT). Com a aprovação do projeto, o governo reservou o montante para a execução das obras.

“A restauração será realizada inteiramente com a verba do MIT. Sendo assim, a Prefeitura Municipal de São João não irá contribuir financeiramente com a obra, ficando tudo por conta do MIT de 2019”, explica Rose Vasconcellos, diretora municipal de Turismo.

Atração turística

Dono de um estabelecimento comercial em frente à praça, o fotógrafo Antonino Gianelli, que já produziu inúmeras imagens na fonte, aguarda com expectativa a conclusão das obras para que a população possa apreciar o espaço. 

“A fonte é um atrativo para qualquer cidade. Então, no fim de semana vem a família, as crianças e [a fonte] chama o pessoal para a praça. É importante e tem que ter”, pontua.