Qui08162018

Last update12:39:10 PM

 


Back Você está aqui: Home Variedades Da tradição à modernidade na aplicação das filigranas

Variedades

Da tradição à modernidade na aplicação das filigranas

 

Fonte: Vanessa de Castro | Croquis: Riusley Figueiredo

Olha só que interessante. Quem diria que faríamos uma seleção somente defiligranas? Sim, esse nosso especial de croquis desenvolvidos pelo estilistaRiusley Figueiredotraz como foco esses “pequenos desenhos” produzidos com linhas coloridas, branca, preta ou ocre e, que podem modificar completamente o visual do denim. O estilista ressalta exatamente o processo feito à mão que traz identidade para a peça ou até marcas que criam suas próprias filigranas.

Com tantos anos de carreira dentro do segmento jeanswear Riusley aprendeu como ninguém a trabalhar esse detalhe tão precioso. Confira o lindo depoimento que conta um pouco a história da filigrana.

“Venho de uma época em que se tratava FILIGRANA, de costura do bolso traseiro. Isso (essa costura) era feita na máquina, às vezes marcada com um giz ou no olho mesmo! Sem nenhum detalhe ou até mesmo cuidado! Com o passar dos anos, algumas empresas atentaram que, isso poderia fazer uma diferença total em suas peças, tornando identidade de bordado para definir sua marca! Eram muitas vezes usadas de formas diferentes, chamativas, finalizadas com pedrarias, metais, entre outros.

Entendemos com o passar dos anos que, esse detalhe outrora tão pouco usado e valorizado, poderia também propor um traço para os detalhes da peça, tanto frente como costas, dando impressão de aumento de bumbum, com opções atenuantes e elevados! Por muito tempo se usou vetores, artes prontas, programadas em traços mais retos e geométricos.
Nesse momento, algumas marcas, para ter um produto ainda mais diferente e único, tem investido em criar seus próprios FILIGRANAS”.

Aqui, Riusley Figueiredo apresenta essa originalidade em riscos feitos à mão livre, como uma obra-prima. “Trabalhei com mistura de pontos, traços e cores, propondo opções diferentes em uma só arte, numa brincadeira de cores entre bordados, costura e travetes…..Abuse de sua criatividade, assinando cada detalhe com um traço que decodifique sua marca só no olhar”, finaliza.

Entre ondas, pespontos transpassados, linhas enviesadas, cruzadas ou sobrepostas, finas, grossas ou trabalhadas, surgem costuras nos tons ocre, mostarda, laranja queimado, azul marinho; azul bic e chocolate.