Variedades

Férias com lazer e aprendizado. Museu do Biológico tem até “Corrida de Baratas”

A Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo está promovendo eventos para que a população possa conhecer suas atrações, principalmente com a chegada das férias escolares. Além de passeio educativo são muitas as atrações que enriquecem o conhecimento e atraem crianças e jovens: visitar o Planeta Inseto, do Instituto Biológico. o Aquário do Instituto de Pesca e o Museu de Pesca, localizados, respectivamente, na capital e no litoral paulista. As atrações são referência no Brasil nos quesitos de acervo histórico, interatividade e transferência de conhecimento.

Paneta Inseto

O Planeta Inseto do IB é o único Jardim Zoológico de insetos do Brasil e América Latina. A exposição, instalado no Museu do Instituto Biológico, mostra a importância desses organismos e de seu universo particular, bem como retrata, de forma lúdica e interativa, os diversos aspectos sobre os insetos, sensibilizando o público de sua importância para sustentabilidade ambiental, produção de alimentos e saúde pública.

O Museu do Biológico fica na Avenida Doutor Dante Pazzanese n° 64, Vila Mariana e funcionará durante o período de férias de terça a domingo, das 9h às 16h, a não ser nos dias 13, 24, 25 e 31 de dezembro, assim como no dia 1° de janeiro de 2020. Para receber um número maior de visitantes durante este período a corrida das baratas (foto), uma das atrações preferidas das crianças, será feita com maior frequência, a cada 1h00.

A entrada no museu paulistano é gratuita e, dentre suas atrações, pode-se conhecer abelhas produzindo mel em colmeias, lagartas tecendo o fio da seda, formigas trabalhando em um sistema social organizado e cupins reciclando material orgânico. A exposição é apresentada de forma dinâmica, com recursos lúdicos e atraentes, como painéis interativos, microscópios para observação de criaturas minúsculas, mídia digital, jogos e outras curiosidades

Aquário do IP

No Aquário do Instituto de Pesca os visitantes podem aproveitam uma sensação parecida com a de estar no fundo do mar ao entrar em contato com os 30 viveiros de peixes, em que estão expostas as principais espécies de alto valor econômico para a aquicultura e a pesca continental, como a tilápia, o pacu e o matrinxã. O aquário está localizado no Parque Da Água Branca, na Avenida Francisco Matarazzo n°455, próximo à estação Palmeiras - Barra Funda do metrô.

O espaço da Secretaria de Agricultura estadual tem o objetivo de transferir conhecimento sobre os ecossistemas e organismos aquáticos.
A atividade visa fortalecer habilidades psicomotoras das crianças e, para aguçar os sentidos sensoriais, serão realizadas contações de histórias e os visitantes poderão tocar em alguns animais. O aquário está aberto deterça a domingo, das 9h às 17h -- apenas no Natal(24 e 25) e ano novo (31 e 01/01) não haverá visitas. Os ingressos custam R$ 3, no entanto, menores de cinco anos e maiores de 65 anos não pagam

Museu de Pesca

OMuseu de Pesca fica na Avenida Bartolomeu de Gusmão n° 192, Ponta da Praia em Santos, litoral do Estado de São Paulo, é tombado como patrimônio histórico e cultural do País, além de ser um ótimo lugar para passear após um banhode mar. Seu acervo é composto pela Balaenoptera physalus, Architeuthis, a sala dos tubarões, o quarto do capitão, entre outras atrações.

Com o intuito de estimular a interação, a curiosidade e o aprendizado das crianças, tem-se utilizado o celular como um aliado na visitação das atrações do museu.A nova atração “Caça ao Tesouro” estimula os participantes a utilizar a tecnologia do QR Code para descobrir respostas das pistas espalhadas em cerca de 70% do acervo do museu, assim aprendem mais sobre a biodiversidade, sustentabilidade e biologia marinha. Os ingressos custam R$ 5 para visitantes, R$ 2,50 para estudantes e professores, e crianças até seis anos, adultos maiores de 60 anos e escolas públicas são isentos.

O museu fica aberto de quarta domingo, das 10h às 18h.

 

Principais atrações:
Balaenoptera physalus-- Fósseis de uma baleia gigante de 23 metros de comprimento, pesando sete toneladas e com 193 ossos. A baleia-fin encalhou na praia de Peruíbe durante asegundaguerra mundial, em agosto de 1941. Quando chegou ao museu, os museólogos tiverem de derrubar três salas para caber o fóssil do mamífero.

Architeuthis-- Uma lula gigante de 5 metros de comprimento e 91 quilos, taxidermizada. Esta atração é a única ao redor do mundo e está aqui, no museu de pesca de São Paulo.

Sala dos tubarões-- Dá até para sentir medo ao entrar nesta sala, pois ela conta com tubarões de diversos tipos e épocas, por exemplo, o tubarão megaboca, o tubarão golfinho e o tubarão bico de cristal.

Quarto do capitão-- Esta sala foi inspirada na franquia sucesso de bilheteria Piratas do Caribe. Ela conta com joias, espadas, um timão, carta náutica, bússola e um esqueleto de macaco, igual ao filme.