Qui02202020

Last update03:16:31 PM

 


Back Você está aqui: Home Variedades

Variedades

Roteiros da Visual Turismo celebram as belas paisagens de três chapadas do Brasil


 

Uma das mais características formações geológicas do Brasil são as chapadas, onde é possível se deparar com rios e belíssimas cachoeiras, lagos, poços e cavernas ao caminhar por paisagens fabulosas, que alternam entre vales, platôs e canyons. Para conhecer de perto estas belezas naturais, a operadora Visual Turismo reuniu os melhores cenários de 3 chapadas brasileiras - Diamantina, dos Veadeiros e das Mesas - em roteiros compactos, para feriados, e mais completos, de até uma semana.

O pacote para a Chapada Diamantina, localizada no centro do estado da Bahia, contempla 3 noites de hospedagem, dequinta-feira adomingo, em Lençóis, na Pousada Raio de Sol, com café da manhã e passeios diários com guia incluídos. O turista visitará o Poço do Diabo, o Morro do Pai Inácio, as Grutas da Lapa Doce, Pratinha e Azul e as Cachoeiras do Sossego e Ribeirão do Meio, além de realizar um tour por Serrano, região conhecida como a “praia” de Lençóis por abrigar piscinas naturais.

No estado de Goiás, a Chapada dos Veadeiros pode ser explorada em um roteiro de 4 noites, dequarta-feira adomingo, com hospedagem em Alto Paraíso, na Pousada Veadeiros, com café da manhã. O pacote inclui passeios diários com guia pelas Cachoeiras Almécegas I e II, pela Cachoeira de São Bento, pelas Cataratas do Rio dos Couros, pelas Cachoeiras do Rio Cristal e trilha pelo Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, com visita aos Saltos do Rio Preto, à Cachoeira do Garimpo e ao Vale da Lua.

Por último, mas não menos bela, a Chapada das Mesas, localizada no estado do Maranhão, reúne inúmeras paisagens encantadoras, que serão visitadas pelos turistas por 6 dias, desextaaquarta-feira. Além da hospedagem em Carolina, estão incluídos passeios diários com guia pelo Encanto Azul, Poço Azul, Cachoeira de Santa Bárbara, Parque Nacional da Chapada das Mesas, com visitas às Cachoeiras de São Romão e da Prata, trekking de 10 quilômetros pelo roteiro “3 Encantos” com piquenique, passeio de barco no Rio Tocantins para observar o pôr do sol, Complexo Pedra Caída e Portal da Chapada.

Mais informações no sitewww.visualturismo.com.br.

As apostas de fits desiguais de Nova Iorque

 

Por: Equipe Guia JeansWear

O retorno de muitas modelagens ligadas ao denim rígido – ainda que com um toque disfarçado de elastano. Baggy, carrot, flare, entrepernas tubular e trapézio. E uma romântica intromissão do desenho corselet nas calças skinny e pantalonas com estilo alfaiataria.

Essas são algumas direções sinalizadas pela temporada equivalente aoInverno 2019internacional em Nova Iorque. Fruto talvez, de um realismo maior por parte da moda essencial, que vislumbra nas modelagens soltas uma oportunidade de alcançar todas as gerações. E no resgate retrô, um ode à reutilização e ao reaproveitamento do estilo.

Com todas estas justificativas, o centro de moda elevou muito a diversidade da apresentação do jeans no quesito fits. Para vestir desde a personagem da roqueira madura até a teenager; apareceram propostas criativas como a reta partida em nuances, a black decorada nas laterais, e a pantacourt grunge. Esta última incluindo desenhos cargo e marcas de vinco formal. Já a mulher sedutora, foi mencionada no catwalk nas produções que se apropriaram de referências masculinas; como a baggy, reta e pantalona envelhecida ou grafite, combinada à alfaiataria unissex. Uma leitura de volumes, apta a vestir com coerência as demandas do closet da jovem urbana e independente atual.

Já a moça romântica e delicada, que não resiste às construções que moldam a cintura no estilo princesa, encontrou seu mix nas skinnies e pantalonas com cós super alto estilo corselet. Modelos que levados para o perfil mais velho, assumem falas de elegância e bom gosto.

Por último e não menos importante, Nova Iorque deixou claro que as saias em comprimentos longos e mídi serão uma demanda para todos os estilos. Em versões evasé longas e pesadas; ou relaxadas e utilitárias, elas estarão numerosas nas coleções adequando os comprimentos para vestir com modernidade todas as gerações.

Boina é tendência de acessório para qualquer estação do ano

 

PoriG Delas- Larissa Bomfim

Famosas como Gisele Bündchen aderiram à tendência da boina como acessório de moda (Reprodução/Instagra)

 

 Nada como um bom acessório para incrementar o visual, certo? E, por sorte, a últimatendênciade moda é algo que dá bastante charme: a boina. Depois das pochetes e dos mini óculos, o item também faz parte do universo retrô que está em alta no ano de 2018, além de estar chamando atenção nas passarelas e, principalmente, entre as celebridades. 

De acordo a consultora de imagem e estilo Rita Heroína, aboina (ou "béret", em francês) é um ícone de estilo das mulheres francesas dos anos 60, mas surgiu no País Basco, localizado entre o norte da Espanha e do sudoeste da França, por volta do século 17. "Os militares foram os primeiros a usar para proteção, elas substituíam os gorros por serem mais praticas e funcionais", explica Rita. 

O acessório foi eternizado na moda por artistas e intelectuais, como Pablo Picasso, e, atualmente, é utilizado por famosas como Gisele Bündchen, Bella Hadid, Rihanna e a blogueira Camila Coelho. "É um item que pode trazer bastante charme no look e é mais versátil do que ochapéue o próprio boné", diz a consultora.

Esse estilo de chapéu já está ganhando destaque em várias partes do mundo. No ano passado, as mulheres japonesas publicaram mais de três mil fotos no Instagram usando esse tipo dechapéu. Já as informações do Pinterest - rede social que reúne ideias de decoração, moda e organização - indicam que as buscas por boinas na plataforma aumentaram 269%, o que torna a tendência uma das mais significantivas hoje em dia. 

Boinas no verão?

Se você está pensando que ainda estamos em pleno verão brasileiro, fique sabendo que dá, sim, para apostar no item mesmo com o tempo quente. "Não tenha medo de usar. A dica é só investir em boinas de materiais mais leves como tricô e deixar as de feltro e veludo para o inverno", diz Rita. 

Para combinar o acessório, a profissional indica usar saia jeans curta, camiseta e sapatilha. Combinando-o com peças como macaquinhos e tênis branco, o visual fica mais descolado. Blusas do tipo "cropped" e calças "pantacout" (a pantalona curta que está fazendo a cabeça de todo mundo) também ficam muito bem com o acessório. "Outra opção bacana é usar com vestidos soltinhos, fluidos, acinturados e que dão um ar romântico. A boina vai conseguir quebrar o ar 'frágil' do look e trazer mais personalidade", acrescenta a especialista.

De acordo com Rita, é muito comum as mulheres europeias, em especial as francesas, usarem boinas no dia a dia, independente da estação do ano. Para adaptar o estilo francês ao seu cotidiano, você pode combinar oacessóriocom jeans, uma blusa de listras azuis, brancas e vermelhas (estilo que também é conhecido como "navy"), um blazer e uma bolsa de ombro. 

 

Boinas coloridas?

Como alternativa às boinas pretas, existem as opçõescoloridas. A consultora explica que as melhores cores para esse modelo de chapéu são o marrom, o amarelo, o vermelho e o roxo. Para combinar, uma ideia que dá muito charme é apostar em um look composto inteiramente por peças brancas, mas também é possível fazer essa mistura com jeans e peças pretas. 

"Já as boinas na cor preta, normalmente ficam bem com looks mais coloridos, vestidos estampados ou 'color block' —que é a tendência de misturar cores vibrantes e chamativas em um mesmo look", diz a especialista. "As brancas podem ser combinadas com com jeans e camisetas, elas tiram do 'óbvio' e elevam o visual para o 'status' de descolado".

Como uma tendência que já fez sucesso e voltou para o mundo damoda, a boina é um acessório indispensável para as fashionistas de plantão que querem dar um complemento no visual. Desde algo mais básicos ou até looks mais elaborados, o melhor na hora de usar o item é escolher a cor e o modelo certo, mas o mais essencial mesmo é não ter medo de ousar. 

Em “O outro lado do Paraíso”, Clara vai ser traída e ficar pobre novamente

Renato (Rafael Cardoso) vai trair Clara e se casar com Fabiana (Fernanda Rodrigues) na novela O Outro Lado do Paraíso. Juntos os dois vão acabar com a vida de Clara (Bianca Bin) nos próximos capítulos da trama de Walcyr Carrasco. Isso porque Renato vai ligar as histórias após conversar com a empregada de Clara e chegar a Fabiana que revela que está atrás de uma doméstica que roubou telas de sua casa. Renato se envolve com Fabiana e lhe propõe casamento com comunhão parcial de bens e Fabiana questiona o que ele quer com o casamento: “Assegurar minha parte. Do dinheiro que vai ganhar. Eu posso te deixar rica. Mas quero metade pra mim. O casamento garante minha parte. E acho que vamos nos dar bem, casados. Eu sei onde está Clara. Mas só digo depois de casar comigo, pra eu garantir minha parte.”

A partir daí os dois já começam a planejar os próximos passos para destruir Clara.

 

Mega Fashion Week acontece de 25 a 27 de fevereiro

Entre os dias 25 e 27 de fevereiro, o Mega Polo Moda, maior polo atacadista de moda do Brasil, realizará a 24ª edição do Mega Fashion Week apresentando as novidades e tendências para o inverno 2018.

Com o tema “A moda é você!”, essa edição trará mais de 400 marcas nacionais, entre moda adulto, infantil, plus size e acessórios, desfilando seus looks inverno 18 tendo como foco a tendência urbana e as singularidades de estilo da vida real.

Além de muita informação de moda e mercado, o MFW contará também com a presença de celebridades, lounges com ativações, apresentações ao vivo e painéis da campanha de inverno com re-covers digitais.

Com a tendência da moda“custom”,a aposta do #MFW24 é apresentar uma moda despretensiosa com lifestyle real voltada para uma geração que busca expressar sua personalidade por meio da moda.

Na abertura do evento, dia 25, haverá show exclusivo com a dupla sertaneja Fernando e Sorocaba. Neste mesmo dia iniciará a promoção “MFW24 Inverno 2018” que será compreendida entre 25 de fevereiro a 02 de março de 2018.

Para cadaR$ 3.000,00 (três mil reais) em compras, em no mínimo 03 (três) lojas diferentes, o cliente receberá 01 (um) cupom que lhe dará o direito a participar do sorteio de 2 (duas) viagens, uma viagem para a Semana de Moda em Paris, e a outra para a Semana de Moda em Milão. O sorteio será realizado no dia 05 de março de 2018, e contemplará 2 (dois) clientes.

Além desta promoção, o MFW24 vai sortear um total de1.700 prêmios instantâneos variados como camisetas, bonés, almofadas de pescoço e canecas.

A expectativa para o MFW24 é receber cerca de 6.000 mil visitantes nesta edição.

 

 

SERVIÇO

  • 24º Mega Fashion Week - Inverno 2018

*   Dias: 25, 26 e 27 de fevereiro;

·    Horário: 25/02 (domingo) – das 8h às 19h; 26 e 27 (segunda e terça-feira) das 7h às 17h30;

·    Local: Shopping Mega Polo Moda – Rua Barão de Ladário, 566/670 – Brás – São Paulo – SP

Croppeds continuam em alta e invadem guarda-roupas de todos os estilos


Por:Equipe Guia JeansWear

Não há uma marca, seja uma fast fashion, grifes famosas ou descoladas, que não estejam investindo nascalças croppeds. Práticas, modernas e, atuais elas invadiram de vez o guarda-roupas de variados estilos e público-alvos. Vale a pena apostar em pelo menos um modelo para oInverno 2018, e com certeza, para as próximas estações também.

Selecionamos aqui diferentes shapes de croppeds para apresentar a diversidade de opções que podem ser encontradas nas lojas, variando as produções e looks que passeiam entre o street, romântico, sensual ou mais sofisticado.

Uma das grandes novidades é a calça reta com a cintura no lugar que volta renovada em comprimentos menores e, diferentes lavagens que passeiam entre os leves marmorizados, azuis iluminados com rasgos e desfiados nas barras, delavê com manchas ou ainda o black denim. Reparem que os complementos modificam totalmente o visual, onde entram tênis, saltos altos ou botinhas.

Já a skinny confere um certo ar sexy à calça cropped valorizando as curvas com faixas laterais e desfiados nas barras. Há ainda opções que flertam com as joggings possíveis até de ir à academia, tamanha elasticidade e conforto. Aqui temos uma peça no denim raw com a barra enrolada ou no azul vivo, super em alta na estação.

Luxo, sofisticação e todo o glamour das correntes em pedrarias transformam a cropped com detalhes nas pernas e que compõe o look com casaco de veludo e top, ora com scarpin aberto, ora com meia e sandália que nos remete à novela dos anos 70, Dancing Days, investindo em visuais moderninhos e estilosos. Os babados personalizam a flare com costura marcada e efeitos useds com referências românticas.

Falando em barras, é possível brincar de diferentes maneiras, valorizando o aspecto inacabado. Destaque para as assimetrias com a parte de trás maior, beneficiamentos como craquelados, corte à fio, desconstruções como se a calça tivesse sido cortada em casa, de forma irregular, marcação em lavanderia, rasgos, furos e puídos.

Em relação aos comprimentos, eles vão do tornozelo até o meio da batata da perna, em opções bem mais curtas do que as convencionais. Já as pantacourts que ainda procuram seu espaço no mercado brasileiro, podem vir em diferentes formatos, com barras levemente abertas e recortes nas entrepernas, no shape pantalona com ilhoses nas laterais ou amarração na parte da frente e efeito dobradura.

Entre os detalhes, uma profusão de aviamentos como corações e cruz com brilhos, medalhas, broches e, correntes que decoram e enriquecem a peça. Silks no estilo grafite e pinceladas de cor e estampas a laser também são importantes para o público mais jovem que segue o jeitão street.

Fenômenos: Super Lua, Lua Azul e Eclipse Lunar no dia 31 de janeiro


No dia 31 de janeiroteremos três fenômenos envolvendo a Lua:a Super Lua, a Lua Azul e um Eclipse Lunar, que deixará a Lua alaranjada. Mas o que estes fenômenos significam? Qual a explicação científica por trás? O professor e astrônomo, Cássio Barbosa, do Centro Universitário FEI, esclarece mitos e verdades sobre cada um deles. Confira!

A Super Lua é uma Lua cheia

A Super Lua, como é conhecida popularmente, é na verdade uma Lua cheia que ocorre nas proximidades do ponto da órbita em que a Lua está mais próxima da Terra, chamado de perigeu. "Pela proximidade com a Terra, aLua parece ser maior e mais brilhante no céu. A diferença de tamanho é mais fácil de se perceber quando a Lua está mais próxima do horizonte", explica o professor. O astrônomo também ressalta que não há uma grande alteração de tamanho e brilho, por isso, não se frustre: poucas pessoas conseguem perceber que é uma Super Lua.

Na Lua Azul, a Lua não fica azul

O segundo fenômeno é a Lua Azul. "Na verdade, aLua Azul é apenas um apelido dado a segunda Lua cheia, que acontece no mesmo mês. E a Lua não fica azul!", esclarece o astrônomo. No dia primeirode janeirotivemos uma Lua Cheia - que também foi uma Super Lua - e como o tempo entre as duas Luas cheias é de aproximadamente 29 dias, até o fim do mês teremos mais uma Lua cheia.

Eclipse lunar deixará a Lua com tom alaranjado

A Super Lua e a Lua Azul coincidem com um terceiro fenômeno,um eclipse lunar. Em um eclipse lunar, a Lua mergulha na sombra da Terra ficando com uma cor alaranjada,por causa dos raios de luz que atravessam a atmosfera terrestre. "Dependendo do grau de poluição de nossa atmosfera ela pode ficar entre um avermelhado forte, cor de tijolo, até um laranja bem sutil", conta Cássio. O astrônomo também destaca que textos apocalípticos falam emLua de Sanguee por semelhança com a coloração da Lua em eclipses lunares, muitas pessoas associam uma coisa à outra. No entanto, o termo científico correto para este fenômeno é eclipse lunar. "Infelizmente, esse eclipse lunar não será visto no Brasil em31 de janeiro. Mas, em27 de julhodeste ano, teremos outro eclipse lunar e este será visível no Brasil", conta o professor da FEI.

Com que frequência esses fenômenos acontecem?

A Super Lua é um evento bem comum, em geral há 2 ou 3 delas a cada ano, já a Lua Azul acontece uma vez a cada um ou dois anos. Oseclipses são bastante comuns, em geral acontecem pelo menos 2 todo ano em algum lugar do planeta. "A próxima Lua Azul acontece dia31 de março, mas a próxima Super Lua acontece apenas no ano que vem, dia21 de janeiro", destaca Cássio.

Qual a melhor forma de observar a Super Lua e a Lua Azul?

Para observar a Super Lua, que será também uma Lua Azul, não é preciso usar nenhum instrumento. É só ir para umespaço aberto com ampla visão do céu. É melhor ver a Lua quando ela está baixa no horizonte, além delateruma coloração mais amarelada, a proximidade com objetos como árvores e prédios permitem fazer uma comparação de tamanhos. Essas condições são interessantes, também, para tentar uma foto bonita.

Apesar desses fenômenos acontecerem com uma certa frequência, sempre despertam a atenção do público efazem as pessoas olharem para o céu. Como destacado pelo professor Cássio Barbosa, "isso pode parecer pouca coisa, mas você se lembra a última vez que tentou comtemplar as estrelas? Esse é um hábito cada vez mais difícil na vida moderna".

Carnaval: onde aproveitar o feriado e fugir da folia

O primeiro feriado nacional do ano, o Carnaval, deixa o Brasil quase todo colorido com sua folia. Quase todo, afinal há muitos locais que a serpentina, a marchinha, o axé e os blocos de rua ainda não tomaram conta do clima. Se você não é muito fã das multidões e da festança dessa época do ano, confira alguns lugares para fugir do carnaval 2018 e curtir os dias de folga com sossego.

.

Brumadinho, Minas Gerais

A cidade está localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, a quase 60 km da capital mineira, e é um dos principais polos cultural e turístico do Estado. Se você quer passar um carnaval tranquilo, Brumadinho oferece opções para todos os gostos.  Entre eles: Instituto Inhotim, museu de Arte Contemporânea; o maior centro de arte ao ar livre do mundo; Rota da Cachaça: o visitante conhece a história de alguns produtores locais de cachaça e vê de perto a produção da bebida; Parque Estadual do Rola Moça: é o terceiro maior parque em área urbana do país e oferece diversas trilhas, cachoeiras e um mirante com vista para o centro de Brumadinho e parte de Belo Horizonte.

Gramado, Rio Grande do Sul

Quer curtir o carnaval tranquilo? Gramado pode ser uma excelente opção para o viajante que prefere aproveitar o feriado com mais tranquilidade, aliado a ótima infraestrutura que a cidade oferece. Ao contrário do que acontece no Natal, na Páscoa e durante todo o inverno, Gramado passa quase que despercebida pelos turistas durante o carnaval. Ainda assim, há o Gramado Fantasia, conhecido como um dos maiores carnavais de salão do mundo, mas nada que atrapalhe o sossego. Além de ser uma das cidades mais preparadas do país para receber os turistas, nessa época, os preços de hospedagem ficam abaixo da média, já que o período é considerado baixa temporada.

Caldas Novas, Goiás

O maior manancial hidrotermal do mundo oferece uma tímida programação de carnaval, muito inferior se comparada a outras cidades turísticas. Um lugar ideal para passar um carnaval em família, mais tranquilo e sem folia. Por ser mais procurado durante o outono e o inverno, no carnaval as reservas não estão tão em alta, ou seja, os valores de reservas de hospedagens, por exemplo, caem. A propósito, os hotéis da cidade são uma atração à parte, mas fora deles também há muito o que explorar.

Nobres, Mato Grosso

Quer fugir do carnaval 2018 para um paraíso? No distrito de Bom Jardim, em Nobres, o viajante encontra belezas naturais quase que intocadas e ainda pouco exploradas pelos turistas. O reduto fica a 150 km de distância de Cuiabá, com rios cristalinos, cheios de peixes, grutas e cachoeiras belíssimas. Impossível não comparar as atrações de Nobres às de Bonito, no Mato Grosso do Sul. A diferença entre as duas cidades é que Nobres têm preços definitivamente mais em conta, em especial, no carnaval quando é baixa temporada na região.

Belezas do Jalapão atraem turistas o ano inteiro

A novela da Globo tem destacado as belezas naturais do Tocantins. Três regiões do Estado se destacam na atração de visitantes iniciam o ano com um impulso ao crescimento econômico. O Ministério do Turismo validou os Planos de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS) dos polos de Palmas, Cantão e Jalapão.
O trabalho voltado ao polo da capital, além de Palmas fazem parte também as cidades de Lajeado, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional, tem como foco a consolidação do segmento de negócios e eventos.
Já no Polo Cantão, formado pelos municípios de Lagoa da Confusão, Pium, Aguacema e Cesara, a meta é ampliar atividades ligadas à natureza, com a premissa de conservação ambiental e inclusão social.
Já o Polo Jalapão busca acelerar o desenvolvimento do ecoturismo e do turismo de aventura, com a captação e a qualificação de empreendimentos. Destino já conhecido dos apaixonados pelo ecoturismo e turismo de aventura, mas ainda pouco visitado, o Jalapão encanta por suas águas abundantes, chapadões e serras com clima de savana, além da paisagem de Cerrado. Gigantescas dunas alaranjadas, rios, cachoeiras, nascentes e formações rochosas completam o cenário. O parque do Jalapão tem 34 mil km² de paisagem árida de cerrado ainda selvagem, no coração do Brasil, no Tocantins.

NOME
O nome vem da planta Jalapa, abundante na região, também conhecida como batata de purga. Entre as espécies de animais que vivem no parque estão onças, tamanduás, veados, lobos, antas, capivaras, raposas, gambás, macacos, jacarés, além de cobras (sucuris, cascavéis e jiboias). Entre as aves, estão tucanos, papagaios, araras, siriemas, emas e urubus. É possível passar dias no Jalapão sem ver uma única pessoa. A densidade populacional é de (0,8), menos de um habitante por Km², numa área maior que a do estado de Alagoas que tem 27 mil Km².

ATRATIVOS
A maioria dos atrativos está localizada nas cidades de Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins. Ponte Alta do Tocantins, a 150 quilômetros de Palmas, é a porta de entrada do parque que fica aberto o ano inteiro. Entre maio e setembro quase não chove no Jalapão. Para os mais aventureiros, a região é ideal para prática de esportes radicais, entre eles rafting, canoagem, rapel e trilhas a pé ou de bicicleta.
Entre os cenários mais procurados estão a Cachoeira da Velha, com sua queda d’água em forma de ferradura de aproximadamente 100 metros de largura e 15 metros de altura; as Dunas, que são o cartão-postal do Jalapão, com areias finas e alaranjadas que chegam a 40 metros de altura. Destacam-se ainda os povoados do Mumbuca e Prata, comunidades quilombolas; a Serra do Espirito Santo, com suas formações rochosas, além da fauna e flora da região; a Cachoeira do Formiga, com nascente de água verde-esmeralda; e os Fervedouros, com águas transparentes e areia em movimento, nas quais é impossível afundar.


O capim que vale ouro
O Jalapão é considerada a principal atração turística do Tocantins, sendo uma de suas características a produção de artesanato de capim dourado e seda de buriti, que se tornou a principal fonte de renda das comunidades locais para garantir o uso sustentável, ecológico e econômico do Cerrado. Sua característica principal é a cor que lembra a do ouro. O capim dourado brilha ainda mais em setembro e é colhido até novembro. As “joias” produzidas do capim movimentam o artesanato da região o ano inteiro. São pulseiras, brincos, chaveiros, bolsas, cintos, vasos, brinquedos e peças de decoração, entre outros. Para evitar a extinção do capim, a regulamentação do Tocantins proíbe a saída do material "in natura" da região. Somente as peças já produzidas pela comunidade local podem ser comercializadas.


COMO CHEGAR
A partir de Palmas, ao norte, ou Brasília, ao sul, segue-se pela TO-050 até Porto Nacional. Depois, pega-se a TO-255 até Ponte Alta do Tocantins, porta de entrada do Jalapão.


CIRCULAÇÃO
Há apenas estradas de terra. Não é indicado circular pelo Jalapão sem guia. Os passeios podem ser combinados no Centro de Atendimento ao Turista de Ponte Alta do Tocantins.


HOSPEDAGEM
O camping do Rio Novo fica próximo das atrações, mas só hospeda quem compra de agência. Em Ponte Alta ou Mateiros, as pousadas são muito simples com ducha quente, cama e café da manhã.


QUANDO IR
O ano inteiro. Entre maio a setembro é época de estiagem.