Dom09262021

Last update05:18:46 PM

Back Você está aqui: Home :: Mais +++ Artigos VAMOS PARA O ESPAÇO

Artigos

VAMOS PARA O ESPAÇO


Não me venham com lero-lero que agora eu também quero. Vocês viram a última do multimilionário Richard Branson, que foi para o espaço com o seu próprio aviãozinho? Para vocês verem. Sabem quando um pobre vai para o espaço? Só deixar de pagar três meses de aluguéis! Esse mundo é muito injusto. E outro bigmilionário, Jeff Bezos, fundador da AMAZON, também construiu uma nave e fará sua voltinha fora da gravidade terrestre. Ouvi dizer que a diferença de um para o outro é: o primeiro quer apenas criar estações orbitais, que nosso planeta ainda tem jeito, que tiraremos os minérios de que precisamos em astros como a lua e recuperaremos a nossa natureza. O segundo já jogou a toalha. Não vê mais chances de salvação do planeta e, em algum momento, precisaremos embarcar em uma nova aventura com nossas caravelas espaciais. Isso mesmo, ele quer que nos mudemos para Marte. Esse “nos” não quer dizer eu e você. Alguns escolhidos, selecionados pelos cifrões que possuem no banco digital da esquina. Bom, o inclui na turma que ficará na terra e errei em fazê-lo. Acontece que se você for escolhido para ir, acabo queimando a língua. Quanto a mim, certamente morrerei junto com o planeta. Isso se Deus não me chamar, para o ajuste de contas, antes da hecatombe.

- Ah seu cubano de uma figa, é conversa de esquerdista esse negócio do fim do planeta. Muda para a Venezuela, seu desgraçado!

Podem xingar, já foi o tempo em que me preocupava com isso. Até de morte fui ameaçado em meu blog por posições contra esse desgoverno. Mas, quem falou dos problemas com o planeta não fui eu não, foram as belezinhas que querem sair correndo, antes que a bola azul exploda (ou imploda).

Sei que temos um ponto a favor, se posso assim dizer. Acontece que a catástrofe não ocorrerá do dia para a noite, como nos filmes em que se descobre um enorme meteoro em rota de colisão com a terra e ninguém, nem Bruce Willis, consegue detê-lo. Cabummmmm! Acabou-se! Como a destruição vai maneirinha: primeiro derrubam-se as árvores, depois secam-se os rios, poluem os oceanos, morrem as abelhas, acabam-se com os pássaros, para, enfim, vagarmos pelo deserto terrestre; dá tempo, ainda, de pegar uma prainha. Acontece que fui nesta semana à cidade de Itanhaém, dia lindo de céu azul, e vi aquele marzão arrebentando na areia. Vem daí a vontade. Vixi! Esqueci-me da merda desta COVID. Melhor mesmo que o mundo se acabe de vez.