Seg05172021

Last update04:36:26 PM

 

Back Você está aqui: Home Cidades Águas Prata homenageia com mural de 187m2 descobrimento de mina, em 1876, que originou a empresa

Cidades

Águas Prata homenageia com mural de 187m2 descobrimento de mina, em 1876, que originou a empresa

Foto Gustavo Abud

 

Durante um longo processo de investigação sobre a história da mina que deu origem à Águas Prata, referência nacional de qualidade em água mineral, a empresa e o médico e historiador Rodrigo Falconi tiveram o primeiro contato. Falconi, que sempre viajou pela região de Poços de Caldas (MG), se deparou com a fábrica e instantaneamente pensou que todo aquele espaço poderia ser usado para homenagear o responsável pela descoberta das águas minerais dali, Rufino de Castro Gavião. “Entrei em contato e a equipe recebeu muito bem a ideia. Em um momento tão difícil para o mundo, nada melhor do que prestar homenagem a um personagem tão importante e ainda deixar um presente para a bela cidade que já foi conhecida como ‘Vichy brasileira’”. Com muita pesquisa em bibliotecas, livros, jornais antigos e com a ajuda de Falconi, a equipe da Águas Prata conseguiu mergulhar fundo em sua história e deixá-la mais cristalina. 

O PIONEIRO

Como tudo tem um começo, a do descobrimento da mina que levou mais tarde à criação da empresa, está diretamente ligada à vida de Rufino de Castro Gavião. Nascido em 1823, em Cabo Verde (MG), próximo da cidade de Águas da Prata (SP), ele ultrapassou as barreiras de uma época pré-abolição da escravatura e trabalhou como alfaiate, dentista, curador – já que a região não tinha médicos –, secretário e vereador de São João da Boa Vista (SP), também na região. Praticante de caça, Rufino caminhava atrás de animais na Fazenda do Alegre, quando, com sede, bebeu de um filete de água que descia da serra, de onde os animais também estavam se refrescando. Seguiu acompanhando a correnteza e percebeu que, passando sobre as pedras, a água deixava um depósito de sal. Começou então a frequentar o local como uma espécie de retiro e constatou que, depois de um tempo, não sentia mais indisposições de estômago, que antes eram frequentes. Rufino espalhou a notícia e os engenheiros que trabalhavam na construção da Estrada de Ferro Mojiana e os colonos da fazenda passaram a beber da água e seus benefícios.  

Rufino faleceu em 1898 e não chegou a ver a grandiosidade que sua descoberta teve. Apenas na década de 1910, um laboratório de São Paulo foi até a região e, após análise, verificou que a água alcalina dali tinha mineralização semelhante à de Vichy, na França. As nascentes foram localizadas e um contrato de arrendamento para uma empresa privada foi feito pelo prazo de 25 anos, a partir de 1913, podendo explorar comercialmente as águas. Posteriormente, os novos concessionários, Alves & Azevedo, difundiram a venda da água engarrafada para todo o país. Diante das descobertas históricas, a Águas Prata teve certeza de que Rufino deveria ser o homenageado no mural. O projeto também é uma entrega para a cidade e uma maneira de difundir a vida desse homem tão importante para a região. Além disso, a empresa espera fomentar a cultura e turismo locais. 

O MURAL

Para realização do mural, foi escolhido o grafite, uma expressão de arte moderna, que dialoga com o passado e presente. Os elementos misturam a fauna através do tucano, o verde da natureza e o azul da água. Para realização, foram convidados os artistas plásticos Cusco Rebel e Ricardo Braga.

O grande mural foi pintado na fábrica da Águas Prata (Rua Durva Marcolino) e pode ser visitado gratuitamente.

Sobre os artistas 

Cusco Rebel é um artista visual multidisciplinar. Gaúcho radicado em São Paulo, ele acredita na cura e progresso através da arte. Tem o trabalho reconhecido mundialmente, com murais em Venice Beach, na Califórnia, e imóveis em Nova York e São Paulo. Utiliza técnicas do grafite mescladas ao stencil, colagem, assemblagem, srapypaint e pintura acrílica. Também gosta de expressar sua arte em mobiliários, objetos e carros, em uma constante fuga do tradicional. Atualmente é head of art do Lab Of, um hub de redefinições que envolve consultoria para marcas, produtora de filmes e arte. 

Ricardo Braga também é artista visual, nascido em Poços de Caldas (MG), e ingressou no mundo das artes influenciado por HQs e mangás. É licenciado em artes visuais e foi professor de desenho por dez anos e hoje tem em seu estilo elementos da cultura brasileira. Atualmente trabalha como muralista e ilustrador diverso utilizando, em paredes, técnicas de pincel e nankin, no papel. 

Inovação e qualidade Águas Prata

Com mais de 140 anos de tradição e qualidade no envase de água mineral, a Águas Prata inovou e desenvolveu a primeira linha de mixers no mercado nacional, com intuito de fortalecer a coquetelaria brasileira e descomplicar a mixologia. Para tanto, foram lançadas, inicialmente, a Tônica, Tônica Zero, Citrus e a Club Soda. Posteriormente, a linha foi ampliada com a Tônica Indian e a Ginger Beer. Tudo para que os consumidores tenham uma variedade de opções para drinks, com padrão de excelência único da Águas Prata.