Seg05172021

Last update04:36:26 PM

 

Back Você está aqui: Home Cultura

Cultura

SEMANA NACIONAL DOS MUSEUS COMEÇA NESTA SEGUNDA-FEIRA


Começa nesta segunda-feira (17), a 19ª Semana Nacional de Museus, que neste ano tem o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”. Organizada no mundo todo pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM), no Brasil é incentivada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

O Dia Internacional dos Museus é comemorado em 18 de maio. Durante toda a semana, o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e o Governo Federal promovem, com apoio de museus e instituições culturais, uma agenda que visa fomentar e inspirar o conhecimento sobre a história e a cultura

Há programação em cidades brasileiras de todos os estados da federação, todos com atividades on line devido a pandemia. A assessoria de comunicação da Prefeitura de São João confirmou que o Museu Histórico Pedagógico Armando Salles de Oliveira participaria da Semana Nacional de Museus e estava preparando atividades on liine, mas até a tarde desta segunda-feira não havia divulgado a programação.

Os Correios participam da programação com a apresentação de obras da artista Martha Poppe, disponível em tour virtual na página dos Correios no Youtube.

A artista plástica Martha Poppe foi formada na Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro e ficou conhecida pela atuação junto à filatelia brasileira, criando imagens que foram estampadas em inúmeros selos. Suas obras também podem ser vistas na fachada do prédio do Museu Correios, em Brasília/DF. São quatro painéis que contam a história postal e telegráfica do Brasil, montados no formato mosaico, feitos em pastilhas de vidrotil. As peças trazem os seguintes temas: A Descoberta do Brasil e a Carta de Caminha; O Século XIX com a invenção do Telégrafo Elétrico e da Telefonia; A Reforma Postal com a invenção do Selo Postal e A tecnologia revoluciona as comunicações atuais.

CULTURA INDÍGINA

O Museu Índia Vanuíre participa da Semana de Museus com a exposição virtual "Ató Jagí Burum Krenak - Saberes do Povo Krenak". Será apresentado ao público um acervo de peças confeccionadas pelos indígenas, como adornos corporais, vestimentas tradicionais, armamentos e trançados, exibidos por meio de galeria de fotos e vídeos que podem ser acessados diretamente no site oficial do Museu, na página da mostra.

Além disso, nas redes sociais do Museu serão mostrados depoimentos de historiadores e representantes indígenas; sobre o processo de construção de uma programação cultural; ações de conservação e documentação realizadas pela instituição. E como forma de continuar a disseminar a cultura, as ações educativas da instituição e também o tour virtual permanecem de forma on-line pelas redes sociais e site (@museuindiavanuire e www.museuindiavanuire.org.br/culturaemcasa).

CAUSA ANTIRRACITA

E o Museu do Futebol na 19ª Semana Nacional de Museus, promove no dia 20 de maio, às 17h00, o bate-papo “Reimaginando o futuro: a causa antirracista no Museu do Futebol”. Em anos recentes, a instituição tem se colocado ao lado da luta contra o racismo, contribuindo para um futuro antirracista a partir de um conjunto de ações elaboradas pelo seu Centro de Referência, Núcleo de Programação Cultural e Exposições e pelo Núcleo Educativo. Dentre as ações, o destaque é a próxima exposição temporária prevista para inaugurar em junho e que tem como protagonista o goleiro Moacyr Barbosa, cuja carreira brilhante ficou marcada pela derrota na Copa do Mundo de 1950 e escancarou como opera o racismo na sociedade brasileira. Para discutir esse processo, a coordenadora do CRFB, Diana Mendes, conversa com a professora Lígia Ferreira, do Departamento de Letras da Unifesp.

A transmissão do debate será gratuita pelo Facebook e YouTube do Museu e não é necessário fazer inscrição prévia.

Já nos dias 18 de maio, às 10h, e 22, às 15h, é a vez do Núcleo Educativo realizar a oficina Museu de Mim, atividade lúdica e poética que tem como foco a identidade e a memória afetiva. Para essa atividade, há limite de público de 30 pessoas por evento e é necessária inscrição prévia pelo formulário: https://forms.gle/LwGKUQRpZiHcovfdA. O link do encontro será enviado aos inscritos.

PONTO MIS RETOMA ATIVIDADES COM MOSTRA BEBENCO E OFICINA


O Pontos MIS retoma suas atividades (ainda em formato online) com filmes e oficinas neste mês de maio. A programação tem início com a Mostra Babenco e duas oficinas (de Fotografia e Roteiro).

“O Beijo da Mulher Aranha” vai ficar disponível a partir desta quinta-feira, 13, até o dia 15.

O bate-papo ao vivo está marcado para o sábado, dia 15, às 18h00, no canal do MIS no You Tube, e terá também tradução simultânea em libras no debate

Para assistir ao filme “O Beijo da Mulher Aranha” é necessário se inscrever no link https://forms.gle/VyWciDv1coAh7bk98

E a participação no bate-papo no sábado é de livre acesso ao público.

“O Beijo da Mulher Aranha”, com direção de Hector Babenco, é um drama produzido em 1985, e que representou um marco na emergência do cinema brasileiro no cenário internacional, além de ter sido a obra que lançou Sonia Braga no exterior. Falando em inglês, é protagonizado por William Hurt, vencedor do Oscar pelo papel de um presidiário que se alimenta dos antigos filmes de Hollwyood. Ele é Molina, um homossexual que divide cela com Valentim, revolucionário que foi gravemente ferido pelos carcereiros. Molina tenta mantê-lo vivo por meio de suas histórias fantásticas em que mistura fatos reais com trechos de filmes.

Já o bate-papo ao vivo no sábado terá a presença de Simone Zuccolotto (jornalista, diretora, roteirista e crítica de cinema), Myra Arnaud Babenco (diretora da HB filmes e da Galeria Raquel Arnaud), Michelle Britto (cineclubista da Spcine) e mediação Bruno Cucio (professor, cineasta, sócio da Travessia Filmes e coordenador pedagógico do INC)

OFICINAS

O Pontos MIS realizará na próxima semana uma Oficina de Introdução à Linguagem Fotográfica, com a gabaritada Melissa Szymanski. A atividade será Online e gratuita, com inscrições realizadas através do Departamento de Cultura. Ao fazer a inscrição, cada aluno poderá escolher o dia em que deseja realizar a oficina, que tem duração de duas horas, ao vivo com a professora.

Estão disponível 20 vagas por cidade e as inscrições no Departamento Municipal de Cultura (Cidade das Artes – Bairro do São Benedito) entre 17 e 21 de maio.

Os horários da realização das oficinas são os seguintes:Segunda-feira - 19h às 21h ou Terça a Sexta - 14h às 16h. Cada participante pode escolher o dia em que deseja fazer a oficina, que é realizada ao vivo, em tempo real com o professor, com duração de duas horas. 

Inscrições: Realizadas no Departamento de Cultura, de Segunda à Sexta-feira, das 13h às 17h.

Endereço:Cidade das Artes: Parque Urbano Municipal "Espaço Jovem Osmar Garcia" - Rua Santo Antonio, 632 - bairro São Benedito 

Informações:(19) 3636-4872 e 3636-4953 | E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Sobre a oficina

A palestra propõe evidenciar a mulher na arte, e, por consequência, na área de fotografia. A fotógrafa escolhida é Dayanita Singh. Serão mostradas as peculiaridades da trajetória, contextos históricos, e principalmente como a fotógrafa cria, interpreta e realiza uma imagem nas suas diferentes esferas. Após a parte expositiva, haverá 15 minutos de bate-papo com os participantes para perguntas.

 Melissa Szymanski é fotógrafa formada e pós-graduada pela FASM - Faculdade Santa Marcelina.

Outras informações e inscrição podem ser obtidas no Departamento de Cultura pelos telefones  (19) 3636-4872 e 3636-4953, ou pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

DIVERSIDADE – ARTE ONLINE – VAMOS AO TEATRO? SÓ DAR UM PLAY


O SESI/SP preparou espetáculos incríveis para toda família assistir sem sair de casa. E o melhor: é tudo de graça! Os espetáculos que compõem o Viagem Teatral de 2021 recebeu o nome de VIAGEM TEATRA PLAY e não terá atividades e apresentações presenciais por conta da pandemia de Covid-19. Pensando no cenário tão diverso que é o mundo digital, a programação alterna diferentes gêneros, linguagem, tendências e públicos. Peças para adultos, crianças e adolecentes em temáticas específicas para cada uma dessas faixas, além de espetáculos livres para todas as idades.

O público poderá também encontrar na programação diferentes linguagens: circo, dança, teatro de bonecos, teatro físico, tudo a proporcionar vivências dramatúrgicas que mesclam textos consagrados, autores contemporâneos e obras inéditas e originais.

Ao todo sermão exibidas 15 produções cênicas pelo canal Youtube do SESI/SP, buscando atingir o maior número de pessoas possíveis, incentivando e fortalecendo sua relação com a arte, mesmo que a distância.

E o público assiste quando quiser. É SÓ DAR O PLAY!

PROGRAMAÇÃO/MAIO

Em maio, a programação começa com o espetáculo Luceros dança Toninho Ferraguttientre os dias 5 e 26, unindo a dança flamenca e os ritmos brasileiros em uma coreografia marcante.

Na sequência, estreiam as peças Inimigos (infantil) e O louco e a camisa (adulto), disponíveis na plataforma virtual de 6 a 16 de maio. Em Inimigos, da Cia. De Feitos, soldados inimigos em um mundo imaginário não entendem os motivos para continuarem brincando de lutar, pois se um mudasse de lado, nada mudaria, pois todos ali são iguais. Ainda dentro da temática da violência, O louco e a camisa discute temas como violência doméstica, loucura e hipocrisia ao narrar a história de uma família que tenta esconder de todos o filho louco e suas ideias malucas.

De 20 a 30 de maio, é a vez das temporadas de FUI! (juvenil) e Mercedes (adulto) tomarem conta do Viagem Teatral Play. Inspirado no romance Tchick, do alemão Wolfgang Herrndorf, o FUI! presenta a história de quatro amigos que na adolescência roubam um carro e viajam à procura da felicidade e, depois de 15 anos, se reencontram e discutem as expectativas deixadas para a vida adulta. Já Mercedes narra a história da primeira bailarina negra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Mercedes Baptista, precursora da dança moderna brasileira e conhecida por unir a tradição clássica europeia e as raízes africanas.

Entre as InterARTividades desse mês, estão lives e oficinas teatrais com foco nos espetáculos O louco e a camisaMercedes e FUI!, nos dias 8, 22 e 29 de maio, respectivamente. O destaque fica com a oficina de criação de máscaras para crianças inspiradas na peça Inimigos, comandado pela Cia. De Feitos, no dia 15.

Todos os detalhes da programação gratuita, links das apresentações e das InterARTividades podem ser conferidos na brochura digital do projeto: bit.ly/BrochuraViagemTeatralPlay

Encontros com Shakespeare Digital começa com “A Consciência do Rei”


A partir desta sexta-feira (23), será realizado mais uma edição do evento Encontros com Shakespeare, novamente em formato digital. As lives serão transmitidas no Facebook Cena IV - Shakespeare Cia e haverá palestras disponíveis no Youtube da companhia.

A ação celebra os 457 anos de nascimento e 405 anos de morte de William Shakespeare e, nesta edição, contará com palestra do Prof. Dr. Ronaldo Marin, um dos maiores especialistas da obra no Brasil, além de bate-papos com tradutores e pesquisadores e três espetáculos. Todas as apresentações serão online e gratuitas.

PROGRAMAÇÃO

• Sexta-Feira – dia 23 – 20H00 - “A CONSCIÊNCIA DO REI" - Espetáculo criado especialmente para os dias que vivemos, como um grito parado no ar sufocado da garganta de milhões de brasileiros que estão impotentes de agir.

• Sábado – Dia 24 – 18h00 - “ROMEU & JULIEA PARA CRIANÇAS, COM PIROLIZ EM O LIVRO MÁGICO” - Piro, Liz e Plin são três palhacinhos muito espertos e curiosos, que um dia se deparam com um livro mágico, capaz de transportar qualquer pessoa para dentro de suas histórias. Os três viajam para dentro de inúmeras histórias e acabam se deparando com a história de Romeu e Julieta de William Shakespeare e vivem a maior aventura de suas vidas!

• DOMINGO – DIA 25 – 16H00 - “O MUNDO É UM PALCO” - Um espetáculo itinerante que busca apresentar William Shakespeare para plateias que nunca o viram e também para seus grandes fãs. De uma maneira única e com toques brasileiros, convidamos a plateia a mergulhar no universo do autor, o espetáculo configura-se com a apresentação de trechos de diversas peças do bardo.

• Dia 28 – 19h00 - “CHÁ COM BARDO ESPECIAL, COM LAWRENCE FLORES” – Vencedor do Prêmio Jabuti

• Palestra “Hamlet e a Consciência” – Prof. Dr. Ronaldo Marin – de 26 a 30/04.

• Palestra “Shakespeareana – A Voz Feminina em Shakespeare” – Marcella Marín (de 26 a 30/04)

Dia Nacional do Livro Infantil: Cinco histórias para divertir e ensinar a criançada

Próximo domingo, 18 de abril, é a data que reforça a importância da produção literária voltada ao público infantojuvenil. Em formas de fábulas, contos, poemas e ficções, as obras infantis ajudam na base da formação dos pequenos novos leitores, expandindo sua percepção do mundo e instigando o gosto pela leitura. Na quarentena, a literatura ganhou um significado ainda mais relevante, permitindo que as crianças viajem em sua imaginação. Para ajudar nesse desenvolvimento de amor pelos livros, especialistas do Clube de Autores, maior plataforma de autopublicação da América Latina, selecionaram cinco títulos, que vão levar um universo de possibilidades criativas e imaginativas aos público infantil, confira:

O Segredo de Kiki, por Israel Foguel

A história narra a amizade entre Kiki, uma gatinha dengosa e vovó Sabrina, que achou a gatinha miando na rua após voltar da padaria e não perdeu tempo e levou ela para casa.

Letrinhas Encantadas, por Christinny Olivier

Por meio destas páginas de contos e versos, os pequenos leitores poderão mergulhar em uma realidade fantástica, onde piratas e seres míticos ganham vida, ocupando cenários e sonhos, estimulando, desde cedo, o essencial hábito da leitura.

Olhos do Coração, por Raquel Gomes Abreu

O livro aborda a história de Lara, uma garota alegre, de boa família, que possui deficiência visual. E pela primeira vez irá à escola, onde terá novas experiências de vida no convívio com outras pessoas.

O Menino que Gostava de Matemática, por Enzo de Abreu e Raquel Gomes

A história infantil fomenta a ideia e contagia a vida da criança que, com o estudo, esforço, apoio da família, consegue conquistar seus sonhos, e também, por meio da leitura, pode ter possibilidades de viajar no mundo da imaginação.

A Carroça de Fogo, por Emiliana Tasso

A narrativa conta a famosa lenda da cidade de Rancharia no interior de São Paulo. Juquinho, um menino esperto acaba tendo que enfrentar seus medos ao se deparar com esse causo do interior paulista.

Musical QUANDO A GENTE AMA

Crédito das fotos: Marcos Gullo

 O musical Quando a gente ama estreia nos dias 19, 20, 21, 27 e 28 de março, às 20h, de forma gratuita e on-line para todo o Brasil. O elenco canta os altos e baixos do amor, a partir do repertório do sambista Arlindo Cruz e parceiros. O público poderá ouvir grandes sucessos como Casal Sem Vergonha, O Show tem que Continuar e O Que é o Amor, entre outros. Baseada na obra do cantor e compositor, a peça foi assistida por mais de 10 mil pessoas ao longo de 6 anos, no Rio de Janeiro. O texto é de João Batista e a produção é de Bruno Mariozz, da Palavra Z. 

O espetáculo quanto será exibido no Canal do Youtube da Palavra Z. A iniciativa tem patrocínio da Lei Aldir Blanc, Governo Federal e Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

O elenco é acompanhado por cinco músicos que animam uma roda de samba em cena. “Quando a gente ama” tem dez histórias curtas cada uma delas relacionada a uma canção do repertório de Arlindo Cruz, a quem o espetáculo é dedicado.

Ficha Técnica: 

Com: Cris Vianna, David Junior, Edio Nunes, Jessica de Souza, Milton Filho, Patricia Costa, Vilma Melo e Wladimir Pinheiro.

Direção Geral: João Batista

Direção Musical: Marcelo Alonso Neves

Direção de Produção: Bruno Mariozz

Produção: Palavra Z Produções Culturais

Serviço: Quando a gente ama

Temporada on-line e gratuita para todo o Brasil: 19, 20, 21, 27 e 28 de março, às 20h, no Canal do Youtube da Palavra Z

Canal do Youtube Palavra Z: www.youtube.com/palavraz

Duração do espetáculo: 90 minutos

Classificação: 14 anos

Netflix bate recorde de indicações ao Oscar

Fotos: 'Soul' Imagem: divulgação/Disney Pixar

 

Como era de se esperar, em ano de cinemas fechados por causa da pandemia, os serviços de streaming brilharam no Oscar 2021. A lista de indicados, revelada hoje, trouxe um recorde de 35 lembranças para produções originais da Netflix. A plataforma bateu com folga o seu melhor desempenho anterior, que ocorreu no Oscar 2020, quando conseguiu 24 indicações. Neste ano, filmes lançados apenas no streaming (sem passagem pelo cinema) puderam concorrer ao prêmio da Academia.

Os títulos mais lembrados da Netflix em 2021 foram "Mank" (10 indicações, líder entre todos os filmes), "Os 7 de Chicago" (seis indicações) e "A Voz Suprema do Blues" (cinco indicações). Este também foi o melhor ano da história do Amazon Prime Video no Oscar. Foram 12 indicações: seis para "O Som do Silêncio" (incluindo melhor filme); três para "Uma Noite em Miami"; duas para "Borat: Fita de Cinema Seguinte"; e uma para o documentário "Time

O bom ano para o streaming ainda se estendeu às primeiras indicações ao Oscar da história do Disney+ e da Apple TV+. A plataforma da Disney emplacou indicações em melhor animação por "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica" e "Soul" — este último ainda foi lembrado em melhor trilha sonora e melhor som. Já "Mulan" apareceu em melhor figurino e melhores efeitos visuais; e "O Grande Ivan" também recebeu indicação nesta última categoria.

Enquanto isso, a Apple conseguiu nomeações para "Greyhound: Na Mira do Inimigo" (melhor som) e "Wolfwalkers" (melhor animação). Para fechar a conta dos serviços de streaming, o Hulu também entrou na disputa com "The United States vs. Billie Holiday", lembrado em melhor atriz pela performance de Andra Day.

1º Festival Nacional de Contadores de Histórias no Ciberespaço liga Brasil de norte a sul

Cia Ih, Contei! – foto de Fernando Tribino

Se existe um ofício inspirador e potente, este é o do contador de histórias. Afinal, é ele quem dá vida às palavras, às memórias e aos personagens dos contos, poemas, crônicas, parlendas e outros elementos da tradição oral. O Dia do Contador de História foi criado em 1991, na Suécia, com o principal objetivo reunir os contadores e promover a prática em todo mundo.

Para marcar o Dia Nacional do Contador de Histórias, celebrado em 20 de março, 19 profissionais de diferentes regiões do Brasil estarão reunidos no 1º Festival Nacional de Contadores de Histórias no Ciberespaço.

Contemplado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo), com recursos da Lei Aldir Blanc, o 1º Festival Nacional de Contadores de Histórias no Ciberespaço terá apresentações transmitidas pelas redes sociais, além de oficinas com conteúdos que desvendam as técnicas e os encantamentos do tema entre os dias 14 e 20 de março. Importante destacar que todos os espetáculos contarão com recursos de acessibilidade, como tradução em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e audiodescrição.

Imagine mergulhar num Brasil carregado de sotaques, mistérios, sabores e aromas. Durante os sete dias de agenda, o internauta poderá conferir uma programação intensa que revisita as identidades regionais de maneira lúdica e poética.

Após o show de abertura “Palavra Tagarela”, sobre tradição oral e elementos do folclore com os artistas Poliana Savegnago, Allan George da Silva, Márcio Bah e Devanir Mille, o público poderá acompanhar 10 apresentações, que reunirão os contadores de histórias Aline Alencar e Auritha Tabajaras (região Nordeste), Joca Monteiro e Joana Chagas (região Norte), Ciro Ferreira e Rosilda Figueiredo (região Centro-oeste), Camila Genaro e Cia “Ih, Contei!” com Elton de Souza Pinheiro, Leandro Pedro da Silva e a fantoche Tifanny MeiaLoka (região Sudeste), Liz Ângela de Almeida e Lucélia Clarindo (região Sul), além de 10 oficinas.

Para encerrar essa agenda caprichada, os artistas Ademir Apparicio Júnior, Fabiana Massi, Andrés Felipe Giraldo e Cimara Gomes Ferreira Fróis apresentam “A História de Maria Dançarina ou A menina que desafiou o demo”.

Programação

14/03 – 14h30: Show de Abertura: Palavra Tagarela
Com Poliana Savegnago, Allan George da Silva, Márcio Bah, Devanir Mille

15/03 – 10h: Histórias Aya
Contadora: Liz Ângela Gonçalves Almeida

15/03 – 14h: História da Mala e da Cachola e o Conto: o couro do pandeiro
Contadores: Lucélia Clarindo e João Carvalho

16/03 – 10h: Cardápio de Lendas Caiçaras
Contadora: Camila Genaro

16/03 – 14h: Histórias para brincar
Contadores: Ih, Contei! (Elton de Souza Pinheiro, Leandro Pedro da Silva e a fantoche Tifanny MeiaLoka)

17/03 – 10h: O Afeto das Histórias
Contador: Ciro Ferreira

17/03 – 14h: A fruta desconhecida
Contadora: Rosilda Figueiredo

18/03 – 10h: Ê boi! A lenda do bumba meu boi.
Contadora: Cia. Forrobodó de Teatro (Aline Alencar)

18/03 – 14h: A onça pintada que nasceu no pescoço da kunhataim.
Contadora: Auritha Tabajara

19/03- 10h: Atividade: A mulher que fazia chover
Contadora: Joana Chagas

19/03 – 14h: Histórias da Encantaria Amazônica
Contador: Joca Monteiro

20/03 – 14h Encerramento: “A história de Maria Dançarina ou A menina que desafiou o demo”
Com: Tem História na linh@! (Ademir Apparicio Júnior, Fabiana Massi, Andrés Felipe Giraldo e Cimara Gomes Ferreira Fróis)

PROGRAMAÇÃO DE OFICINAS

15/03 – 15h: Oficina de Contos Afro
Ministrante: Liz Ângela de Almeida - Duração: 2h
Público Alvo: Oficina para adultos – maiores de 18 anos – Acadêmicos de pedagogia, Acadêmicos de letras, Magistério, formação de docentes.

15/03 -19h: A leitura em verso e Prosa
Ministrante: Lucélia Clarindo - Duração: 2h
Público alvo: Pessoas interessadas na arte de contar as próprias histórias, em verso e prosas, a partir dos 18 anos.

16/03 – 15h: Fios da Narrativa – os recursos internos para contar histórias em diversos espaços
Ministrante: Camila Genaro - Duração: 3h
Público Alvo: Professores, Psicólogos, cuidadores, educadores, Pais, Mães, Avós, Avôs e outros Responsáveis por Crianças que queiram 
ter um vínculo afetivo e duradouro através das histórias, com idade superior a 18 anos.

16/03 – 19h: Arte de Criar Brinquedos e Contar Histórias
Ministrante: Ih, Contei! - Duração: 2h
Público: livre

17/03 – 15h: Histórias na Sala de Aula
Ministrante: Ciro Ferreira - Duração: 2h
Público Alvo: Professores, bibliotecários, brincantes, artistas, fazedores de danuras e pessoas interessadas na arte da oralidade

17/03 – 19h: O brincante que mora em mim
Ministrante: Rosilda Figueiredo
Público Alvo: Contadores de Histórias, atores, professores, brincantes e interessados na arte da oralidade.

18/03 – 15h: A arte de contar histórias
Ministrante: Aline Alencar - Duração: 2h
Público Alvo: Contadores de Histórias, atores, estudantes de teatro, professores e interessados na arte de contar histórias.

18/03 – 19h: O Grafismo Indígena
Ministrante: Auritha Tabajaras – Duração: 2h
Público Alvo: Contadores de Histórias, atores, estudantes de teatro, professores e interessados na arte de contar histórias.

19/03 – 15h: Nós, As Matintas
Ministrante: Joana Chagas - Duração: 2h30
Público Alvo: Mulheres a partir de 16 anos (estudantes, mães, avós, professoras, contadoras de histórias e mediadoras de histórias).

19/03 -19h: A Interpretação para a Arte de Contar histórias
Ministrante: Joca Monteiro - Duração: 3h
Público principal: Contadores de histórias, professores e agentes de leitura (a partir de 12 anos)

Para acompanhar:
- YouTube: bit.ly/festcontahistorias
- Facebook: @festcontahistorias
- Instagram: @festcontahistorias

BARDO SEM FILTRO

Valorizar a comédia escondida por trás das cenas contidas em quatro peças de William Shakespeare foi o desafio imposto a si mesma pela diretora Eliete Gigaarini ao montar Bardo sem FiltroCom a proposta de aproximar o público destes textos de William Shakespeare - Trabalhos de Amor PerdidoA Megera DomadaBem Está o que Bem Acaba e Muito Barulho Por Nada –, a diretora, que já encenara com o grupo as peças no teatro, escolheu as cenas que melhor se adequariam ao ambiente digital. “Como as peças de Shakespeare tem uma trama bem elaborada por trás, com personagens bem construídos, e algum momento trágico e dramático, eu trouxe para o Bardo Sem Filtro as passagens de mais humor. Mesmo a cena dramática do diálogo entre Beatriz e Benedito, de Muito Barulho por Nada, também tem uma pegada cômica”, comenta Eliete.

Como os atores interpretam de suas casas, a diretora optou por lançar mão do chroma key, recurso da plataforma de streaming que permite a fusão de imagens. Para tirar maior proveito e investir na qualidade técnica, o grupo fez pesquisa na plataforma digital. “Trabalhamos a cena do ponto de vista de cada ator. Para que cada um contracene, de forma imaginária, com o outro, e que o público tenha a nítida impressão de que ambos estão no mesmo espaço”, explica

Sinopse

Três cenas de Trabalhos de Amor Perdidos abrem Bardo sem Filtro. O Rei de Navarra, Ferdinando, decreta um édito à toda população: os homens, para nutrirem seus conhecimentos em todos os âmbitos, serão isolados por três anos com abstinência de sono, comida e do contato com mulheres. No caso de perjúrio o homem poderia perder a língua. Dom Adriano de Armado está apaixonado por Jaqueneta e jurou que faria os três anos de abstinência. Depois de um breve encontro com Jaqueneta para marcar uma visita às escondidas, desabafa sua paixão e seu receio de ser descoberto para seu soldado Cisco. A segunda peça é A Megera Domada. A guerra dos sexos de Petrúquio e Catarina. Catarina e Bianca brigam pela preferência e afeto do pai, Batista. Catarina conhece seu pretendente, Petrúquio. O servo de Petrúquio, Grúmio, tenta controlar a ira de Catarina que está há dias sem comer e dormir por ordem de seu marido Petrúchio.

Na terceira esquete, a cena é inspirada na peça Bem Está O Que Bem Acaba. Helena, a protagonista da trama, não é nobre porém é filha de um médico muito reconhecido na corte francesa e herdou todos os conhecimentos de medicina do pai. Para agarrar seu apaixonado, Bertran, faz um acordo com o Rei oferecendo a cura para sua enfermidade em troca de ela própria escolher seu marido. A cena escolhida é de Helena com o melhor amigo de Bertran, Parolles. Helena e Parolles debatem sobre uma questão até hoje objeto de polêmicas: a virgindade. A última peça selecionada é de Muito Barulho por Nada. Uma comédia que também envolve guerra dos sexos, porém discute-se profundamente sobre o julgamento quanto à conduta social feminina. Beatriz e Benedito encontram-se na Igreja após a prima de Beatriz, Hero, ter sido humilhada e difamada no dia do casamento. Na foto o ator Renan Villas que interpreta  Petruquio (A Megera Domada). Imagem de  Renan Villas de Nóvoa.

Ficha Técnica

BARDO SEM FILTRO – Audiovisual ao vivo inspirado nas obras de William Shakespeare - A Megera DomadaTrabalhos de Amor PerdidosMuito Barulho Por Nada e Bem Está Que Bem Acaba.

Dias 6 e 7 de março; 13 e 14 março, 20 e 21 de Março , 27 e 28 de março.

Encenado ao vivo com atores em suas casas. Sábados e domingos às 20 horas. 

Ingressos a partir de 12,50. Transmissão online pela plataforma Sympla.

Link para compra - https://beta.sympla.com.br/eventos?s=Bardo&tab=eventos